Claudio Carsughi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Claudio Carsughi
Nascimento 13 de outubro de 1932 (85 anos)
Arezzo -  Itália
Residência São Paulo - São Paulo (SP)
Nacionalidade  Itália
Ocupação Jornalista

Claudio Carsughi (Arezzo, 13 de outubro de 1932) é um jornalista, comentarista esportivo e engenheiro ítalo-brasileiro.

História[editar | editar código-fonte]

Comentarista de automobilismo e futebol, Claudio chegou ao Brasil em março de 1946. Foi correspondente do diário italiano Corriere dello Sport na Copa do Mundo de 1950. Entre 1957 e 2015, foi comentarista esportivo na rádio Jovem Pan. Foi editor das revistas Quatro Rodas e Oficina Mecânica, e diretor da revista Auto&Técnica. Também já trabalhou na Gazeta Esportiva, ESPN Brasil, Jornal da Tarde e no canal SporTV.

Claudio também é mencionado por outros jornalistas e esportistas (entre eles, o ex-Piloto de F1 Rubens Barrichello, o atual Piloto de F1 pela equipe Williams, Felipe Massa, e o jornalista Milton Neves) como Mestre Carsughi.[1]

É torcedor apaixonado pelo clube italiano de futebol Fiorentina, Carsughi foi casado com dona Hilda (que veio a falecer em 3 de abril de 2009 vítima de uma embolia) e é pai de dois filhos - Odoardo e Claudia.

Sua filha Claudia Carsughi, também jornalista, concluiu em 4 anos um livro em que reúne lembranças do "Mestre". O livro "Claudio Carsughi - 50 Anos de Brasil" foi lançado em 22 de outubro de 2012.

É engenheiro formado pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo.

Em 2015, é contratado pela Rádio Nacional para fazer parte da equipe esportiva, tendo também participado da programação esportiva da TV Brasil. Ele deixou a emissora em 2017.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um radialista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.