Chevrolet Caravan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ver artigo principal: Chevrolet Opala
Chevrolet Caravan
Caravan 2° geração
Visão Geral
Nomes
alternativos
Opel Rekord Wagon
Produção 19751992
Fabricante Chevrolet, grupo General Motors
Modelo
Carroceria Station Wagon
Ficha técnica
Motor 2.5 4 cilindros(88 cv gasolina, 96 cv álcool.
4.1 6 cilindros(128cv gasolina, 141cv álcool)
4.1 250S 6 cilindros(171cv gasolina)
Transmissão 3; 4; 5 Manual/3; 4 Automática
Modelos relacionados Chevrolet Opala
Volkswagen Santana Quantum
Ford Belina
Cronologia
Chevrolet Omega Suprema

A Caravan é uma perua de porte grande derivada do Chevrolet Opala, eleita pela Revista Autoesporte o Carro do Ano de 1976.[1]

No Exterior[editar | editar código-fonte]

A General Motors, através da sua filial Alemã Opel, fabricava o veículo que deu origem tanto ao Opala quanto à Caravan, que era o Opel Rekord C, fabricado de 1967 a 1971 com versões de duas portas, quatro portas, station wagon (chamada Caravan) e também uma rara versão descapotável. A versão do exterior, assim como a Caravan brasileira, tinha três portas, além de uma versão de cinco portas.[2]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Em 19 de novembro de 1968 foi lançado no Brasil o Chevrolet Opala, com motores de 4 cilindros, de 2.500 cm³, e de 6 cilindros, de 3.800 cm³, esse mais tarde trocado pelo de 4.100 cm³. Desde seu lançamento a Chevrolet já pensava em lançar a perua Opala, conhecida por Caravan, mas o projeto ficou engavetado porque a empresa havia se concentrado no Chevette.

Entretanto, no final de 1974 a Caravan foi apresentada com as mudanças impostas na família Opala, e com dois motores, o de 4 cilindros (2.500) e o lendário 6 cilindros (4.100). Em 1978 a Caravan ganhou a versão SS, com os motores de 4 ou 6 cilindros.[2]

Em 1986 a Chevrolet lançou a versão Diplomata da Caravan, esta produzida com o interior igual ao do Opala Diplomata. Cogitou-se ainda a versão 4 portas da Caravan, que nunca foi produzida em série pela Chevrolet, mas, em São Paulo, a indústria de cabines duplas Sulam, em conjunto com a Concessionária Guaporé, desenvolveu a Caravan 4 portas, porém poucas unidades foram montadas. Nessa época, a Caravan concorria diretamente com a Volkswagen Santana Quantum.[2]

Em 1992 a Caravan, junto com o Opala, despediu-se do mercado. Opala com sua série especial, o Diplomata Collectors, e a Caravan com uma versão ambulância com câmbio na coluna de direção, incomuns para época e produzidos apenas sob encomenda.[2]

Chevrolet Caravan 1° geração, 1979

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre automóveis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.