Circuito de Silverstone

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Circuito de Silverstone
Mapa do circuito.
Informação geral
Localização Silverstone, Northamptonshire, Inglaterra, Reino Unido
Capacidade 150 000
Licença FIA Grau 1
Proprietário British Racing Drivers' Club
Eventos principais Fórmula 1
GP da Grã-Bretanha
(1950–1954, 1956, 1958, 1960, 1963, 1965, 1967, 1969, 1971, 1973, 1975, 1977, 1979, 1981, 1983, 1985, 1987–presente)
GP do 70.º Aniversário
(2020)

MotoGP
GP da Grã-Bretanha
(1977–1986, 2010–2017, 2019–presente)

WEC
4 Horas de Silverstone
(1976–1988, 1990–1992, 2000, 2004–2005, 2007–presente)

Mundial de Rallycross
Rally da Grã-Bretanha
(2014–2018)

Fórmula 2
(2017–presente)

Fórmula 3
(2019–presente)

European Le Mans Series
(2004–2005, 2007–2011, 2013-2019)

Mundial de Superbike
(2002–2007, 2010–2013)

Arena Grand Prix Circuit (2011–presente)
Superfície Asfalto
Comprimento do circuito 5,891[1] km (3,661 mi)
Curvas 18
Volta mais rápida 1:27.369 (Lewis Hamilton, Mercedes, 2019, F1)
Arena Grand Prix Circuit (2010)[2]
Superfície Asfalto
Comprimento do circuito 5,901 km (3,667 mi)
Curvas 18
Volta mais rápida 1:30.874 (Fernando Alonso, Ferrari, 2010, F1)
Bridge Grand Prix Circuit (1997–2009)
Superfície Asfalto
Comprimento do circuito 5,141 km (3,194 mi)
Curvas 17
Volta mais rápida 1:18.739 (Michael Schumacher, Ferrari, 2004, F1)
International Circuit
Superfície Asfalto
Comprimento do circuito 3,619 km (2,249 mi)
Curvas 10
National Circuit
Superfície Asfalto
Comprimento do circuito 2,638 km (1,639 mi)
Curvas 6
Stowe Circuit
Superfície Asfalto
Comprimento do circuito 1,281 km (0,796 mi)
Curvas 5

O Circuito de Silverstone é uma pista de corrida de automóveis localizada na região das East Midlands, Inglaterra. O terreno do circuito está situado entre duas pequenas vilas: Silverstone, que lhe dá o nome, e Whittlebury.

Na atualidade, abriga anualmente o Grande Prêmio da Grã-Bretanha de Fórmula 1 e de Moto GP.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Reta do Hangar.

Anos antes de Silverstone receber a primeira de imensas competições das mais variadas modalidades existentes que recebeu até aos dias de hoje, o local era uma pista de aterragem e decolagem da Royal Air Force (a Força Aérea Britânica) durante a Segunda Guerra Mundial.

Nessa altura já se disputavam corridas em vários outros locais, por exemplo, em Spa-Francorchamps e Indianapolis. Foi então que, em 1948, o circuito foi inaugurado, aproveitando grande parte da pista de aterragem.

No ano seguinte, houve novamente corrida, mas com um traçado bastante modificado.

Entretanto, estaria para se organizar, em 1950, o primeiro campeonato mundial de Fórmula 1 oficial que foi inaugurado neste mesmo circuito.

História[editar | editar código-fonte]

Silverstone foi um circuito constante em toda a história da Fórmula 1, ainda é utilizado nos nossos dias e prevê-se que seja utilizado por muitos mais.

Foi corrido muito regularmente, não tendo estado presente no calendário por 17 ocasiões apenas, nas quais alternou com outros circuitos britânicos como Aintree, inicialmente até 1962, e Brands Hatch, mais tarde, até 1986, pois o segundo e Silverstone eram ambos muito bons para abrigar Grandes Prêmios.

Em 1983, surgiu o Grande Prêmio da Europa, com a intenção de solucionar esta situação de alternância. Assim, em 1983 e 1985, Brands Hatch e Silvertone estiveram no calendário, o primeiro como Grande Prêmio da Europa, o segundo como Grande Prêmio britânico.

A partir de 1987, Silvertone passou a abrigar o Grande Prêmio todos os anos, até porque Brands Hatch deixou de ter as condições desejáveis para receber a Fórmula 1, enquanto Silverstone conseguiu ir evoluindo à medida que a Fórmula 1 assim o exigia.

Atualmente, Silvertone é a sede do automobilismo britânico, recebendo, todos os anos, dezenas de competições das mais variadas modalidades.

Pista[editar | editar código-fonte]

Silverstone sempre foi uma das pistas preferidas dos pilotos porque a maioria deles passou pelas categorias inferiores na Inglaterra e aprendeu a guiar lá. E lá estão, também, as sedes de várias escuderias.

O circuito vem sofrendo mudanças ao longo dos anos porque sempre foi muito veloz, assustadoramente veloz até. Mesmo depois de muitas mudanças, Silverstone continua sendo um dos traçados mais rápidos do calendário e onde os pilotos são submetidos às maiores força-G da Fórmula 1. Mas é um circuito seguro e moderno, apesar da idade.

Configurações antigas do circuito[editar | editar código-fonte]

Ao longo deste tempo todo, Silvertone foi tendo muitas mudanças, por vezes bastante significativas, outras vezes mais simples, no entanto, sempre vitais para manter a presença da Fórmula 1.

Configurações atuais do circuito[editar | editar código-fonte]

À semelhança de muitos circuitos, Silverstone permite que sejam utilizadas variadas configurações, sendo possível optar por traçados diferentes dos que a Fórmula 1 utiliza.

Última evolução e contrato[editar | editar código-fonte]

O atual contrato dos organizadores do Grande Prémio em Silverstone com a FOM tem validade até 2027, o que garante que o circuito só voltará a estar em risco nessa altura, assim como esteve em 2009.

Durante o ano de 2009, o calendário provisório da Fórmula 1 apontava Donington Park como a nova sede do Grande Prémio da Grã-Bretanha. Silverstone necessitava de grande reformas para atender às exigências da FIA, por isso, Donington abrigaria a Fórmula 1 pelo menos nesse ano. No entanto, Donington Park também precisaria de reformas de altos custos. A empresa responsável pelo circuito de East Midlands não conseguiu angariar fundos para as alterações na estrutura, colocado o Grande Prémio da Grã-Bretanha em risco.

Por fim, a British Racing Driver’s Club conseguiu fechar um contrato, mas teriam que haver as tais grandes remodelações que se esperavam. Essas tais remodelações consistiram em aumentar a extensão do circuito, o que foi feito entre as curvas Abbey e Brooklands, criando-se as curvas Ireland e Arena e utilizando a National Straight, reta já existente utilizada pelo National Layout. O que ocorreu logo em 2010. A reta da meta foi mudada para a reta localizada entre Club e Abbey, tendo sido construído um novo edifício de boxes consoante o exigido pela FIA.

Vencedores[editar | editar código-fonte]

O fundo azul claro indica que foi denominado Grande Prêmio do 70.º Aniversário

O fundo branco indica que foi denominado Grande Prêmio da Grã-Bretanha

O fundo rosa indica que a prova não fez parte do Campeonato Mundial de Fórmula 1.

Ano Piloto Equipa Detalhes
2020 Países Baixos Max Verstappen Red Bull-Honda Detalhes
Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes Detalhes
2019 Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes Detalhes
2018 Alemanha Sebastian Vettel Ferrari Detalhes
2017 Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes Detalhes
2016 Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes Detalhes
2015 Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes Detalhes
2014 Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes Detalhes
2013 Alemanha Nico Rosberg Mercedes Detalhes
2012 Austrália Mark Webber Red Bull-Renault Detalhes
2011 Espanha Fernando Alonso Ferrari Detalhes
2010 Austrália Mark Webber Red Bull-Renault Detalhes
2009 Alemanha Sebastian Vettel Red Bull-Renault Detalhes
2008 Reino Unido Lewis Hamilton McLaren-Mercedes Detalhes
2007 Finlândia Kimi Räikkönen Ferrari Detalhes
2006 Espanha Fernando Alonso Renault Detalhes
2005 Colômbia Juan Pablo Montoya McLaren-Mercedes Detalhes
2004 Alemanha Michael Schumacher Ferrari Detalhes
2003 Brasil Rubens Barrichello Ferrari Detalhes
2002 Alemanha Michael Schumacher Ferrari Detalhes
2001 Finlândia Mika Häkkinen McLaren-Mercedes Detalhes
2000 Reino Unido David Coulthard McLaren-Mercedes Detalhes
1999 Reino Unido David Coulthard McLaren-Mercedes Detalhes
1998 Alemanha Michael Schumacher Ferrari Detalhes
1997 Canadá Jacques Villeneuve Williams-Renault Detalhes
1996 Canadá Jacques Villeneuve Williams-Renault Detalhes
1995 Reino Unido Johnny Herbert Benetton-Renault Detalhes
1994 Reino Unido Damon Hill Williams-Renault Detalhes
1993 França Alain Prost Williams-Renault Detalhes
1992 Reino Unido Nigel Mansell Williams-Renault Detalhes
1991 Reino Unido Nigel Mansell Williams-Renault Detalhes
1990 França Alain Prost Ferrari Detalhes
1989 França Alain Prost McLaren-Honda Detalhes
1988 Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda Detalhes
1987 Reino Unido Nigel Mansell Williams-Honda Detalhes
Não houve em 1986
1985 França Alain Prost McLaren-TAG/Porsche Detalhes
Não houve em 1984
1983 França Alain Prost Renault Detalhes
Não houve em 1982
1981 Reino Unido John Watson McLaren-Ford Detalhes
Não houve em 1980
1979 Suíça Clay Regazzoni Williams-Ford Detalhes
1978 Finlândia Keke Rosberg Ralt-Ford Detalhes
1977 Reino Unido James Hunt McLaren-Ford Detalhes
1976 Reino Unido James Hunt McLaren-Ford Detalhes
1975 Brasil Emerson Fittipaldi McLaren-Ford Detalhes
1975 Áustria Niki Lauda Ferrari Detalhes
1974 Reino Unido James Hunt Hesketh-Ford Detalhes
1973 Estados Unidos Peter Revson McLaren-Ford Detalhes
1973 Reino Unido Jackie Stewart Tyrrell-Ford Detalhes
1972 Brasil Emerson Fittipaldi Lotus-Ford Detalhes
1971 Reino Unido Jackie Stewart Tyrrell-Ford Detalhes
1971 Reino Unido Graham Hill Brabham-Ford Detalhes
1970 Nova Zelândia Chris Amon March-Ford Detalhes
1969 Reino Unido Jackie Stewart Matra-Ford Detalhes
1969 Austrália Jack Brabham Brabham-Repco Detalhes
1968 Nova Zelândia Denny Hulme McLaren-Ford Detalhes
1967 Reino Unido Jim Clark Lotus-Ford Detalhes
1967 Reino Unido Mike Parkes Ferrari Detalhes
1966 Austrália Jack Brabham Brabham-Repco Detalhes
1965 Reino Unido Jim Clark Lotus-Climax Detalhes
1965 Reino Unido Jackie Stewart BRM Detalhes
1964 Austrália Jack Brabham Brabham-Climax Detalhes
1963 Reino Unido Jim Clark Lotus-Climax Detalhes
1963 Reino Unido Jim Clark Lotus-Climax Detalhes
1962 Reino Unido Graham Hill BRM Detalhes
Não houve em 1961
1960 Austrália Jack Brabham Cooper-Climax Detalhes
1960 Reino Unido Innes Ireland Lotus-Climax Detalhes
1959 Austrália Jack Brabham Cooper-Climax Detalhes
1958 Reino Unido Peter Collins Ferrari Detalhes
1958 Reino Unido Peter Collins Ferrari Detalhes
1957 França Jean Behra BRM Detalhes
1957 Reino Unido Tony Marsh Cooper-Climax Detalhes
1956 Argentina Juan-Manuel Fangio Ferrari Detalhes
1956 Reino Unido Roy Salvadori Cooper-Climax Detalhes
1956 Reino Unido Stirling Moss Vanwall Detalhes
1955 Reino Unido Peter Collins Maserati Detalhes
1954 Argentina José Froilán González Ferrari Detalhes
1954 Argentina José Froilán González Ferrari Detalhes
1953 Itália Alberto Ascari Ferrari Detalhes
1953 Reino Unido Tony Crook Cooper-Alta Detalhes
1953 Reino Unido Mike Hawthorn Ferrari Detalhes
1952 Itália Alberto Ascari Ferrari Detalhes
1952 Reino Unido Lance Macklin HWM-Alta Detalhes
1951 Argentina José Froilán González Ferrari Detalhes
1951 Reino Unido Reg Parnell Ferrari Detalhes
1950 Itália Giuseppe Farina Alfa Romeo Detalhes
1950 Itália Giuseppe Farina Alfa Romeo Detalhes
1949 Itália Alberto Ascari Ferrari Detalhes
1949 Suíça Emmanuel de Graffenried Maserati Detalhes
1948 Itália Luigi Villoresi Maserati Detalhes

Por pilotos, equipes e países que mais venceram1[editar | editar código-fonte]

↑1 (Última atualização: GP da Grã-Bretanha de 2017)
Contabilizados somente os resultados válidos pelo mundial de F1

Recorde em Silverstone[editar | editar código-fonte]

Piloto Chassi/Motor Tempo Extensão Ano
Pole Position Finlândia Keke Rosberg Williams-Honda V6 Turbo 1min 05s 591 4.719 km1 1985
Melhor Volta na Prova Reino Unido Nigel Mansell Williams-Honda V6 Turbo 1min 09s 832 4.780 km1 1987

↑1 Traçado antigo

Referências

  1. «British GP». FIA.com. FIA. Consultado em 5 de julho de 2017. Cópia arquivada em 24 de novembro de 2013 
  2. «New Silverstone circuit gets green light for 2010 British Grand Prix». Silverstone Circuit. British Racing Drivers' Club. 11 de fevereiro de 2010. Consultado em 11 de fevereiro de 2010. Cópia arquivada em 14 de fevereiro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Circuito de Silverstone