Claude d'Abbeville

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Frontispício de sua obra de 1614. No cabeçalho, a inscrição em latim: "Indis Sol splendet, splendescunt Lilia Gallis" ("O sol das Índias brilha, os lírios franceses brilham").

Claude d'Abbeville ( ? - Rouen, 1632)[1][2] foi um religioso e entomólogo francês.

Participou da expedição enviada em 1612 ao Brasil (Maranhão) pelo governo de seu país. Junto de seu amigo Yves d'Évreux, identificou e batizou com nomes indígenas diversos insetos, tais como as grandes borboletas azuis, as mutucas e os mosquitos. É autor da obra Historie de la mission des pères capucins en l'isle de Maragnan et terres circonvoisines (1614), ou História da missão dos padres capuchinhos na ilha de Maranhão e terras circunvizinhas[3][4].

Referências

  1. Maria do Socorro Santos Melo, Jairo Ives de Oliveira Pontes. «Introdução ao estudo da história do Maranhão» (PDF). Revista Nova Atenas de Educação Tecnológica. CEFET-MA. Consultado em 15 de Dezembro de 2007 
  2. «Brasilia Sive Terra Papagalorum (Brasil ou Terra dos Papagaios)». Homens & Animais. 1999. Consultado em 15 de Dezembro de 2007 
  3. Biblioteca Histórica Brasileira, vol. 15
  4. Claude d'Abbeville, História da missão dos padres capuchinhos na ilha do Maranhão e suas circumvisinhaças Biblioteca Digital do Senado (Brasil), com descarga de PDF

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Claude d'Abbeville
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.