Clássico dos Ritos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Clássico dos Ritos

O Clássico dos Ritos (chinês tradicional: 禮記, chinês simplificado: 礼记, pinyin: Lǐjì), era um dos cinco clássicos chineses do cânon do confucianismo. Descrevia as normas sociais, sistema de governo, e ritos cerimoniais da Dinastia Zhou (c. 1050–256 a.C.).

Foi originalmente reescrito e editado pelos discípulos de Confúcio. Desde essa altura, outros estudiosos tentaram redigir estas escrituras, incluindo Dai De (戴德) que reorganizou a obra por volta do século I a.C., reduzindo os 214 livros iniciais para 85. O seu irmão mais novo, Dai Sheng (戴圣) reduziu para 46 livros, sendo mais tarde adicionados mais três para o fim da Dinastia Han, totalizando 49 livros.[1]

Referências

  1. «Preface». The Sacred Books of China. Col: The Sacred Books of the East (em English). 3. Oxford: Clarendon Press. 1879. pp. xvii–xix. Consultado em 31 de maio de 2011  Parâmetro desconhecido |editorn-link= ignorado (ajuda); Parâmetro desconhecido |editorn-first= ignorado (ajuda); Parâmetro desconhecido |editorn-last= ignorado (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]