Cloreto de manganês(II)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Cloreto de manganês (II))
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cloreto de manganês(II)
Alerta sobre risco à saúde
Manganese(II) chloride tetrahydrate.jpg
Nome IUPAC Cloreto de manganês(II)
Dicloreto de manganês
Outros nomes Cloreto manganoso
Identificadores
Número CAS 7773-01-5,
38639-72-4 (dihidratado)
13446-34-9 (tetrahidratado)
PubChem 24480
Número RTECS OO9625000
Propriedades
Fórmula molecular MnCl2
Massa molar 125.844 g/mol (anidro)
161.874 g/mol (dihidratado)
197.91 g/mol (tetrahidratado)
Aparência sólido rosa (tetrahidratado)
Densidade 2.98 g/cm3 (anidro)
2.27 g/cm3 (dihidratado)
2.01 g/cm3 (tetrahidratado)
Ponto de fusão

654 °C (anidro)
135 °C (dihidratado)
58 °C (tetrahidratado)

Ponto de ebulição

1225 °C

Solubilidade em água 72.3 g/100mL (anidro)
12.0 g/100mL (dihidratado)
19.8 g/100mL (tetrahidratado)
Estrutura
Estrutura cristalina CdCl2
Geometria de
coordenação
octaédrica
Riscos associados
Índice UE Not listed
Ponto de fulgor Não Inflamável
Compostos relacionados
Outros aniões/ânions Fluoreto de manganês (II)
Brometo de manganês(II)
Iodeto de manganês(II)
Sulfeto de manganês (II)
Outros catiões/cátions Cloreto de manganês(III)
Cloreto de tecnécio (IV)
Cloreto de rênio (III)
Cloreto de rênio (IV)
Cloreto de rênio (V)
Cloreto de rênio (VI)
Cloreto de cromo (II)
Cloreto de ferro (II)
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Cloreto de manganês (II) descreve uma série de compostos com fórmula química MnCl2(H2O)x, onde o valor de x pode ser zero, dois ou quatro. O tetrahidratado é um sal rosa, que ocorre naturalmente como o raro mineral scacchita. Mais comumente, o termo "cloreto de manganês (II) se refere ao tetrahidratado MnCl2·4H2O, que consiste em moléculas octaédricas de trans-Mn(H2O)4Cl2. O dihidratado MnCl2·2H2O também é conhecido. Muitos sais de Mn(II) são de coloração rosada, com a palidez de coloração característica típica de complexos de metais de transição com configuração d5.

Preparação[editar | editar código-fonte]

O cloreto de manganês (II) pode ser preparado tratando-se o manganês metálico ou o carbonato de manganês (II) com ácido clorídrico, dependendo se pretende-se obter a forma anidra ou hidratada:

Mn + 2 HCl → MnCl2 + H2
MnCO3 + 2 HCl → MnCl2 + H2O + CO2

Também é formado quando o óxido de manganês (IV) é aquecido com ácido clorídrico concentrado; essa reação outrora foi utilizada para fabricação de gás cloro

MnO2 + 4 HCl → MnCl2 + 2 H2O + Cl2

Essa reação ilustra o poder oxidante do MnO2 e o fato de que os óxidos tendem a existir em estados de oxidação maiores que os cloretos.

Propriedades Químicas[editar | editar código-fonte]

MnCl2 é um sólido polimérico que adota estrutura lamelas. Dissolvido em água gera uma solução ligeiramente ácida, com pH em torno de 4. Tais soluções aquosas são utilizadas para preparar uma grande variedade de compostos de manganês, por exemplo:

MnCl2(aq) + K2CO3(aq) → MnCO3(s) + 2 KCl

Nessas equações, "MnCl2(aq)" se refere à [Mn(H2O)6]2+, que é a principal forma do manganês em solução a partir de qualquer cloreto de manganês.

É um ácido de Lewis fraco, reagindo com íons cloreto para produzir uma série de sólidos contendo os íons [MnCl3], [MnCl4]2− , e [MnCl6]4−. Ambos [MnCl3] e [MnCl4]2− são poliméricos.

Quando reagido com ligantes orgânicos típicos, o manganês (II) se oxida formando complexos metálicos de Mn(III). Exemplos incluem [Mn(EDTA)], [Mn(CN)6]3−, and [Mn(acetilacetonato)]3. Trifenilfosfina forma um aduto lábil 2:1:

MnCl2 + 2 Ph3P → [MnCl2(Ph3P)2]

Cloreto de manganês (II) anidro serve como reagente de partida para a síntese de uma grande variedade de compostos de manganês. Por exemplo, manganoceno é preparado pela reação de MnCl2 com uma solução de ciclopentadieno de sódio em THF.

MnCl2 + 2 NaC5H5 → Mn(C5H5)2 + 2 NaCl

Paramagnetismo[editar | editar código-fonte]

Cloreto de Manganês é paramagnético, fato utilizado quando MnCl2 é utilizado como agente de constrate em RMN. Um exemplo é a utilização de MnCl2 para destacar impulsos nervosos.

Precauções[editar | editar código-fonte]

Manganismo, ou envenenamento por manganês, pode ser causado pela exposição prolongada à manganês e seus vapores.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. N. N. Greenwood, A. Earnshaw, Chemistry of the Elements, 2nd ed., Butterworth-Heinemann, Oxford, UK, 1997.
  2. Handbook of Chemistry and Physics, 71st edition, CRC Press, Ann Arbor, Michigan, 1990.
  3. A. F. Wells, 'Structural Inorganic Chemistry, 5th ed., Oxford University Press, Oxford, UK, 1984.
  4. The Merck Index, 7th edition, Merck & Co, Rahway, New Jersey, USA, 1960.
  5. Holleman, A. F.; Wiberg, E. "Inorganic Chemistry" Academic Press: San Diego, 2001. ISBN 0-12-352651-5.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]