Club de Regatas Vasco da Gama (futebol feminino)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Vasco da Gama
Club de Regatas Vasco da Gama.png
Nome Club de Regatas Vasco da gama (futebol feminino)
Torcedor/Adepto Vascaíno
Cruzlmatino
Mascote Almirante
Bacalhau
Fundação 21 de agosto de 1898 (122 anos)
Estádio Estádio Vasco da Gama
Centro de Treinamento Almirante Heleno de Barros Nunes
Capacidade 21.8801 pessoas[1]
Localização Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Material (d)esportivo Kappa
Competição Brasileiro - Série A2
Carioca
Website vasco.com.br
Temporada atual

O Futebol Feminino do Club de Regatas Vasco da Gama teve início nos anos 90, quando em quatro oportunidades o clube sagrou-se campeão brasileiro – 1993, 1994, 1995 e 1998, tendo revelado inúmeras jogadoras para a Seleção Brasileira e para o mundo, tais como: Pretinha, Fanta, Cenira, Meg e Marta mas outras tantas jogadoras.

História[editar | editar código-fonte]

O Futebol Feminino do Club de Regatas Vasco da Gama teve início nos anos 90, quando em quatro oportunidades o clube sagrou-se campeão brasileiro – 1993, 1994, 1995 e 1998, tendo revelado inúmeras jogadoras para a Seleção Brasileira e para o mundo, tais como: Pretinha, Fanta, Cenira e Meg.

Em 2000, quando sagrou-se campeã estadual, o Vasco contava com 5 jogadoras na Seleção Brasileira Adulta que disputou os Jogos Olímpicos de Sydney. Após esta fase, surgiu a jovem Marta, que veio de Alagoas para iniciar sua trajetória de sucesso no clube cruzmaltino e ser revelada para o mundo.

Logo na sua primeira competição, Marta, hoje 5 vezes melhor do mundo, sagrou-se campeã brasileira Sub-19, tendo sua primeira convocação para a Seleção Brasileira. Inicialmente, o clube tinha sua estrutura voltada para a categoria adulta. Contudo, em 2 de janeiro de 2014 completou cinco anos de criação do Departamento de Futebol Feminino, que de forma pioneira no cenário nacional criou todas as categorias de base, trabalhando que vem desenvolvendo a cada ano.

Em 2009, quando reativou o departamento, o clube cruzmaltino lançou uma parceria com a Marinha do Brasil, cuja equipe adulta representa o Brasil em competições oficiais do calendário desportivo do Conselho Internacional do Desporto Militar – CISM. Esta equipe sagrou-se campeã mundial em 2009 (EUA), 2010 (França), e em 2011 (Rio de Janeiro, nos 5º Jogos Mundiais Militares).

Em 2012, o Gigante da Colina se tornou o primeiro time brasileiro a conquistar um campeonato mundial nas categorias de base. Em Portugal, o cruz-maltino derrotou o Atlético de Madrid-ESP por 1 a 0 e conquistou a Ibercup Sub-17. No mesmo ano, o clube foi a base da Seleção Brasileira que conquistou o Sul-Americano da categoria.

Uma temporada depois, em 2013, o time de São Januário voltou a fazer história. Também com seu grupo sub-17, o Vasco da Gama se sagrou campeão da primeira Copa do Brasil Escolar da categoria. Em 2014, com jovens da categoria sub-13, o Gigante se tornou o primeiro clube do país a participar de uma competição internacional masculina com um time feminino.

Em 2016, o time adulto retorna às atividades, disputando o Campeonato Brasileiro, porém é eliminado ainda na primeira fase do campeonato com uma campanha de três derrotas e um empate.[2][3]

Em 2017 e 2018, o time não disputou nenhuma das duas divisões do Campeonato Brasileiro, apesar da ampliação da competição. Ausentou-se do Campeonato Carioca de 2017, voltando apenas no ano seguinte.

Em 2019, voltou a disputar uma competição nacional, o Campeonato Brasileiro - Série A2.[4] O mesmo aconteceu no ano de 2020.

Títulos[editar | editar código-fonte]

NACIONAIS
Competição Títulos Temporadas
Brasil Taça Brasil de Futebol Feminino 4 1993, 1994, 1995 e 1998
ESTADUAIS
Competição Títulos Temporadas
Rio de Janeiro Campeonato Carioca 9 1995, 1996, 1997, 1998, 1999, 2000, 2010, 2012 e 2013
Rio de Janeiro Taça Cidade Nova Iguaçu 5 2010, 2011, 2013, 2014 e 2016
Rio de Janeiro Copa Lifferj 1 2017
  • Campeonato Mundial 2009, 2010, 2011.
  • Brasil 01 Circuito Nacional de Futebol Social: 2013.
  • 01 Brasileiro de Seleções (representado a Seleção do RJ) 1993.
  • Rio de Janeiro 01 Copa Almirante Adalberto Nunes: 2010.
  • Rio de Janeiro 01 Torneio Início do Centro de Educação Física Adalberto Nunes: 2010.
  • Rio de Janeiro Cidade do Rio de Janeiro 02 Torneio Início do Rio de Janeiro: 1999 e 2000.
  • Rio de Janeiro 01 Brasileirão da Baixada: 2018.
  • Amistoso
  • Paraguai 01 Torneio Internacional de Futebol Feminino: 2000.
  • Bahia 01 Campeonato de Cotegipe de Futebol Feminino: 1932.

Categorias de base[editar | editar código-fonte]

Sub-21
  • Rio de Janeiro 01 Copa Almirante Vasco da Gama: 2010.
Juniores/Sub-20
  • Brasil 01 Campeonato Brasileiro Sub-19: 2000.
  • Rio de Janeiro 01 Campeonato Carioca: 2009.
  • Rio de Janeiro 01 Copa Almirante: 2010.
  • São Paulo 01 Taça Cidade de São José dos Campos: 2016.
Sub-18
  • Rio de Janeiro 01 Campeonato Carioca: 2019.
Juvenil/Sub-17
  • 01 Mundialito IBERCUP: 2012.
  • Rio de Janeiro 01 Copa do Brasil Escolar: 2013.
  • Rio de Janeiro 05 Campeonato Carioca: 2011, 2012, 2013, 2014 e 2015.
  • Rio de Janeiro 04 Taça Cidade de Nova Iguaçu: 2011, 2012, 2013 e 2014.
  • Rio de Janeiro 01 Taça Nike: 1999.
  • Minas Gerais 01 Taça Cidade de Laranjal: 2015.
Infantil/Sub-15
  • Rio de Janeiro 01 Copa Almirante Vasco da Gama: 2010.
  • Rio de Janeiro 01 Copa Coca-Cola/RJ: 2012 e 2013.
Mirim/Sub-13
  • Rio de Janeiro 01 Campeonato Carioca de Futsal: 2009.

Jogadoras ilustres[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (PDF). CBF. 18 de janeiro de 2016. Consultado em 19 de fevereiro de 2016 
  2. «Equipe adulta do Vasco se prepara para estreia no Campeonato Brasileiro». vasco.com.br. 16 de janeiro de 2016. Consultado em 16 de janeiro de 2016 
  3. «Vasco perde para o Corinthians em sua despedida do Brasileiro». vasco.com.br. 17 de fevereiro de 2016. Consultado em 17 de fevereiro de 2016 
  4. «Vasco vence o Aliança na estreia da Série A2 do Campeonato Brasileiro». vasco.com.br. 31 de março de 2019. Consultado em 1º de abril de 2019 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]