Clemente de Ácrida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
São Clemente de Ácrida
Estátua de São Clemente em Ohrid, Bulgária
Um dos Sete Apóstolos da Bulgária
Nascimento ca. 840 em Kutmichevitsa, Império Búlgaro (atualmente na República da Macedônia)[1] [2]
Morte 27 de julho de 916 em Ácrida (Ohrid), Império Búlgaro (atualmente na República da Macedônia)
Veneração por Igreja Ortodoxa
Festa litúrgica 27 de julho e 25 de novembro (calendário gregoriano)
9 de agosto e 8 de dezembro (calendário juliano)
Padroeiro Ácrida, República da Macedônia[3] e da Igreja Ortodoxa Macedônica[4] [5]
Gloriole.svg Portal dos Santos

Clemente de Ácrida (em antigo eslavônico eclesiástico: Климє́нтъ Охрїдьскъ; em búlgaro: Свети Климент Охридски), também conhecido como Clemente de Ohrid foi um escritor e estudioso búlgaro reconhecido como santo pelo seu papel como missionário entre os eslavos[6] [7] [8] [9] [10] . Ele foi o mais importante discípulo dos irmãos e santos Cirilo e Metódio e é geralmente associado aos dois como criador do alfabeto glagolítico, um antecessor]] alfabeto cirílico, especialmente por tê-los tornado popular entre os eslavos recém-cristianizados. Ele foi o fundador da Escola Literária de Ohrid e é considerado como o patrono da educação e da língua por algumas nações eslavas. Além disso, ele é também considerado como sendo o primeiro bispo da Igreja Ortodoxa Búlgara[11] [12] , um dos sete apóstolos do Império Búlgaro, o padroeiro da República da Macedônia, da cidade de Ácrida[3] e da Igreja Ortodoxa Macedônica[4] .

Vida e obras[editar | editar código-fonte]

No Mosteiro de São Panteleimon em Ohrid, fundado por São Clemente, estão suas relíquias atualmente.

São poucas as evidências sobre a sua vida, mas, de acordo com sua hagiografia escrita por Teofilacto de Ohrid, Clemente nasceu na região sudoeste do Império Búlgaro, conhecida na época como Kutmichevitsa[13] .

Ele participou da famosa missão de Cirilo e Metódio na Grande Morávia. Depois da morte de Cirilo, Clemente acompanhou Metódio em sua viagem de Roma a Panônia e à Grande Morávia. Depois da morte de Metódio, em 885. Clemente assumiu a frente do conflito contra o clero germânico na região juntamente com Gorazd. Depois de algum tempo preso, ele foi expulso da Grande Morávia e, em 885 ou 886, alcançou a fronteira búlgara juntamente com Naum de Preslav, Angelário e, possivelmente, Gorazd (que, segundo algumas fontes, já estava morto na época). Depois disso, os quatro foram enviados para a capital, Pliska, onde foram contratados pelo tsar Bóris I da Bulgária para instruir o futuro clero do estado na língua eslavônica.

Depois da adoção do cristianismo, em 865, as cerimônias religiosas na Bulgária passaram a ser conduzidas em grego pelo clero enviado pelo Império Bizantino. Temendo a crescente influência bizantina enfraquecendo seu novo estado, Bóris esperava que a adoção do antigo eslavônico como uma forma de preservar a independência política e a estabilidade da Bulgária. Com este objetivo, Bóris patrocinou a criação de duas academias literárias onde a teologia pudesse ser ensinada em eslavônico. A primeira delas foi fundada na capital, Pliska, e a segunda, na região de Kutmichevitsa.

Enquanto Naum de Preslav ficou na capital trabalhando na fundação da Escola Literária de Pliska (posteriormente, Preslav), Clemente foi encarregado por Bóris de organizar a criação da escola em Kutmichevitza. Por um período de sete anos (entre 886 e 893), Clemente ensinou por volta de 3 500 discípulos na língua eslavônica utilizado com alfabeto glagolítico. Em 893, ele foi consagrado arcebispo de Drembica (Velika), na região. Depois de sua morte, em 916, ele foi enterrado em seu mosteiro, São Panteleimon, em Ácrida.

Legado[editar | editar código-fonte]

São Clemente de Ácrida foi um dos mais prolíficos e importantes escritores do antigo eslavônico eclesiástico. Acredita-se que ele seja o autor da "Hagiografia Panônia de São Cirilo e São Metódio". Ele também traduziu a "Tríade da Flor", contendo canções litúrgicas da Páscoa até o Pentecostes e acredita-se que ele tenha sido também o autor do "Serviço Sagrado" e da "Vida de São Clemente de Roma", além do mais antigo serviço dedicado a Cirilo e Metódio. A invenção do alfabeto cirílico é geralmente atribuída a ele também, embora ele tenha sido desenvolvido provavelmente na Escola Literária de Preslav no início do século X.

A primeira universidade búlgara moderna, Universidade de Sófia, foi batizada em homenagem a Clemente em 1888. Em novembro de 2008, a Igreja Ortodoxa Macedônica doou parte das relíquias de Clemente para a Igreja Ortodoxa Búlgara como sinal de boa-fé[14] .

Referências

  1. Russian Church Singing, vol. II, Johann von Gardner, Vladimir Morosan, St Vladimir's Seminary Press, 1980, ISBN 0881410462, p. 11.
  2. Encyclopedia "Bulgaria", vol. 2, BAN edition, Sofia 1981, p. 261
  3. a b Patron Saints Index: Saint Clement of Ohrid. saints.sqpn.com. Página visitada em 2008-06-12.
  4. a b Official cite of the Macedonian orthodox church
  5. Macedonia Travel info
  6. Poulton, Hugh. Who are the Macedonians? (em inglês). [S.l.]: C. Hurst & Co. Publishers, 2000. p. 19. ISBN 1850655340
  7. Anderson, Gerald H.. Biographical Dictionary of Christian Missions (em inglês). [S.l.]: Wm. B. Eerdmans Publishing, 1999. p. 138. ISBN 0802846807
  8. Crampton, R. J.. A Concise History of Bulgaria (em inglês). [S.l.]: Cambridge University Press, 2005. p. 15. ISBN 0521616379
  9. Stephenson, Paul. Byzantium's Balkan Frontier: A Political Study of the Northern Balkans, 900-1204 (em inglês). [S.l.]: Cambridge University Press, 2000. p. 78-79. ISBN 0521770173
  10. In: Michael Prokurat, Alexander Golitzin, Michael D. Peterson. The A to Z of the Orthodox Church (em inglês). [S.l.]: Rowman & Littlefield, 2010. p. 91. ISBN 0810876027
  11. "...the First Bishop of the Bulgarian language" - Teophylactus citado em Ramet, Pedro. Religion and Nationalism in Soviet and East European Politics. [S.l.: s.n.]. p. 373. ISBN 0-8223-0891-6
  12. Bakalov, Georgi; Milen Kumanov. History of Bulgaria electronic edition (em Bulgarian). Sofia: Trud, Sirma, 2003. ISBN 954528613X
  13. The entry of the Slavs into Christendom: an introduction to the medieval history of the Slavs, A. P. Vlasto, CUP Archive, 1970, ISBN 0-521-07459-2, p. 169.
  14. http://www.makfax.com.mk/look/novina/article.tpl?IdLanguage=10&IdPublication=2&NrArticle=133638&NrIssue=833&NrSection=10 Makfax online
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Clemente de Ácrida