Cinema lusófono

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Cinema lusófono refere-se ao cinema falado em língua portuguesa. A definição envolve os países e regiões da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa): Portugal, Brasil, Angola, Cabo Verde, Goa, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, São Tomé e Príncipe, e Timor-Leste e, eventualmente, a Guiné Equatorial.

Pressuposto[editar | editar código-fonte]

Sendo uma realidade estabelecida por uma língua comum, diferencia-se não só pelo uso da mesma língua em diferentes países mas ainda pela diferente evolução que o português (falado e escrito) sofreu em diversas culturas e em diversas sociedades. Usos linguísticos diferentes estão neste caso associados a realidades divergentes, em particular no cinema.

A mesma língua, que se expande em dialetos nem sempre entendidos em países pertencentes à mesma família linguística, é no entanto portadora de convergências. Existe uma primeira convergência em questões de História. No caso do cinema, as realidades apontam não só para essas como ainda para outras convergências, linguísticas ou não, em que os interesses culturais, estratégicos ou de mercado podem falar mais alto do que a própria língua. Interesses esses que poderão ser unificadores e promover, na sua específica originalidade, cada uma dessas cinematografias nos vários países lusófonos. Cada uma delas poderá sair reforçada pelo conhecimento das outras. Coisa que pouco tem acontecido, mas que por certo acontecerá cada vez mais. Acontecendo isso, ganhará a língua, ganhará a cultura e talvez até ganhe a economia. Mesmo que os filmes … tenham de ser legendados.

Cinematografias lusófonas[editar | editar código-fonte]

Coproduções[editar | editar código-fonte]

Os países lusófonos têm vários acordos assinados de coprodução e preveem acordos de distribuição das cinematografias nacionais nos outros países.

Referências

  1. Aalberg, Olav (Agosto de 2015). «Filmes cabo-verdianos, ou sobre Cabo Verde». Cópia arquivada em 2 de julho de 2008 
  2. Silva, Luiz. «Do cinema em Cabo Verde: Contribuição para a sua história». Islas de Cabo Verde. Consultado em 14 de dezembro de 2015 
  3. Semedo, Brito. «História do cinema de Cabo Verde, um contributo». Esquina do Tempo. Consultado em 14 de dezembro de 2015 
  4. Embaló, Filomena. «O cinema da Guiné-Bissau». Projecto Guiné-Bissau Contributo. Consultado em 14 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 2 de abril de 2015 
  5. Leitão, Luciana (9 de fevereiro de 2015). «Os loucos anos do cinema». Revista MACAU 
  6. «O cinema moçambicano pós-colonial: outros olhares, outros discursos.» (PDF). Portal de Revistas da USP 
  7. «Breve história do cinema português (1896-1962)» (PDF). Instituto Camões 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre cinema é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.