Club Leones Negros de la Universidad de Guadalajara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
U. De G.
Leones Negros UdeG.png
Nome Club Leones Negros de la Universidad de Guadalajara
Alcunhas Leones Negros
Melenudos
Mascote Leão Preto
Fundação 19 de agosto de 1970 (47 anos)
Estádio Jalisco
Capacidade 63,163
Localização Guadalajara (México), Jalisco, México
Presidente México José Alberto Castellanos
Treinador México Luis Alfonso Sosa
Patrocinador México Proulex
México Cerveja Tecate
Países Baixos Holcim
México Transportes del Pacífico
Material (d)esportivo Itália Lotto
Competição México Primera División de México
México Liga de Ascenso Clausura 2014 3º colocado (acesso)
México Liga de Ascenso Apertura 2013 1º colocado
Campeão
Website leoneesnegrosudg.mx
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Clube Leones Negros de la Universidad de Guadalajara, mais conhecido como Leones Negros, é um clube de futebol que joga atualmente no Campeonato Mexicano de Futebol de Primera divisão.[1]

História[editar | editar código-fonte]

A Universidad de Guadalajara, apelidada de " Leones " foi fundada o 19 agosto de 1970 e começou na Tercera División (terceira divisão) na liga profissional mexicana, onde jogou por duas temporadas, depois que eles ganharam a promoção para Segunda División Profesional.

Eles chegaram à primeira divisão com a aquisição da vaga do Club Torreón.

Durante seus primeiros anos na primeira divisão tinha vários jogadores brasileiros: Jair de Jesús Pereira, Belarmino de Almeida Junior "Nené", Roberto da Silva, João Justino Amaral dos Santos e Carlos de Jesús Eusebio, razão pela qual o comentarista esportivo Angel Fernandez começou a chamá-los de "Leones Negros " (Os Leos Pretos), um apelido que pegou e continua a fazer parte do folclore do futebol mexicano.

Após 21 anos, supostas transações financeiras questionáveis, um pelotão muito pobre e poucos torcedores (que são leais a equipes mais populares como Club Deportivo Guadalajara, mais conhecido como "Chivas" e, em menor medida, Club Atlas) Leones Negros foram adquiridas pelo Federación Mexicana de Fútbol, para abrir caminho para a redução do número de equipes na liga. Seu último jogo foi em 27 de maio de 1994, contra Atlas, em que perdeu 2x1.

Nova Era[editar | editar código-fonte]

Após o desaparecimento da equipe pela Federación Mexicana de Futbol, o time foi devolvido para a terceira divisão, a equipe obteve um título no torneio do verano de 1997, ganhando a promoção para a Primera División "A", onde permaneceram até que o time foi vendido e mudou-se para Coatzacoalcos.

A equipe jogou em Segunda División Mexicana na região Norte e algumas temporadas atrás estava perto de ganhar a promoção para a Liga de Ascenso, o primeiro a perder a final contra o Académicos de Guadalajara e depois de perder para o Chivas La Piedad. Para a temporada Apertura 2007, eles mudaram seu mando de jogo no Estadio Municipal Santa Rosa de Ciudad Guzmán, Jalisco, mas aínda mandou algúns jogos na sua casa tradicional. O Estadio Jalisco.

Voltar para a Primera División A[editar | editar código-fonte]

Alguns empresários tentaron retornar a equipe do Club Universidad de Guadalajara às principais divisões do futebol no México, isso foi conseguido através da compra da franquia do Tapatio por $ 800.000 USD. Em 21 de maio de 2009, foi confirmado que a equipa do Clube Universidad de Guadalajara entrou na Liga de Acesso

Apertura 2013: Campeões e Promoção à Liga MX[editar | editar código-fonte]

No torneio Apertura de 2013, Leones Negros terminou em 5º e entrou na Liguilla, onde chegou até à final e terminou como Campeões batendo o Necaxa 2x1, ganhando o direito de disputar a final de Ascenso e a possibilidade de ser promovido para a Liga MX.

Depois de um duro Clausura 2014, Leones Negros terminou quarto colocado, mas perdeu nas quartas de final contra o Oaxaca. No entanto, como campeões jogaram a final de Ascenso contra o Estudiantes Tecos, que venceram o 2013.

Depois de dois jogos muito disputados, ambos empatados, a promoção foi definido em uma disputa de pênaltis, em que o goleiro Humberto "Gansito" Hernández marcou o pênalti final e decisivo, dando o Leones Negros da promoção e do direito à jogar na Primeira.

Jogadores[editar | editar código-fonte]

Nota: Bandeiras indicam equipe nacional, conforme definido pelas regras de elegibilidade da FIFA. Os jogadores podem ter mais de uma nacionalidade não-FIFA.

N.º Posição Jogador
1 México G Iván Vázquez
2 México D Christian López
3 México D Marcelo Alatorre
4 México D Héctor Reynoso (emprestado do Guadalajara)
5 México M Josué Castillejos
6 Brasil D Rodrigo Folle
7 Argentina A Andrés Ríos (emprestado do América)
8 Espanha M Marc Crosas (emprestado do Santos Laguna)
9 México A Isaac Romo
10 Equador A Fidel Martínez
11 Uruguai A William Ferreira
13 México D Luis Daniel Cano
14 México D José Wenceslao Díaz
15 México A Christian Díaz (emprestado do Atlas)
N.º Posição Jogador
16 México D Félix Araujo
17 México M Luis Fernando Télles
18 México M César Valdovinos
19 México D Fidel Vázquez
20 México G Humberto Hernández
21 México D Óscar Vera
22 México M Efrén Mendoza
23 México M Jesús Palacios
24 México M Diego Esqueda
25 Argentina D Leandro Cufré (Capitão)
26 México D Jairo González (emprestado do Guadalajara)
27 México G Florencio Morán
28 México A Édgar González
35 México M Diego Campos

Referências