Cidade subterrânea de Derinkuyu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada. Foi sugerido que adicionasse esta.
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde junho de 2016)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Interior da cidade subterrânea de Derinkuyu

A cidade subterrânea de Derinkuyu (poço profundo) é uma das várias cidades subterrâneas localizadas na Turquia, no ditrito de Derinkuyu, província de Nevşehir, na antiga região histórica da Capadócia.

Origem[editar | editar código-fonte]

Sua origem é controversa, alguns arqueólogos datam suas origens por volta do ano 4 000 a.C., outros defendem que suas origens são ainda mais remotas, por volta do ano 9 000 a.C., embora a datação por carbono-14 realizada em esqueletos do cemitério paleocristão situado nessa cidade datam do ano 1 800 a.C.. Estima-se que a cidade começou a ser abandonada por completo por volta do século VIII d.C.

Arquitetura[editar | editar código-fonte]

A cidade é formada por 20 níveis, embora apenas 8 estejam abertos a visitação pública. Neles podem encontrar-se cisternas para armazenagem de azeite de oliva, armazéns de alimentos, cozinhas com sistema de dispersar fumaça de forma que não fosse notada na superfície, bares, poços de água, templos de culto, estábulos e até 52 tubos formando um incrível sistema de ventilação para que o ar entrasse e percorresse todos o níveis, até aos mais inferiores. A temperatura ambiente sempre gira em torno dos 13°C, independente da temperatura que faça na superfície, daí advém uma das teorias de sua origem, que poderia ter servido de refúgio, durante alguma era glacial.

Escavada em rocha vulcânica, a sua arquitetura é um tanto rudimentar, embora fossem usados sistemas engenhosos para bloquear a entrada de intrusos, como portas em forma de rodas esculpidas de uma rocha de consistência mais dura, daí supõe-se também que provavelmente essas cidades foram construídas como cidades de defesa.

Foram descobertas mais de 600 saídas à superfície e se calcula que essa cidade poderia albergar até 100.000 habitantes possuindo também um túnel com aproximadamente 8 km de extensão que a conecta com outra cidade subterrânea de Kaymaklı. A maior dessas cidades subterrâneas foi descoberta em 2007 em Gaziemir, no distrito de Güzelyurt, pertencente a uma antiga rota da seda, permitindo aos viajantes descansar em uma cidade-fortaleza sob o solo.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Las Rutas Prohibidas y otros Enigmas de la Historia, Javier Sierra.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cidade subterrânea de Derinkuyu