Cineplus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cineplus
Razão social Estilo Produções Artísticas Ltda.
Tipo Sociedade limitada
Indústria Cinematográfica
Fundação dezembro de 2005 (12 anos)
Fundador(es) Milton Alexandre Durski
Sede Av. Nossa Senhora de Lourdes, 63, Sala 204, Shopping Jardim das Américas, Jardim das Américas, Curitiba,  Paraná,  Brasil
Área(s) servida(s) Paraná
Vice-presidente Marina Pastre
Produtos Exibição de produções cinematográficas
Subsidiárias Sete complexos de cinemas, perfazendo dezenove salas
Website oficial www.cinemacineplus.com.br

A Cineplus é uma empresa privada brasileira, que atua no ramo da exibição cinematográfica, sediada na cidade de Curitiba. Atua em cinco cidades dos Estados do Paraná e Santa Catarina e seu parque exibidor é formado atualmente por sete complexos e dezenove salas, média de 2,71 salas de cinema por complexo. Suas 3 943 poltronas perfazem uma média de 207,53 assentos por sala.[1]

História[editar | editar código-fonte]

A empresa iniciou as atividades em 2005,[2] quando abriu um complexo de três salas no Shopping Jardim das Américas, na cidade de Curitiba, que mais tarde chegaria a seis salas, em virtude de ampliações.[3][4] Entretanto, o seu fundador já atuava no mercado exibidor desde 1999, quando reabriu o falido Cine Água Verde,[5] localizado no shopping do mesmo ano, que passou a ser chamar Cineplus Água Verde com a criação da marca. Novos cinemas seriam abertos nos anos seguintes: em 2006, Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, ganharia o Cineplus Campo Largo; 2008 foi a vez do Cineplus Xaxim, no Shopping & Sport, de Curitiba e em 2012 foi aberto outro complexo, desta vez com duas salas, na cidade de Castro.[2]

Atuava exclusivamente em shopping centers ou supermercados (caso específico do Hiper Condor, da cidade de Castro), até a inauguração, após reforma, do Cine Emacite em 17 de dezembro de 2016[6], seu primeiro cinema de rua (fora dos centros comerciais).[2] Por possuir um parque exibidor modesto, ocupou apenas a 28ª posição entre os maiores exibidores do país (posição de setembro de 2014) por número de salas.[7][8] Entretanto, vem se destacando no mercado exibidor paranaense, sendo o primeiro a implantar cinemas em supermercado no seu Estado.[9] Outro evento notável é o "Cinema Solidário", sessão gratuita realizada com instituições voltadas para o público carente, como ONGs e outras.[10][11] Essas sessões ocorrem em um sábado por mês.

Ainda que a programação seja proveniente do circuito comercial, com filmes eminentemente dublados,[12] produções independentes também são exibidas de forma esporádica.[13] Uma proposta lançada pelo seu presidente, em junho de 2012, foi o lançamento de um complexo de três salas na cidade de Curitiba que se chamaria "Cineplus Art",[14] para exibição exclusiva de filmes nacionais. Até agosto de 2015 este projeto não havia avançado.

Modernização[editar | editar código-fonte]

Com relação à sua modernização, implantou duas salas TSX (com telas enormes e som imersivo), uma no Cineplus Jardim das Américas e outra no Cineplus Xaxim em 2011.[15] Em setembro de 2014, a Cineplus já havia digitalizado 81,3% de suas salas,[7] conforme relatório do site especializado Filme B. Nesse processo, os tradicionais projetores de película 35mm são substituídos equipamentos digitais.[16]

Permanece sendo dirigida pelo seu fundador, o empresário paranaense Milton Alexandre Durski,[7] que eventualmente participa como palestrante em seminários sobre cinema[17] como o Parana'cine[18] e o  I Seminário de Cinema Contemporâneo de Curitiba.[14] Anteriormente, antes da criação da marca, ele fora proprietário do Cine Portal Plaza, complexo de quatro salas instalado em Curitiba, aberto em março de 2003 e com atividades encerradas em 24 de agosto de 2009.[19] Foi neste complexo que se iniciaram as sessões gratuitas para grupos carentes.[19]

Público[editar | editar código-fonte]

Abaixo a tabela de público e sua evolução de 2007 a 2016, considerando o somatório de todas as suas salas a cada ano. A variação mencionada se refere à comparação com os números do ano imediatamente anterior. Os dados foram extraídos do banco de dados Box Office do portal de cinema Filme B,[20][21] à exceção dos números de 2007, 2014 e 2015, que se originam do Data Base Brasil.[22] Já os dados de 2016 procedem do Relatório "Informe Anual Distribuição em Salas Detalhado 2016", da ANCINE.[23]

No período avaliado, é possível observar um crescimento de 110,66% no público, com evolução positiva em quase todos os anos, a exceção de 2008 e 2011.

Ano Público

total

Ranking

no país

Market

Share

Variação
2007 470 322 25º 0,53% ano-base
2008 403 407 27º 0,47% Baixa14,23%
2009 546 448 25º 0,48% Aumento35,46%
2010 579 219 27º 0,43% Aumento6,00%
2011 539 097 26º 0,38% Baixa6,93%
2012 672 439 26º 0,45% Aumento24,73%
2013 686 173 25º 0,45% Aumento2,04%
2014 730 418 25º 0,47% Aumento6,45%
2015 819 212 25º 0,48% Aumento12,16%
2016 990 777 25º 0,54% Aumento20,94%

Complexos[editar | editar código-fonte]

Paraná Paraná[editar | editar código-fonte]

Campo Largo

Cineplus Campo Largo

  • Inauguração: 15 de dezembro de 2006[2]
  • Capacidade: duas salas totalizando 320 lugares, todas elas convencionais, com a seguinte lotação:
Sala 1: 160 Sala 2: 160
Castro

Cineplus Hiper Condor

  • Inauguração: em 9 de março de 2012[24] [25]
  • Capacidade: duas salas totalizando 303 lugares, todas elas convencionais, com a seguinte lotação:
Sala 1: 202 Sala 2: 101
Curitiba

Cineplus Água Verde

  • Incorporação à rede em 2005[2]
  • Capacidade: duas salas totalizando 348 lugares, todas elas convencionais, com a seguinte lotação:
Sala 1: 170 Sala 2: 178

Cineplus Jardim da Américas

  • Inauguração: 2 de dezembro de 2005
  • Primeiro complexo da rede e maior em número de salas e lugares
  • Modernização: projeção 3D instalada em julho de 2011[26]
  • Capacidade: seis salas totalizando 1 185 lugares, sendo uma TSX (Sala 6) e as demais convencionais, com a seguinte lotação:
Sala 1: 156 Sala 2: 156 Sala 3: 156 Sala 4: 156
Sala 5: 134 Sala 6: 427

Cineplus Xaxim

  • Inauguração: 4 de janeiro de 2008
  • Capacidade: quatro salas totalizando 8105 lugares, sendo uma TSX (Sala 4) e as demais convencionais, com a seguinte lotação:
Sala 1: 150 Sala 2: 150 Sala 3: 150 Sala 4: 360
Fazenda Rio Grande

Cineplus Fazenda Rio Grande

  • Inauguração: 15 de março de 2017, nas instalações do Castelo Center Shopping[27] [28]
  • Capacidade: duas salas totalizando 247 lugares, todas elas convencionais, com a seguinte lotação:
Sala 1: 127 Sala 2: 120

Santa Catarina Santa Catarina[editar | editar código-fonte]

Mafra

Cineplus Emacite

  • Inauguração: 17 de dezembro de 2016[6] [29] [30]
  • Último encerramento: outubro de 2013
  • Primeiro complexo da rede fora do estado do Paraná;
  • Reabertura pela Cineplus: 17 de dezembro de 2016
  • Um dos maiores cinemas de rua do Brasil, com capacidade para 730 pessoas.

Antigos Complexos[editar | editar código-fonte]

Paraná Paraná[editar | editar código-fonte]

Curitiba

Cine Portal Plaza

  • Inauguração: 27 de março de 2003, com duas salas
  • Ampliação: passa a ter quatro salas em 31 de julho de 2004;[19]
  • Atividades encerradas em 24 de agosto de 2009
  • Capacidade: quatro salas totalizando 610 lugares, todas elas demais convencionais, com a seguinte lotação:
Sala 1: 145 Sala 2: 155 Sala 3: 155 Sala 4: 155

Referências

  1. «Consulta - Salas de Exibição Cadastradas (para uso no Sadis Detalhado)». ANCINE - Agência Nacional do Cinema. 9 de junho de 2017. Consultado em 10 de junho de 2017 
  2. a b c d e «Institucional | Cineplus». Consultado em 19 de agosto de 2015 
  3. «Shopping Jardim das Américas inaugura salas de cinema - Economia - Bonde. O seu portal». Consultado em 19 de agosto de 2015 
  4. «Novidade». www.sindishopping.com.br. Consultado em 19 de agosto de 2015 
  5. «O cinema em páginas». Consultado em 19 de agosto de 2015 
  6. a b www.papanduvanoticias.com.br. «Cine Emacite voltará a funcionar e já tem filme definido para a reestreia». Papanduva Notícias 
  7. a b c «FIlme B - Revista» (PDF). Setembro de 2014. Consultado em 18 de agosto de 2015 
  8. Luciana Buchala e Luana Maíra R. A. da Silva (Maio de 2015). «INFORME DE ACOMPANHAMENTO DO MERCADO - 1º Trimestre de 2015» (PDF). ANCINE. Consultado em 18 de agosto de 2015 
  9. «Castro ganha cinema de última geração - Gazeta do Bairro». Gazeta do Bairro. Consultado em 19 de fevereiro de 2016 
  10. «Cinema Solidário | Cineplus». Consultado em 19 de agosto de 2015 
  11. «Opinião sobre Cineplus». Kekanto. Consultado em 19 de agosto de 2015 
  12. «Perguntas Frequentes | Cineplus». Consultado em 19 de agosto de 2015 
  13. «Filmes fora da rota dos cinemas comerciais». Consultado em 19 de agosto de 2015 
  14. a b «Curitiba terá sala de cinema exclusiva para filmes nacionais | LONA». lona.redeteia.com. Consultado em 19 de agosto de 2015 
  15. «TSX | Cineplus». Consultado em 19 de agosto de 2015 
  16. «Cinemas dão adeus ao celulóide e investem em reformas e ampliações | Clockwork Comunicação». www.clockworkcomunicacao.com.br. Consultado em 19 de agosto de 2015 
  17. «8ª Mostra AVEC de Cinema em Curitiba » Associação de Cinema e Vídeo». Consultado em 19 de agosto de 2015 
  18. «ParanáCine». www.paranacine.com.br. Consultado em 19 de agosto de 2015 
  19. a b c «Cine Portal, o único em bairro de Curitiba». Consultado em 19 de agosto de 2015 
  20. «Filme B - o maior portal sobre o mercado de cinema no Brasil». www.filmeb.com.br. Consultado em 19 de setembro de 2015 
  21. «Identificação - Box Office Brasil». www.filmebboxofficebrasil.com. Consultado em 17 de outubro de 2015 
  22. «Ranking exibidores 2014 (por público) - top 50». Database Brasil 2015. Filme B - o maior portal sobre o mercado de cinema no Brasil. 31 de janeiro de 2015. Consultado em 24 de novembro de 2016 
  23. «Cinema | Observatório Brasileiro do Cinema e do Audiovisual». oca.ancine.gov.br. Consultado em 16 de novembro de 2017 
  24. «Hipermercado Condor de Castro ganha cinema de última geração». Consultado em 19 de agosto de 2015 
  25. condor.com.br. «Condor de Castro ganha cinema de última geração - 09/03/2012 - 15:14». www.condor.com.br. Consultado em 19 de agosto de 2015 
  26. Sitz Comunicação (20 de junho de 2011). «Cineplus do Jardim das Américas terá novo projetor 3D». Descubra Curitiba - Aqui tem mais. Consultado em 3 de abril de 2017 
  27. «Primeiro cinema de Fazenda Rio Grande está próximo de ser inaugurado | ACINFAZ». www.acinfaz.com.br. Consultado em 10 de junho de 2017 
  28. «JORNAL O REPÓRTER – A notícia da sua Cidade – O tão esperado cinema chega a Fazenda Rio Grande». www.oreporterpr.com.br. Consultado em 10 de junho de 2017 
  29. «Cinema volta para Mafra». Jornal Evolução. 13 de dezembro de 2016. Consultado em 3 de abril de 2017 
  30. «Cinema volta para Mafra». Click Paraná. 13 de dezembro de 2016. Consultado em 3 de abril de 2017 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]