Child 44

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Child 44
No Brasil Crimes Ocultos
Em Portugal A Criança n.º 44
 Estados Unidos
 Reino Unido
 Chéquia
Roménia
2015 •  cor •  137 min 
Género mistério
suspense
Direção Daniel Espinosa
Produção Ridley Scott
Michael Schaefer
Greg Shapiro
Argumento Richard Price
Baseado em Child 44, de Tom Rob Smith
Elenco Tom Hardy
Gary Oldman
Noomi Rapace
Joel Kinnaman
Jason Clarke
Vincent Cassel
Música Jon Ekstrand
Cinematografia Philippe Rousselot
Edição Dylan Tichenor
Companhia(s) produtora(s) Summit Entertainment
Worldview Entertainment
Scott Free Productions
Distribuição Lionsgate Films (Estados Unidos)
Paris Filmes (Brasil)[1]
Pris Audiovisuais (Portugal)
Lançamento
  • 17 de abril de 2015 (2015-04-17) (Estados Unidos)[2]
  • 21 de maio de 2015 (2015-05-21) (Brasil)[3]
  • 4 de junho de 2015 (2015-06-04) (Portugal)[4]
Idioma inglês
Orçamento US$ 50 milhões[2]
Receita US$ 12 951 093[5]

Child 44 (prt: A Criança n.º 44[6][7]; bra: Crimes Ocultos[1][3]) é um filme britânico-americano de mistério e suspense, realizado por Daniel Espinosa, escrito por Richard Price e baseado no romance de 2008 Child 44, de Tom Rob Smith. O filme estrelou Tom Hardy, Gary Oldman, Noomi Rapace, Joel Kinnaman, Paddy Considine, Jason Clarke e Vincent Cassel. Nos Estados Unidos, foi lançado em 17 de abril de 2015,[8] no Brasil em 21 de maio de 2015 e em Portugal em 4 de junho de 2015.[6]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Na década de 1950, na União Soviética, durante o governo de Josef Stalin, o agente do Ministério da Segurança do Estado (MGB) Leo (ou Lev) Demidov (Tom Hardy) descobre uma série de mortes estranhas e brutais de crianças, num total de 52, da autoria de um assassino em série.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Tom Hardy como Lev Demidov
  • Noomi Rapace como Raíssa Demidova
  • Joel Kinnaman como Vassíli Nikítin
  • Gary Oldman como General Nésterov
  • Vincent Cassel como Major Kúzmin
  • Jason Clarke como Anatóly Bródsky
  • Josef Altin como Alexandr
  • Sam Spruell como Doutor Tyápkin
  • Ned Dennehy como médico legista
  • Fares Fares como Alexei Andrêyev
  • Nikolaj Lie Kaas como Iván Sukov
  • Anna Rust como Sasha
  • Xavier Atkins como Pável
  • Sonny Ashbourne Serkis como Artur
  • Kevin Clarke como agente do MGB
  • Petr Vanek como Fyôdor
  • Max Rowntree como Andrêy
  • David Bowles como investigador na cidade de Vualsk
  • Michael Nardone como Semyôn Okun
  • Fedja Stukan como Serghêy
  • Anssi Lindström como Alexandr Pickup
  • Harmon Joseph como Vadim
  • Charles Dance como Major Grátchov
  • Tara Fitzgerald como Inessa Nésterov
  • Samuel Buttery como Varlán Babínitch
  • Agnieszka Grochowska como Nina Andrêyeva

Produção[editar | editar código-fonte]

As filmagens tiveram início em junho de 2013, em Praga, Ostrava, Kladno, República Checa.[9]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Em 15 de abril de 2015, a distribuidora de cinema russa Central Partnership anunciou que o filme seria retirado das salas de espetáculos russas. No entanto, alguns meios de comunicação declararam que o filme tinha sido banido pelo Ministério da Cultura.[10][11][12][13][14] A decisão foi tomada após a seleção de imprensa no dia anterior. O Ministério da Cultura e a Central Partnership emitiram um comunicado de imprensa conjunto, afirmando que a exibição do filme antes do 70.º aniversário do Dia da Vitória era inaceitável.[15] O Ministério da Cultura alegou que recebera várias perguntas sobre o conteúdo do filme, designadamente sobre «a distorção de factos históricos, o tratamento peculiar de acontecimentos passados durante e após a Grande Guerra Patriótica e as imagens e os personagens do povo soviético daquela época».[15] O ministro russo da Cultura, Vladímir Medínsky, elogiou a decisão, mas salientou que esta fora unicamente da Central Partnership. Consequentemente, em sua declaração pessoal, Medínsky alegou que o filme retratava os russos como «sub-humanos de base, física e moralmente» e comparou a representação da União Soviética no filme com a Terra Média Mordor de J. R. R. Tolkien, acrescentando que filmes desses não deviam ser avalizados, nem antes do 70.º aniversário da vitória na Grande Guerra Patriótica, nem em qualquer outro momento.[16] No entanto, afirmou também que o filme estaria disponível na Rússia em DVD e na Internet.[17]

Em consequência da decisão, o filme foi também retirado dos cinemas da Bielorrússia,[18][19] da Ucrânia,[20] do Cazaquistão e do Quirguistão. Já na Geórgia, o lançamento foi adiado para outubro.[21]

O realizador e produtor de cinema Alexander Rodnyansky criticou a decisão de não lançar o filme, dizendo que prejudicaria a indústria cinematográfica do país. «Antigamente, filmes que não apresentavam heróis russos e soviéticos da melhor maneira possível eram lançados na Rússia, mas nada semelhante aconteceu. Agora tudo que estiver relacionado com a História deve caber claramente em uma espécie de quadro estabelecido pelo Ministério da Cultura.»[22]

No Brasil o filme foi lançado nos cinemas em 21 de maio de 2015 pela Paris Filmes. Em Portugal, em 4 de junho de 2015 pela PRIS Audiovisuais.[7]

Referências

  1. a b «Crimes Ocultos (2015)». Paris Filmes. Consultado em 3 de junho de 2015. Arquivado do original em 24 de maio de 2015 
  2. a b «Child 44» (em inglês). The Numbers. Consultado em 3 de junho de 2015 
  3. a b «Crimes Ocultos». AdoroCinema. Brasil: Webedia. 21 de maio de 2015. Consultado em 13 de outubro de 2022 
  4. «A Criança Nº44». FilmSPOT. Consultado em 3 de junho de 2015 
  5. «Child 44». Box Office Mojo (em inglês). IMDb. Consultado em 13 de outubro de 2022 
  6. a b «A Criança n.º 44». Cinecartaz. Público. Consultado em 3 de junho de 2015 
  7. a b «A Criança n.º 44». SAPO Cinema. SAPO. Consultado em 3 de junho de 2015. Arquivado do original em 19 de maio de 2015 
  8. Yamato, Jen (14 de julho de 2014). «Tom Hardy, Noomi Rapace Thriller 'Child 44′ Gets April 2015 Date» (em inglês). Deadline.com 
  9. «Filming of Tom Rob Smith's Child 44 begins» (em inglês). Curtis Brown. 5 de agosto de 2013 
  10. Davis, Mark (15 de abril de 2015). «Russia bans film adaptation of 'Child 44'» (em inglês). Euronews 
  11. «Elenco do thriller "A Criança Nº44" reage à proibição do filme na Rússia». Euronews. 20 de abril de 2015 
  12. Walker, Shaun (15 de abril de 2015). «Hollywood's Child 44 pulled in Russia after falling foul of culture ministry» (em inglês). The Guardian 
  13. Barraclough, Leo (16 de abril de 2015). «Russia Bans 'Child 44′ for Portraying Soviets as a 'Bloody Mass of Orcs and Ghouls'» (em inglês). Variety 
  14. «Considerado uma 'distorção da história' pelo governo, 'Crimes ocultos' é proibido na Rússia». O Globo. 17 de abril de 2015 
  15. a b «Совместное заявление Министерства культуры РФ и компании "Централ Партнершип"» (em russo). Ministério da Cultura da Federação Russa. 15 de abril de 2015 
  16. «Заявление Министра культуры РФ В.Р.Мединского. К отзыву прокатной заявки фильма "No.44"» (em russo). Ministério da Cultura da Federação Russa. 15 de abril de 2015 
  17. «Not In Cinemas, But 'Child 44' Will Be Available in Russia — Culture Minister» (em inglês). 17 de abril de 2015 
  18. «Belarus bans Child 44 movie day after Russia» (em inglês). Agência de Informação e Telegrafia da Rússia. 16 de abril de 2015 
  19. «В Белоруссии вслед за Россией отменен прокат фильма "Номер 44"» (em russo). Agência de Informação e Telegrafia da Rússia. 16 de abril de 2015 
  20. «Hollywood movie 'Child 44' will not be shown in Ukraine» (em inglês). Ukraine Today. 17 de abril de 2015 
  21. Holdsworth, Nick (17 de abril de 2015). «'Child 44' Ban Rolls Out Across Former Soviet States» (em inglês). The Hollywood Reporter 
  22. Elizabeth Surganov e Sergei Sobolev (15 de abril de 2015). «Голливудский фильм про СССР сняли с российского проката» (em russo). RBC Information Systems 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.