Citigroup-Citibank no Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emblem-scales.svg
A neutralidade deste(a) artigo ou se(c)ção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.
Citi Brasil
Primeiro logo
Citibank.svg
Segundo Logo
Razão social Banco Citibank S.A.
Conglomerado Financeiro Citibank Brasil
Tipo Empresa de capital fechado
Indústria Serviços financeiros
Gênero Subsidiária
Fundação abril de 1915 (102 anos) no Rio de Janeiro, Brasil
Sede Avenida Paulista, 1.111 – Cerqueira César, São Paulo,  São Paulo,  Brasil
Área(s) servida(s) Todo o Brasil
Locais São Paulo e Rio de Janeiro
Proprietário(s) Citibank, uma divisão da Citigroup
Presidente Hélio Magalhães
Produtos Banco
Antecessora(s) The National City Bank of New York Brasil
Website oficial www.citibank.com.br
Prédio Citibank Brasil, em São Paulo.

Citi é uma instituição financeira de origem nos Estados Unidos. Sua sede no Brasil está localizada na avenida Paulista, no bairro Cerqueira César, em São Paulo.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Agência central do Citibank no Rio de Janeiro.

Em abril de 1915, foram abertas as sucursais do "The National City Bank of New York" no Rio de Janeiro, a então capital federal. No mesmo ano, foram inauguradas agências em Santos (SP) e São Paulo (SP), demonstrando o objetivo e a vocação da organização: contribuir para o progresso no país e oferecer serviços financeiros completos.

Com a contribuição do Citi, construíram-se obras de infraestrutura vitais para o Brasil, como a ponte Rio–Niterói, o metrô paulistano, as hidrelétricas de Itaipu e Tucuruí, os polos petroquímicos da Bahia e do Rio Grande do Sul. A indústria automobilística consolidou-se e a rede telefônica foi expandida em todo o território nacional.

No atendimento às pessoas físicas e jurídicas, é referência devido aos altos padrões de qualidade e atendimento, e ao pioneirismo na criação de produtos e serviços financeiros.

O resultado de quase um século de atuação no Brasil traduz-se hoje num portfólio de mais de 400 mil correntistas, 1,9 bilhão de reais de lucro líquido, 42,5 bilhões de reais em ativos totais, cinco bilhões de reais de patrimônio líquido e mais de 6,5 mil funcionários. Para o Citi, o Brasil é um dos mercados mais importantes da América Latina, por isso mantém a estratégia de expansão e de investimentos, ampliando os negócios no País.

Venda para o Itaú Unibanco[editar | editar código-fonte]

No dia 8 de outubro de 2016 o Itaú Unibanco formalizou a compra das operações de varejo do Citibank no Brasil por 710 milhões de reais, a aquisição está sujeita a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica.[1]

Evolução da diversificação[editar | editar código-fonte]

Citibank[editar | editar código-fonte]

Atendimento bancário a pessoas físicas, pequenas e médias empresas, com mais de 100 agências e mais de 400 mil clientes, que contam com uma gama variada de produtos e serviços.

Citi Wealth Management[editar | editar código-fonte]

Com estrutura internacional de atendimento, O Citi Wealth Management é o segmento que oferece soluções personalizadas para preservação, gestão e expansão de grandes patrimônios individuais e familiares. Proporciona aos seus clientes acesso a uma ampla gama de produtos e serviços, com tratamento especializado e benefícios exclusivos nas suas plataformas: Citi Private Bank e Citigold Private Client.

Segmento Corporativo[editar | editar código-fonte]

Atendimento a empresas de médio e grande portes e instituições financeiras. Oferece desde soluções para o dia a dia a mais de 8,5 mil empresas, até operações estruturadas e know-how internacional em produtos de banco de investimento.

Credicard[editar | editar código-fonte]

Uma das empresas líderes no mercado de cartões de crédito, que emite e faz a gestão do portfólio de cartões do Citi, com aproximadamente 6 milhões de cartões emitidos. A Credicard oferece ainda produtos de crédito pessoal e financiamentos, atendendo a uma base de 113,6 mil clientes, por meio de 100 pontos de venda, em 21 Estados brasileiros, formando uma completa solução de produtos de crédito. Colocado a venda pelo Citi em Janeiro de 2013, o Itaú Unibanco formalizou sua compra por R$ 2,7 Bilhões em 14 de maio de 2013.

CitiCorretora[editar | editar código-fonte]

Em 2009, ao decidir ampliar seu portfólio e disponibilizar novas oportunidades de investimento no mercado de ações, o Citi adquiriu a Intra S.A. Corretora de Câmbio e Valores (“Intra”), pioneira em home broker e uma das líderes em operações eletrônicas na Bovespa, com 30 anos de experiência no mercado de corretagem de varejo.

Sustentabilidade[editar | editar código-fonte]

Em seu caminho rumo à sustentabilidade, o Citi incorpora práticas sustentáveis ao cotidiano de suas atividades e empreende esforços para minimizar os impactos socioambientais e econômicos relacionados aos seus produtos, serviços e operações. O Citi tem como prioridades: educação financeira, finanças sustentáveis, diversidade e investimento socioambiental. No Brasil, as áreas de negócios e a Citi Foundation dão suporte a todos os programas de investimento socioambiental, com foco em educação financeira, pequenos empreendimentos sustentáveis, microfinanças e educação.

Mídias sociais[editar | editar código-fonte]

Com o objetivo de intensificar o relacionamento e ser a voz junto a seus clientes, o Citi estreia seus novos canais em mídias sociais destacando os produtos, serviços e os diversos segmentos da organização no Twitter e o no YouTube.

Edificação[editar | editar código-fonte]

O Citi Center foi inaugurado na avenida Paulista em 1986, com projetos do arquiteto Gian Carlo Gasperini. Tendo vinte andares e medindo 93 metros de altura. Sua fachada é em pedra granítica rosa e o vidro azul. Caracteriza o pós-modernismo dos anos 80. A festa de inauguração foi na praça da Paz, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, com a apresentação da orquestra Filarmônica de Boston, sob a regência do maestro hindu Zubin Mehta.

Referências

  1. Redação do G1 (8 de outubro de 2016). «Itaú Unibanco fecha compra de ativos de varejo do Citi no Brasil». G1. Consultado em 8 de outubro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]