Cintigrafia óssea

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Exemplo de gamagrafia de corpo inteiro.

Cintigrafia óssea ou gamagrafia óssea é uma técnica de diagnóstico por imagem de medicina nuclear usada para diagnosticar várias condições ósseas, incluindo câncer (primário ou metástase) no osso, osteíte(inflamação do osso), fraturas ou fissuras ósseas (que podem não ser visíveis em imagens de raios X tradicionais) e infecção óssea (como artrite séptica).[1]

A cintigraia fornece imagens funcionais, permitindo a visualização do metabolismo ósseo ou da remodelação óssea, que técnicas de imagem como tomografia simples e raio X não conseguem. O PET Scan (tomografia por emissão de pósitrons) também permite imagens funcionais do metabolismo, mas é consideravelmente mais caro.[2]

Técnica[editar | editar código-fonte]

Câmera gama examinando um paciente

Injetando 6.3 milisievertes (mSv) de Tecnécio 99m as imagens do metabolismo ósseo podem ser obtidas em 2 a 5h depois. Normalmente produz uma imagem anterior e uma posterior, mas pode ser combinado com uma Tomografia computadorizada por emissão de fóton único (SPECT) para maior especificidade.[3]

Referências

  1. Bahk, Yong-Whee (2000). Combined scintigraphic and radiographic diagnosis of bone and joint diseases (2nd ed.). Berlin, Heidelberg: Springer. p. 3. ISBN 9783662041062.
  2. O’Sullivan, Gerard J (2015). "Imaging of bone metastasis: An update". World Journal of Radiology. 7 (8): 202–11. doi:10.4329/wjr.v7.i8.202. PMC 4553252. PMID 26339464.
  3. "Procedure Guideline for Bone Scintigraphy" (PDF). Society of Nuclear Medicine. 20 June 2003.