Chico da Silva (cantor)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Chico da Silva (cantor)
Informação geral
Nome completo Francisco Ferreira da Silva
Também conhecido(a) como Chico da Silva
Nascimento 8 de maio de 1945 (73 anos)
Origem Parintins, Amazonas
País Brasil
Gênero(s) Samba
Ocupação(ões) Cantor, compositor, poeta
Instrumento(s) Vocal, violão, cavaquinho
Período em atividade 1980 — presente
Gravadora(s) Polydor
PolyGram

Francisco Ferreira da Silva (Parintins, 8 de maio de 1945), mais conhecido pelo seu nome artístico Chico da Silva, é um cantor, compositor e poeta brasileiro. Autor de inúmeras composições de toadas, além de sambas que ganharam o Brasil. Durante sua trajetória passou pelo grupo “Os Amigos do Som”, além de ter uma de suas composições na voz de Alcione, a Marrom. Chico desenvolveu o estilo de samba particularmente harmonioso.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Do início de sua carreira foi o grupo "Os Amigos do Som". Em 1977 a cantora maranhense Alcione gravou sua composição, em parceria com Venâncio, "Pandeiro é Meu Nome", (LP "Pra que chorar"). Sua venda chegou à marca de 400 mil cópias.[2] Também em 1977 Chico da Silva foi contratado pela PolyGram. A meados dos anos 80, desenvolveu um estilo de samba particularmente melodioso.

Chico da Silva trabalhou com Martinho da Vila. Também fez trabalho importante no Festival Folclórico de Parintins, que realizado anualmente durante o mês de junho e atrai milhares de turistas do mundo todo.

Embora nunca tenha parado de compor, devido a uma doença grave suas habilidades vocais foram seriamente afetadas por um tempo.

Algumas de suas melhores e mais conhecidas composições são: "Sufoco", "Vermelho" e "Convite a Roberto Carlos". Como intérprete teve sucessos como "É preciso muito amor" composto por Noca da Portela e Tião de Miracema.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • (2008) Chico da Silva • Série A Popularidade • CD
  • (1999) Chico da Silva • Série Minha História • CD
  • (1996) A Toada Amazônica – CDS PRODUÇÕES
  • (1995) O Poeta e o Versador – CDS PRODUÇÕES
  • (1994) A Popularidade – 1994 - Universal
  • (1988) Missão de cantar • Polydor/PolyGram • LP
  • (1984) Samba na hora H • Polydor/PolyGram • LP
  • (1983) Sambaterapia • Polydor/PolyGram • LP
  • (1982) Samba na casa nossa • Polydor/PolyGram • LP
  • (1981) Os afazeres • Polydor/PolyGram • LP
  • (1980) Sonhos de menino • Polydor/PolyGram • LP
  • (1979) Tudo Mudou • Polydor/PolyGram • LP
  • (1978) Samba também é vida • Polydor/PolyGram • LP
  • (1977) Samba quem sabe diz • Polydor/PolyGram • LP

Referências

  1. «Chico da Silva: caboclo que balança o Brasil». Prefeitura de Parintins 
  2. Albin, Cravo (1 de janeiro de 2008). «Chico da Silva». Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Consultado em 15 de março de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]