Club Agropecuario Argentino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Agropecuario
Agropec escudo.png
Nome Club Agropecuario Argentino
Alcunhas Sojero
Agro
Fundação 23 de agosto de 2011
Estádio Ofelia Rosenzuaig
Capacidade 8 000
Localização Carlos Casares, Buenos Aires
Presidente Argentina Bernardo Grobocopatel
Treinador Uruguai Felipe De la Riva
Competição Primera B Nacional
Website https://twitter.com/agropecuario_of
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo

O Club Agropecuario Argentino, conhecido como Agropecuario Argentino ou simplesmente Agropecuario, é um clube de futebol argentino localizado na cidade de Carlos Casares, no interior da província de Buenos Aires, na Argentina. Fundado em 25 de agosto de 2011 pelo empresário Bernardo Grobocopatel, o clube é uma das instituições mais jovens filiadas à Associação do Futebol Argentino (AFA).[1]

O Agropecuario atualmente disputa a Primera B Nacional, a segunda divisão do sistema de ligas de futebol argentino, desde que conseguiu o acesso para a edição de 2017–18. Também é o clube mais jovem a ascender à segunda divisão do campeonato argentino na era profissional, feito alcançado em 28 de maio de 2017, na época, com apenas 5 anos de existência. O clube manda seus jogos no estádio Ofelia Rosenzuaig.

História[editar | editar código-fonte]

A Agropecuario foi fundado em 23 de agosto de 2011 por Bernardo Grobocopatel, um empresário local ligado ao cultivo de soja, que também é proprietário e presidente do clube.[1] Com o sobrenome "Grobocopatel" que remete imediatamente a um império do ramo alimentício: ele é primo de Gustavo Grobocopatel, não em vão conhecido como “O Rei da Soja”.[2]

O clube participou do extinto Torneo Argentino A, a terceira divisão regionalizada do futebol argentino organizado pelo Conselho Federal, onde foi eliminado pelo C.A. French na temporada de 2012. No ano seguinte, o Agropecuario terminou em 6º de 6 equipes no Torneo Argentino B, a quarta divisão regionalizada. O clube estreou no Torneo Federal B (4ª divisão regionalizada) em 2014 e ante a derrota pelo Juventud de Pergamino acabou eliminado da competição.[carece de fontes?]

O clube participou do extinto Torneo Argentino C em 2012, onde foi eliminado pelo Club Atlético French. No ano seguinte, ele jogou o Torneo Argentino B, por conta de uma reestruturação deste certame, e na ocasião não passou da primeira fase, amargando em 6º lugar na Zona 6. No Torneo Argentino B de 2013–14, terminou em 1º lugar na Zona 11, qualificando assim a segundo fase, onde foi eliminado. O próximo torneio foi o Torneo Federal B de 2014, também chamado Torneo de Transición Federal B de 2014. O clube acabou em 2º lugar na Zona 5 da primeira fase de grupos atrás do Rivadavia de Lincoln. Na fase final, eliminou a América de General Pirán nas penalidades máximas na primeira fase final. Sendo eliminado na segunda fase final, ao ser derrotado pelo Juventud de Pergamino. No Torneo Federal B de 2015, o Agropecuario terminou a fase de grupos em 4º na sua zona/área, classificando-se para a segunda fase, onde se classificou novamente, desta vez em 2º lugar, atrás de Sarmiento de Ayacucho. Nas quartas de final, ele foi eliminado pelo Sansinena.

O Agropecuario foi promovido à Torneo Federal A (3ª divisão regionalizada) em 29 de junho de 2016 depois de vencer o San Martín de Formosa nas penalidades máximas.[3]

A equipe durou apenas uma temporada na divisão, então em junho de 2017, o Agropecuario sagrou-se campeão do Torneo Federal A de 2016–17 e foi promovido para a Primera B Nacional, a segunda divisão do futebol argentino. O Agropecuario também se tornou o clube mais jovem a conseguir uma promoção à B Nacional, com apenas 6 anos de existência, na época.[4] Até então, o Crucero del Norte[5] havia realizado o recorde com 9 anos de idade quando ganhou o acesso em 2012.[nota 1]

Estádio[editar | editar código-fonte]

O Agropecuario é dono do estádio Ofelia Rosenzuaig. Tem capacidade para 15 000 espectadores. Foi construído em 2012 e inaugurado no Torneio Argentino B de 2012–13 ante o Huracán de Tres Arroyos. Depois de confirmar a ascensão para a Primera B Nacional, o palco foi remodelado para atender sem problemas as demandas exigidas pela segunda divisão e sua capacidade foi aumentada para 15.000 espectadores. Em 31 de maio de 2017, em coletiva de imprensa, Bernardo oficializou o nome do estádio, até então sem nome, como Ophelia Rosenzuaig, em homenagem a sua avó.[2]

Títulos[editar | editar código-fonte]

  • Campeonato Argentino − Segunda Divisão (Torneo Federal A): 1 vez (2016–17).
  • Liga Casarense (Liga Regional da Província de Buenos Aires): 3 vezes (2012, 2014 e 2015).


Notas e referências

Notas

  1. Embora o La Nación tenha publicado que o Crucero del Norte havia sido fundado em 1989, o próprio clube fixou sua data de fundação em 28 de junho de 2003.[6]

Referências

  1. a b Clarín.com. «De la soja al fútbol». www.clarin.com (em espanhol). Consultado em 22 de março de 2019 
  2. a b «Futebol-commodity: a ascensão meteórica do Agropecuário Argentino». Globoesporte. Consultado em 23 de março de 2019 
  3. «Ascenso del Interior · ASCENDIÓ AGROPECUARIO ARGENTINO (CC) AL FEDERAL A». www.ascensodelinterior.com.ar. Consultado em 22 de março de 2019 
  4. «Ascenso del Interior · ASCENDIÓ AGROPECUARIO ARGENTINO A LA B NACIONAL». www.ascensodelinterior.com.ar. Consultado em 22 de março de 2019 
  5. «Crucero del Norte, un club de sólo 23 años, ascendió al Nacional B». www.lanacion.com.ar (em espanhol). 30 de junho de 2012. Consultado em 22 de março de 2019 
  6. «| Club Crucero del Norte |». www.clubcrucerodelnorte.com.ar. Consultado em 22 de março de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre futebol argentino é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.