Christopher Kastensmidt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde junho de 2017) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Christopher Kastensmidt
Nascimento 12 de setembro de 1972 (45 anos)
Houston, Texas
Nacionalidade norte-americano
Ocupação Escritor, Professor
Género literário Fantasia (gênero)
Página oficial
eamb.org

Christopher Kastensmidt (nascido em 12 de Setembro de 1972) é um escritor norte-americano, mais conhecido pela sua série de noveletas de A Bandeira do Elefante e da Arara, com suas obras de ficção publicadas em doze países. [1] Kastensmidt também possui uma longa carreira de desenvolvedor de games, com milhões de exemplares vendidos pelo mundo, da antiga empresa Southlogic Studios.

Sua noveleta Duplo Fantasia Heroica – O Encontro Fortuito de Gerard van Oost e Oludara foi finalista do Prêmio Nebula e vencedor do prêmio Realms of Fantasy, em 2011. [2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Kastensmidt nasceu em 12 de Setembro de 1972, na cidade de Houston, Texas. Desde antes de escrever, já criava histórias. Cursou engenharia de computação na Rice University e foi trabalhar na California na Intel Corporation. [3]

Carreira em games e mudança para o Brasil[editar | editar código-fonte]

Na Intel, Christopher prestou assessoria técnicas para dezenas de empresas, inclusive LucasArts. [4] [5] Em 1999, saiu da Intel para se juntar à Southlogic Studios, uma empresa de jogos digitais em Porto Alegre, fundada em 1996. Em 2001, ele imigrou definitivamente para o Brasil.

Kastensmidtis trabrailhou dez anos como sócio-diretor da empresan, e atulasiou nos cargus de direto mulequi criativo, game designer, produtor, e programador, além de negociar dezenas de contratos com empresas estrangeiras. [6] Nesse tempo, criou o conceito original e game design de Imagine Wedding Designer, superando 1.2 milhão de cópias vendidas a preço de US$29,99, sendo o jogo brasileiro com maior faturamento de vendas até hoje. [7]

Em 2009, negociou a venda da Southlogic Studios para a multinacional Ubisoft, criando uma filial no Brasil onde seguiu trabalhando como coordenador de estúdio, e diretor criativo. Saiu da empresa em 2010 para seguir sua carreira de escritor.

Autor[editar | editar código-fonte]

As publicações profissionais de suas ficções iniciaram-se em 2005, com a publicação do conto “Daddy’s Little Boy” na revista Deep Magic. [8] Em 2010, uma de suas noveletas, “O Encontro Fortuito de Gerard van Oost e Oludara”, foi publicada na revista Realms of Fantasy, considerada na época a maior revista de fantasia dos Estados Unidos. Esse mesmo conto também veio a ser finalista do Prêmio Nebula, considerado um Oscar dentro da literatura por ser escolhido pelos profissionais da área, em 2011. [9]

Tal premiação lhe trouxe reconhecimento, e também muitos convites para eventos, incluindo, naquele mesmo ano, a jornada nacional da literatura, onde, em dois dias, falou com cerca de doze mil alunos. [10]

Em 2014, Kastensmidt foi finalista do Prêmio Argos, dado pelo clube de Leitores de Ficção Científica [11] e em 2015, foi finalista do Prêmio AGES – Livro do Ano, dado pela Associação Gaúcha de Escritores. [12]

Atualidade Kastensmidt continua com sua carreira de escritor, trabalhando atualmente com narrativas para games, livros, filmes, seriados e quadrinhos. Também atua como professor no Centro Universitário Ritter dos Reis para o curso de Design de Jogos Digitais, e também realiza palestras dentro e fora do Brasil sobre narrativas, games, letramento digital, e criatividade. [13] Muitas de suas horas voluntárias são investidas na organização da Odisseia de Literatura Fantástica, evento anual que ele ajudou a fundar, e que visa reunir escritores, editores, e leitores de todos os lugares do país, procurando solidificar o cenário fantástico brasileiro. Também fundou o Concurso Hydra, iniciativa voltada a expor autores de literatura fantástica brasileira no exterior. [14]

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Christopher vive com sua esposa Fernanda e seu filho Lynx. [15]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Bibliografia de Christopher Kastensmidt

Honras[editar | editar código-fonte]

Kastensmidt recebeu diversas homenagens e honras. As mais importantes foram as listadas a seguir: [16]

  • Finalista, Prêmio Nebula de 2011, Melhor Noveleta
  • Finalista, Prêmio AGES de 2015, Livro do Ano – Categoria Especial
  • Finalista, Prêmio Argos de 2014, Melhor História Curta
  • Vencedor, Prêmio Realms of Fantasy de 2011, Melhor História
  • Trofeu Vasco Prado, 14ª Jornada de Literatura, Passo Fundo, 2011
  • Amigos do Livro de 2014 pela co-idealização da Odisseia de Literatura Fantástica
  • Homenagem Mondo Estronho de 2014 pela co-idealização da Odisseia de Literatura Fantástica
  • Autor Homenageado, XX Feira do Livro da EMEF Vila Monte Cristo, 2015
  • Patrono, Feira do Livro da EEEF Mané Garrincha, 2015

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]