Citroën DS

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Citroën DS
1972 Citroen D Special 2.0 (39398078755).jpg
Visão Geral
Produção 1950-1976
Fabricante Citroën
Cronologia
Citroën CX

O Citroën DS, conhecido popularmente em Portugal por boca-de-sapo[1], foi um automóvel fabricado e comercializado pela companhia francesa Citroën de 1950 a 1975. Desenhado pelo escultor italiano e designer industrial Flaminio Bertoni e pelo engenheiro aeronáutico francês André Lefèbvre, o DS ficou conhecido por sua carroceria aerodinâmica de design futurístico e pela tecnologia inovadora, que incluía uma suspensão hidropneumática.[2][3]

Apenas nos primeiros minutos da apresentação do Citroen DS no Salão de Automóvel de Paris foram vendidos mais de 749 exemplares e, no final do evento, esta marca já gozava de uma encomenda de 120.000 exemplares.[4]

Em 1967, surge uma segunda versão, com a frente modificada, fruto da adaptação, onde surgiram os primeiros faróis direcionais, estes, os mais pequenos e interiores, giravam acoplados ao movimento da direção e, menos percetível, os maiores do lado de fora, giravam ligeiramente acoplados ao movimento da suspensão, mantendo assim a linha de luz relativamente fixa no horizonte, não subindo ou descendo com os movimentos do amortecimento).

Reedição de 2009[editar | editar código-fonte]

Em 2009 a Citroën preparou o lançamento de uma reedição do DS. O novo modelo, cujo conceito foi apresentado em março daquele ano no Salão Automóvel de Genebra, foi lançado no mercado em 2010. O novo carro saiu em 3 modelos: DS3, DS4 e DS5[5].

Carros-conceito[editar | editar código-fonte]

Há vários outros modelos da linha DS, mas que são carros-conceito: DS Survolt, DS Wild Rubis, DS GT by Citroën, entre outros.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Citroën DS
Ícone de esboço Este artigo sobre automóveis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.