Cláudio Winck

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cláudio Winck
Cláudio Winck
Cláudio Winck (dir.) em partida do Internacional de 2014, no Beira-Rio
Informações pessoais
Nome completo Cláudio Winck Neto
Data de nasc. 15 de abril de 1994 (24 anos)
Local de nasc. Portão, Rio Grande do Sul, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,85 m
Destro
Apelido CW2
Informações profissionais
Período em atividade 2012–presente
Clube atual Sport
Número 2
Posição Lateral-direito
Clubes de juventude
2008–2009
2010–2013
Grêmio
Internacional
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2012–
2015–2016
2016
2018–
Internacional
Hellas Verona (emp.)
Chapecoense (emp.)
Sport (emp.)
0072 000(12)
0002 0000(1)
0009 0000(1)
0011 0000(2)
Seleção nacional3
2011
2012
2014–
2015–
Brasil Sub-17
Brasil Sub-20
Brasil Sub-21
Brasil Sub-23
0006 0000(2)
0000 0000(0)
0006 0000(0)
0001 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 22 de agosto de 2018.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 27 de março de 2015.

Cláudio Winck Neto ou simplesmente Cláudio Winck, (Portão, 15 de abril de 1994) é um futebolista brasileiro que atua como lateral-direito. Atualmente, defende o Sport por empréstimo do Internacional.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Internacional[editar | editar código-fonte]

Gaúcho, natural da cidade de Portão, estreou no time profissional em partida do Gauchão de 2012, com 17 anos, pelo time reserva contra o Avenida. Mas só foi ter mais chances no time principal durante o ano seguinte, onde teve atuações destacadas. Contudo, uma série de lesões em 2013 impediu Cláudio Winck de ter uma sequência maior.

Em 2014, começou vivendo seu melhor momento no Inter, disputando vaga na equipe titular com Gilberto e marcando gols na Recopa Gaúcha e no Gauchão.[1] Foi definido por Abel Braga como sendo fora de série e, possivelmente, melhor que o tio Luís Carlos Winck.[2]

Marcou um gol no Grenal 402 valido pelo campeonato Brasileiro no estadio Beira-Rio após passe de D'Alessandro, driblou o adversário e bateu forte no canto.

Hellas Verona[editar | editar código-fonte]

Em 2015, perdeu espaço no time de Diego Aguirre devido às lesões e à ascensão de outro lateral vindo da base, William. Assim, Winck foi emprestado ao Verona por um ano.[3]

Estreou pelo Hellas Verona em 2 de dezembro em partida válida pela Copa da Itália contra o Pavia. Fez o gol da vitória por 1-0 que classificou o Verona para enfrentar o Napoli na próxima fase.

Chapecoense[editar | editar código-fonte]

Após uma breve passagem pelo futebol italiano, Cláudio Winck está de volta ao Brasil. Seu destino, porém, não será o Inter, clube com o qual tem contrato até março de 2018. A direção colorada acertou um novo empréstimo do lateral-direito para a Chapecoense até o final de 2016. 

Winck foi emprestado em julho para o Hellas Verona. Mas na Itália recebeu poucas oportunidades: jogou apenas duas partidas, totalizando 27 minutos em campo. Apesar do pouco tempo, marcou um gol logo na estreia, contra o Pavia, em dezembro passado.  

Sem chances na Europa, o jogador de 21 anos resolveu romper o contrato – que ia até julho de 2016 – e antecipar a volta ao país.

Volta ao Internacional[editar | editar código-fonte]

Em 2017, Winck não entrou nos planos do treinador Antonio Carlos Zago, ficando de fora da pré-temporada com o grupo principal. Contudo, voltou a jogar pelo Inter em partida da Primeira Liga onde o time principal havia sido poupado (já que haviam jogado pela Copa do Brasil no dia anterior) e um misto de reservas e Inter B entrou em campo. Winck marcou um dos gols da vitória, de virada por 3 a 1 sobre o Criciúma.[4]

No time B do Inter, Winck virou o principal destaque e goleador da equipe que disputa a Terceirona Gaúcha.[5] Essas boas atuações, somadas à venda de William ao Wolfsburg e a rescisão com Ceará, fizeram com que Winck voltasse a treinar com o grupo principal, agora sob o comando de Guto Ferreira.[6]

O lateral acabou renascendo no Colorado, na temporada 2017. Após ser tido como uma das grandes promessas do clube, no início dos anos 2010, fazendo, inclusive, sua estreia no time principal com apenas 18 anos de idade, Winck acabou colocado como dispensável. Depois de passagens pelo futebol italiano e Chapecoense, retornou ao seu clube formador e vem se destacando na Série B. [7]

Sport[editar | editar código-fonte]

Em março de 2018, Winck é Emprestado pelo Sport em Negociação que envolveu o Empréstimo de Rithely ao Internacional, realizou sua Estreia no Dia 15 de Abril de 2018, Contra o América-MG pelo Campeonato Brasileiro, Partida da qual o Sport Perdeu por 3x0.

No seu terceiro jogo diante da torcida do Sport marcou seu primeiro gol contra o Bahia.

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Já no juvenil colorado, foi convocado para seleção Sub-17, que disputou o Campeonato Sul-Americano e o Mundial da categoria.[8] Em seguida, foi destaque nos juniores do Inter no Brasileiro Sub-20 e na Copa São Paulo.[9]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Cláudio Winck tem o futebol no sangue: é filho de Sérgio Winck, ex-Meio Campo que jogou no Internacional, Juventude e Grêmio, e também sobrinho de Luís Carlos Winck, Ex-Lateral que jogou no Internacional de Porto Alegre e também no Club De Regatas Vasco Da Gama.

Tem dois irmãos bilaterais , Lucas e Leonardo. Não possui filhos.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 12 de agosto de 2018.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Internacional 2012 2 0 0 2 0 0
2013 3 0 1 0 0 0 1 0 0 4 0 1
2014 12 2 1 2 0 0 1 0 0 15 5 0 30 7 1
2015 1 0 0 0 0 0 8 2 0 9 2 0
2017 21 2 0 0 0 0 0 0 0 1 1 0 22 3 0
2018 0 0 0 0 0 0 5 0 0 5 0 0
Total 37 4 2 2 0 0 1 0 0 32 8 0 72 12 2
Hellas Verona 2015–16 0 0 0 2 1 0 2 1 0
Total 0 0 0 2 1 0 0 0 0 0 0 0 2 1 0
Chapecoense 2016 5 0 0 3 0 0 0 0 0 1 1 0 9 1 0
2017 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Total 5 0 0 3 0 0 0 0 0 1 1 0 9 1 0
Sport 2018 9 2 1 9 2 1
Total 9 2 1 9 2 1
Total na carreira 51 6 3 7 1 0 1 0 0 33 8 0 92 16 3

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Abaixo estão listados todos e jogos e gols do futebolista pela Seleção Brasileira, desde as categorias de base. Abaixo da tabela, clique em expandir para ver a lista detalhada dos jogos de acordo com a categoria selecionada.

Sub-17

Ano
Jogos Gols
2011 6 2
Total 6 2

Sub-20

Ano
Jogos Gols
2012 0 0
Total 0 0

Sub-21

Ano
Jogos Gols
2014 6 0
Total 6 0

Sub-23

Ano
Jogos Gols
2015 1 0
Total 1 0

Seleção Brasileira (total)

Ano
Jogos Gols Média
2011 6 2 0
2012 0 0 0
2014 6 0 0
2015 1 0 0
Total 13 2 0

Total[editar | editar código-fonte]

Ano
Jogos Gols Assist. Média
2012 8 2 0 0
2013 4 0 1 0
2014 46 7 1 0
2015 5 1 0 0
Total 53 10 2 0

Títulos[editar | editar código-fonte]

Internacional
Chapecoense
Seleção Brasileira

Artilharias

Referências

  1. «Goleador do Inter na temporada, Claudio Winck garante que seguirá como lateral». Gauchazh. 28 de fevereiro de 2014. Consultado em 5 de agosto de 2018. 
  2. «Cláudio Winck conquista Abel Braga, que avisa: 'Pode ser melhor que o tio'». Globoesporte.com. 30 de janeiro de 2014. Consultado em 5 de agosto de 2018. 
  3. «Inter emprestará lateral Cláudio Winck a clube da Itália até metade de 2016». Globoesporte.com. 3 de julho de 2015. Consultado em 5 de agosto de 2018. 
  4. «Winck fala de Chape, pede chance no Inter e diz que pode atuar no meio». Globoesporte.com. 27 de fevereiro de 2017. Consultado em 5 de agosto de 2018. 
  5. «De volta ao Inter, Cláudio Winck é o goleador da Terceirona Gaúcha». Gauchazh. 17 de abril de 2017. Consultado em 5 de agosto de 2018. 
  6. «Inter integra Claudio Winck como alternativa para lateral direita». UOL Esporte. 21 de junho de 2017. Consultado em 5 de agosto de 2018. 
  7. «Renascido, Claudio Winck usa experiência contra dilema conhecido no Inter». UOL Esporte. 7 de agosto de 2017. Consultado em 5 de agosto de 2018. 
  8. «Tal tio, tal sobrinho: Claudio Winck quer repetir sucesso de Luís Carlos». Globoesporte.com. 3 de março de 2011. Consultado em 5 de agosto de 2018. 
  9. «Joia 2012: Cláudio Winck traz no sangue a esperança à lateral do Inter». Globoesporte.com. 2 de janeiro de 2012. Consultado em 5 de agosto de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.