Cima Coppi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

A Cima Coppi, ou Cume Coppi, é o passo de montanha mais alto pelo que devem transitar os ciclistas durante a disputa da cada edição da Volta a Itália.

O mesmo foi instaurado em 1965 como homenagem ao falecido ciclista italiano Fausto Coppi, cinco anos depois do seu desaparecimento físico.[1]

O cume muda ano a ano, dependendo da rota tomada na Volta a Itália, mas a Cume Coppi por excelência segue sendo o Passo Stelvio. Com seus 2758 msnm, é o ponto mais alto atingido na história o Giro. O Stelvio tem sido Cume Coppi nas edições de 1972, 1975, 1980, 1994, 2005, 2012 e 2014. Também esteve previsto em 1965, 1988 e 2013, mas no primeiro caso a subida finalizou a 800 metros da cimeira devido a deslizamentos de terra, enquanto os outros dois não se levaram a cabo devido ao mau tempo.

Outras cancelamentos foram para o Passo Gavia em 1989 por mau tempo e o Passo do Agnello em 1995 por deslizamentos. Em 2001 não se subiu ao Colle Fauniera por um protesto de corredores e em 2009 a Cume Coppi inicialmente estaria em Majella a 2068 m, mas devido a uma mudança de rota foi em Sestriere a 2035 metros de altitude.

A edição de 2014 teve a particularidade de que passou tanto pelo Gavia como pelo Stelvio na mesma etapa, encadeando uma subida com outra. Este percurso tinha estado previsto em edições anteriores da Volta (a última vez no ano anterior), mas nunca se tinha podido realizar devido às condições climáticas desfavoráveis ou perigosas.

A Cima Coppi, é o porto que outorga mais pontos para a classificação da montanha, recebendo quem passa primeiro pela sua cume 40 pontos (desde 2014), enquanto um porto de 1.ª categoria outorga 32.

Ano Cima Coppi Altitude Vencedor
1965 Passo do Stelvio ≃2000 m[2] Itália Graziano Battistini
1966 Passo Pordoi 2239 m Itália Franco Bitossi
1967 Trê Cumes de Lavaredo 2320 m Itália Felice Gimondi
1968 Três Cumes de Lavaredo 2320 m Bélgica Eddy Merckx
1969 Passo Sella 2214 m Itália Claudio Michelotto
1970 Passo Pordoi 2239 m Itália Luciano Armani
1971 Grossglockner 2506 m Itália Pierfranco Vianelli
1972 Passo do Stelvio 2758 m Espanha José Manuel Fuente
1973 Passo Giau 2236 m Espanha José Manuel Fuente
1974 Três Cumes de Lavaredo 2320 m Espanha José Manuel Fuente
1975 Passo do Stelvio 2758 m Espanha Francisco Galdós
1976 Paso Sella 2214 m Espanha Andrés Gandarias
1977 Passo de Valparola 2192 m Espanha Faustino Fernández Ovies
1978 Passo Valles 2032 m Itália Gianbattista Baronchelli
1979 Passo Pordoi 2239 m Itália Leonardo Natale
1980 Passo do Stelvio 2758 m França Jean-René Bernaudeau
1981 Três Cumes de Lavaredo 2320 m Suíça Beat Breu
1982 Col d'Izoard 2361 m Bélgica Lucien Van Impe
1983 Passo Pordoi 2239 m Espanha Marino Lejarreta
1984 Paso Pordoi 2239 m França Laurent Fignon
1985 Passo de Simplón 2005 m Colômbia Reynel Montoya
1986 Passo Pordoi 2239 m Espanha Pedro Muñoz Machín
1987 Passo Pordoi 2239 m França Jean-Claude Bagot
1990 Passo Pordoi 2239 m Itália Maurizio Vandelli
França Charly Mottet[3]
1991 Passo Pordoi 2239 m Itália Franco Vona
Itália Franco Chioccioli[4]
1992 Passo Pordoi 2239 m Itália Claudio Chiappucci
1993 Passo Pordoi 2239 m Espanha Miguel Indurain
1994 Passo do Stelvio 2758 m Itália Franco Vona
1996 Passo Gavia 2621 m Colômbia Hernán Buenahora
1997 Passo Pordoi 2239 m Colômbia José Jaime González
1998 Passo Sella 2214 m Itália Marco Pantani
1999 Passo Gavia 2621 m Colômbia José Jaime González
2000 Passo do Agnello 2744 m Colômbia José Jaime González
2002 Passo Pordoi 2239 m México Julio Alberto Pérez Cuapio
2003 Passo de Esischie 2366 m Colômbia Freddy González
2004 Passo Gavia 2621 m Croácia Vladimir Miholjević
2005 Passo do Stelvio 2758 m Venezuela José Rujano
2006 Passo Gavia 2621 m Espanha Juan Manuel Gárate
2007 Passo de Agnello 2744 m França Yoann Le Boulanger
2008 Passo Gavia 2621 m México Julio Alberto Pérez Cuapio
2009 Sestriere 2035 m Itália Stefano Garzelli
2010 Passo Gavia 2618 m Suíça Johann Tschopp
2011 Passo Giau 2236 m Itália Stefano Garzelli
2012 Passo do Stelvio 2758 m Bélgica Thomas De Gendt
2013 Três Cumes de Lavaredo[5] 2304 m Itália Vincenzo Nibali
2014 Passo do Stelvio 2758 m Itália Dario Cataldo
2015 Passo Finestre 2178 m Espanha Mikel Landa
2016 Passo de Agnello 2744 m Itália Michele Scarponi
2017 Passo do Stelvio 2758 m Espanha Mikel Landa
2018 Passo Finestre 2178 Reino Unido Chris Froome
2019 Passo Manghen[6] 2047 Itália Fausto Masnada

Referências

  1. Cima Coppi, historia del Giro Arquivado em 1 de junho de 2014, no Wayback Machine. cobblesandhills.com
  2. Finalizou 800 metros por debaixo do cume a 2.758 metros, devdo a avalancha
  3. A subida foi escalada duas vezes. Maurizio Vandelli passou diante na primeira passagem, depois Charly Mottet na segunda
  4. A subida foi escalada duas vezes. Franco Vona passou à frente na primeira passagem, depois Franco Chioccioli na segunda
  5. Tras la cancelación del Stelvio debido a la nieve
  6. Inicialmente prevista a passagem no Passo de Gavia.