Cidade Quezon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cidade Quezon
—  Cidade  —
Monumentos de Cidade Quezon
Monumentos de Cidade Quezon
Bandeira de Cidade Quezon
Bandeira
Selo de Cidade Quezon
Selo
apelido/alcunha(s) Cidade das Estrelas, QC
Localização de Cidade Quezon na Grande Manila
Localização de Cidade Quezon na Grande Manila
Cidade Quezon está localizado em: Filipinas
Cidade Quezon
Localização de Quezon nas Filipinas
14° 38' N 121° 2' E
País Filipinas
Região Grande Manila
Distrito Distrito Legislativo de Cidade Quezon
Fundação 1939
Administração
 - Prefeito Herbert B. Bautista (Partido Liberal)
 - Vice-Prefeito Ma. Josefina Tanya G. Belmonte-Alimurung
Área
 - Total 166,20 km²
Altitude 17 m (56 pés)
População
 - Total 2 679 450
    • Densidade 16114/km2 
Código de área 02
Sítio www.quezoncity.gov.ph

Cidade Quezon (filipino: Lungsod Quezon; inglês: Quezon City; espanhol: Ciudad Quezon) é uma cidade das Filipinas localizada na ilha de Luzon e já foi uma antiga capital das Filipinas (entre 1948 e 1976). A cidade encontra-se perto de Manila (Capital das Filipinas), ficando ao norte da capital. É a maior cidade do país com 2 679 450 habitantes (censo de 2007). Mesmo não sendo mais a capital filipina, muitos prédios e organizações governamentais ainda continuam na cidade (como o Complexo Batasang Pambansa - o parlamento).

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Seu nome é uma homenagem ao presidente filipino Manuel Quezon, que fundou a cidade.

História[editar | editar código-fonte]

Antes da cidade de Quezon ser fundada, a região era dividida em pequenas vilas, como Novaliches, San Francisco del Monte e Balintawak. No dia 23 de agosto de 1896 o grupo Katipunan, liderado por Andrés Bonifácio iniciou a revolução contra a Espanha em uma casa desta região (Melchora Aquino). No início do século XX, o presidente Manuel Quezon idealizou uma nova capital para substituir Manila, depois de uma viagem ao México. Em 1938 este presidente criou uma Companhia de Terras e comprou 15,29 km2 na região de Diliman, da família Tuason (hoje estas terras estão no "Barrio Obrero"). O governo filipino assinou uma lei criando a cidade, ainda com o nome de "Cidade Balintawak", em 12 de outubro de 1939. Posteriormente o nome da cidade foi alterado para o atual, em uma homenagem dos políticos à figura do presidente fundador. Após a Segunda Guerra Mundial, a cidade se expandiu, anexando parte de Caloocan. Em 1975 a cidade é incluída na Metro Manila. Em 24 de julho de 1976 a capital filipina volta a ser Manila. Em 31 de março de 1978 o presidente Ferdinand Marcos traslada os restos mortais do presidente Quezon para um cemitério ao norte de Manila. Em 22 de fevereiro de 1986 a cidade foi palco da Revolução do Poder Popular, também conhecida como Revolução da EDSA, pois teve seu início na "Epifânio De los Santos Avenue". Esta revolta culminou na renúncia do presidente Marcos. Em 1999 houve uma tentativa de separação da cidade de Novaliches, porém, no dia 23 de outubro um plebiscito rejeitou a secessão desta localidade.

Quezon, capital das Filipinas[editar | editar código-fonte]

Após a guerra, temendo ataques navais como os que poderiam acontecer em Manila, uma cidade a beira mar, o presidente Quezon idealizou uma cidade nova para sediar a capital. Em uma localidade distante 15 km de Manila, na região de Diliman, foram compradas as terras que sediariam o novo empreendimento. O arquiteto dos EUA Willian Parsons, que era o consultor nesta área de atuação quanto as Filipinas ainda eram colônia dos EUA, foi convidado para fazer o projeto da nova capital. Foi ele quem escolheu o local para a construção. Porém, as obras e o plano de construção foram feitos pelo seu assistente Harry Frost, com a colaboração do filipino Juan Arellano e com o paisagista Louis Croft. As autoridades aprovaram o plano em 1941. No centro haveria 400 hectares de áreas verdes, e a cidade seria cortada por quatro avenidas: Norte, Sul, Leste e Oeste. A cidade teria uma forma "elíptica". No centro da elipse ficariam os prédios das instituições do Estado filipino.

Geografia[editar | editar código-fonte]

A cidade se localiza no Planalto de Guadalupe, entre as terras baixas de Manila e o vale do Rio Marikina. A parte sul da cidade faz parte da microbacia do Rio San Juan, que deságua no Rio Pasig. Na parte norte temos o Rio Tullahan. Cidade Quezon faz divisa com Manila no sudoeste, e Caloocan e Valenzuela no oeste e e noroeste. Na parte sul o município faz divisa com San Juan e Mandaluyong, e na sudeste com Marikina e Pasig. Na parte norte a cidade faz divisa com San Jose del Monte, Rodriguez e San Mateo.

Clima[editar | editar código-fonte]

A cidade possui um clima tropical de monção.

Economia[editar | editar código-fonte]

A cidade é um dos centros econômicos das Filipinas, sediando muitas das indústrias deste país, principalmente do ramo da comunicação. O setor comercial também é bastante forte, com vários shoppings.

Educação[editar | editar código-fonte]

A cidade possui muitas universidades. Dentre elas, podemos destacar a Universidade Ateneo de Manila, Universidade das Filipinas Diliman, Universidade Nossa Senhora de Fátima, Fundação Médica Nicanor Reyes, Capitol Medical Center Colleges, e a Universidade do Leste Ramon Magsaysay-Centro Médico, Instituto Tecnológico das Filipinas e Universidade Politécnica das Filipinas. O município possui a sua própria universidade, a Universidade Politécnica de Cidade Quezon.

Transporte[editar | editar código-fonte]

Pelo território de Cidade Quezon passam as três linhas que fazem parte do Metrô de Manila: a Linha Amarela e a Linha Púrpura, que fazem parte de um sistema de veículo leve sobre trilhos (Sistema de VLT de Manila), e a Linha Azul, que faz parte do primeiro sistema de metrô de Manila. Um monotrilho está sendo construído, o Monotrilho da Universidade das Filipinas Diliman. As rodovias mais importantes são as rotas circunferenciais (Rota Circunferencial 03, Rota Circunferencial 04 e Rota Circunferencial 05).

Política[editar | editar código-fonte]

Como toda cidade filipina, Cidade Quezon possui um prefeito eleito para o mandato de 03 anos e está dividida em unidades menores (Barangay). A cidade possui 142 barangays.

Cidades Irmãs[editar | editar código-fonte]