Clécio Luis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde março de 2013). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Clécio Luis
Prefeito de Macapá Bandeira de Macapá.svg
Período 1 de janeiro de 2013
em exercício
Antecessor(a) Roberto Góes
Vereador de Macapá
Período 1 de janeiro de 2005
até 31 de dezembro de 2012
Vida
Nascimento 8 de abril de 1972 (43 anos)
Belém, PA
Dados pessoais
Partido PSOL
Profissão Professor
linkWP:PPO#Brasil

Clécio Luis Vilhena Vieira (Belém, 8 de abril de 1972)[1] é um professor e político brasileiro. Clécio atualmente é o prefeito de Macapá, eleito na eleição municipal de 2012. Já foi vereador duas vezes consecutivas, sendo o primeiro mandato pelo PT e o segundo pelo PSOL.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Clécio Luis Vilhena Vieira nasceu em Belém, no dia 8 de abril de 1972. Ainda jovem, se mudou para Macapá, onde passou grande parte de sua vida. Estudou Geografia pela Universidade Federal do Amapá, onde ajudou a criar centros acadêmicos e o Diretório central dos estudantes.[2] Foi também policial civil e, aos 26 anos, secretário estadual de Educação. Antes de ser eleito vereador, era professor da rede pública estadual. Porém, como prefeito, Clécio Luis tem sido muito criticado por sua inação e por estar rodeado de cargos comissionados com qualificação duvidosa. Apesar de professor e de reafirmar a defesa da categoria, o Psolista, quando eleito entrou em choque com a classe por não pagarem o prometido piso salarial.[3] Tendo tido embates constantes com a classe desde o inicio do mandato.[4]

Vereador (2005-2011)[editar | editar código-fonte]

Clécio se filiou ao PT e, pelo partido, se elegeu vereador de Macapá em 2004. Em 2005, saiu do partido para filiar-se ao PSOL. Na eleição de 2008, foi reeleito vereador, desta vez pelo novo partido. Dentre suas propostas, estava a valorização do profissional da educação e o plano de acessibilidade da capital. Este plano instituia 5% das vagas do contrato administrativo reservadas para deficientes físicos, a gratuidade no transporte coletivo ao acompanhante do deficiente físico, dentre outras propostas.

Eleições de 2012[editar | editar código-fonte]

Foi lançado como o candidato do PSOL a prefeitura de Macapá em 29 de Junho de 2012 durante a convenção do partido. A coligação era formada por PV, PPS, PMN, PCB, PTC e PRTB. Contava com o apoio do senador Randolfe Rodrigues e da ex-senadora Marina Silva, que obteve mais de 19 milhões de votos nas eleições presidenciais de 2010.

Elegeu-se no segundo turno contra Roberto Góes com 50,59% dos votos, ou seja, 101.261 votos. A disputa foi uma das mais acirradas do Brasil e seu adversário obteve 49,41% dos votos. Na zona norte da cidade, obteve 41 mil. Seu adversário Roberto, 37 mil. Na zona sul, Clécio perdeu: recebeu 60 mil ante 61 mil do pedetista.[5]

Entre suas propostas, está a reforma das escolas, a construção de creches, a valorização do profissional da educação, a melhoria nas redes de água e esgoto, a conclusão do hospital metropolitano, a humanização do atendimento e a ampliação o programa "saúde em casa", entre outros. No transporte público, promete adquirir ônibus novos e reformular trajetos, linhas, e melhorar as condições de acessibilidade da precária frota de ônibus da cidade.

Prefeito de Macapá[editar | editar código-fonte]

A administração de Clécio à frente da prefeitura de Macapá tem sido marcada por investimentos na educação pública e assistência social. Em dezembro de 2014, a Prefeitura inaugurou o primeiro CEU das Artes de Macapá. Localizada no Infraero II, a obra custou R$ 2,2 milhões e tem como meta oferecer esporte e lazer à população, no lugar de priorizar, as questões referentes a saneamento básico (apenas 3% da cidade é ligada a rede de esgoto), sendo a capital brasiliera da cólera.[6] No mês de setembro do mesmo ano, já havia sido inaugurado o Complexo Macapá Criança, um dos maiores centros de assistência social do país. Localizado no bairro Pedrinhas, o local tem brinquedoteca, piscina semiolímpica, quadra poliesportiva coberta e oferece relevantes serviços à comunidade, todavia, a população local não consegue utilizar o complexo por problemas estruturais.[7]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.