Cindy Crawford

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cindy Crawford
Nome completo Cynthia Ann Crawford
Data de nascimento 20 de fevereiro de 1966 (53 anos)
Local de nascimento DeKalb, IL
 Estados Unidos
Nacionalidade Americana
Altura 1,78 m
Cor do cabelo castanho
Cor dos olhos castanhos
Medidas 86-66-91
Calçado 39
Cônjuge Richard Gere (1991-1995)
Rande Gerber (1998-)
Filhos 2 (incluindo Kaia Gerber)
Site Página oficial

Cynthia Ann Crawford, mais conhecida como Cindy Crawford (DeKalb, 20 de fevereiro de 1966) é uma supermodelo, atriz e cantora americana.

Quando se dedicava às colheitas de milho, um pequeno trabalho de Verão, em 1982, um repórter fotográfico reparou na sua beleza e resolveu fotografá-la.[1] Como resultado da sessão ficou patente a sua fotogenia, o que foi suficiente para a levar a apostar na carreira de modelo logo de imediato.

Nesse Verão e no seguinte trabalhou como modelo para a Elite Model de Chicago, mas depois optou por se dedicar em exclusivo aos estudos universitários, na área de engenharia química. Pelo caminho deixou a sua participação no concurso Elite Look of the Year de 1982, onde era uma das mais fortes candidatas à vitória. No entanto, mais tarde viria a interromper os estudos porque resolveu voltar atrás e regressar ao mundo da moda.

No início da sua carreira recomendaram-lhe que retirasse o sinal que tem junto à boca por ser considerado inestético. Contudo, recusou a sugestão e, hoje em dia, o sinal faz parte da sua imagem de marca.

Cindy trabalhou em Chicago até que o sucesso a levou a mudar-se para Nova Iorque, onde residiu até 1996, altura em que se instalou em Los Angeles. Bastaram-lhe dois anos para começar a desfilar roupas dos mais conceituados costureiros e a ocupar as capas das mais importantes revistas de moda.

Até hoje já fez mais de 400 capas em todo o mundo. Uma das mais famosas é da Vanity Fair que saiu em 1993. Nela Cindy Crawford apareceu com a cantora lésbica KD Lang numa pose que chocou os mais conservadores. O sucesso alcançado permitiu-lhe integrar o primeiro grupo de supermodelos, um escalão acima das top models [2], do qual também faziam parte Naomi Campbell, Stephanie Seymour, Claudia Schiffer e Linda Evangelista.

Em 1988, tornou-se a primeira supermodelo a aceitar posar para a revista masculina Playboy. A experiência foi muito bem aceite pelo público e valeu-lhe um contrato, que se prolongou por seis anos, para se tornar a apresentadora do programa da moda "House of Style", do canal musical MTV.

Para além de uma muito bem sucedida carreira como manequim e de se ter revelado uma excelente estudante, Cindy Crawford também mostrou ter propensão para o negócio. Lançou, assim, aproveitando a sua imagem, uma série de calendários em fato-de-banho, videocassetes de fitness e um livro sobre maquilhagem. Através da sua empresa, a Crawdaddy, conseguiu contratos milionários com multinacionais como a Pepsi, a Kay Jewelers e a Revlon. Quando as suas companheiras de passerella lançaram o Fashion Café, preferiu a copresidência da cadeia internacional de restaurantes Planet Hollywood.

Tudo isto ajudou a que, em 1995, fosse considerada pela revista norte-americana Forbes como a modelo mais bem paga do mundo. Nesse mesmo ano estreou-se nas lides cinematográficas em "Presa Fácil", onde contracenou com William Baldwin, mas aqui o sucesso ficou muito aquém do esperado.

Cindy Crawford dedica também muito do seu tempo a acções de caridade, especialmente as relacionadas com a leucemia, doença que lhe roubou um irmão, quando ambos eram crianças. Metade dos lucros dos calendários por si lançados são destinados a programas de combate à leucemia.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Filmes
Ano Título Título (Brasil) Papel
1990 Awwal Number A madrasta de DIG Vikram Singh
1995 Unzipped Descompactado como ela mesma
1995 Catwalk Passarela como ela mesma
1995 Fair Game Atração Explosiva como Kate McQueen
1998 54 Studio 54 como VIP Patron
1998 Beautopia um documentário crítico sobre
o mundo das modelos
2000 Bodyguards Guardas corporais como ela mesma
2001 The Simian Line O Amor na Palma da Mão como Sandra

Referências

  1. «Success Stories: Cindy Crawford». Elite Model Look. Consultado em 17 de fevereiro de 2015 
  2. «Major Model». Carasfashion 
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Cindy Crawford
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) modelo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.