Claude Lépine

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Claude Lépine foi uma antropóloga francesa nascida em Asnieres-sur-Seine, Hauts-de-Seine nos arredores de Paris, e mudou-se para o Brasil muito nova. (França, 21 de Janeiro de 1930 - São Paulo, 21 de Novembro de 2015)

Professora de Antropologia do departamento de Sociologia e Antropologia da Faculdade de Filosofia e Ciências da UNESP, campus de Marília. É doutora em Antropologia pela Universidade de São Paulo

Sua tese de Sociologia foi concluída em 1978 e debatia sobre a contribuição ao estudo do sistema de classificação dos tipos psicológicos no candomblé Ketu de Salvador.

Concluiu sua graduação e posteriormente seu mestrado e doutorado na USP nas décadas de 1960 e 1970. No ano de 1984, concluiu seu pós-doutorado pela Centre National de la Recherche Scientifique, na França.

Claude Lépine também participou da organização e edição de diversos livros de áreas ligadas à Antropologia, mais comumente das populações Afro-Brasileiras, onde destacava-se. Dentre algumas publicações, os livros Gilberto Freyre em Quatro Tempos (Editora UNESP/EDUSC, 2003); Os Dois Reis do Danxome: Varíola e Monarquia na África Ocidental(Oficina Universitária, 2000); e O Inconsciente na Antropologia de Lévi-Strauss (Editora Ática, 1979) se destacaram em sua trajetória.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Os Dois Reis do Danxome: Varíola e Monarquia na África Ocidental 1650-1800
  • Os Nossos Antepassados eram Deuses, artigo, apresentado anteriormente como palestra, que enfoca a questão sempre delicada da sociedade brasileira em relação ao negro.
  • O Inconsciente na Antropologia de Levistrauss, 1979.