Clube Campineiro de Regatas e Natação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Clube Campineiro de Regatas e Natação (CCRN) é um clube desportivo brasileiro, sediado na cidade de Campinas, no estado de São Paulo. Suas cores são vermelho e branco. É conhecido como "Vermelhinho".

História[editar | editar código-fonte]

Foi fundado no dia 28 de abril de 1918. Seu primeiro presidente foi o Doutor Joaquim Álvaro de Souza Camargo, o qual deu nome à primeira sede do clube, em Sousas: a Praça "Tio Quim".

Foi 9 (nove) vezes campeão da maior olimpíada interclubes do Brasil (Olimpesec), sendo o maior campeão de todos os clubes de Campinas e Região.

Em abril de 1935, o clube adquiriu o terreno onde encontra-se a sede social do bairro Cambuí, Campinas. O clube ainda possui a sede de campo no Distrito de Sousas e atualmente conta com a prática de 20 esportes.[1]

Presidentes Diretoria Executiva[editar | editar código-fonte]

1918 e 1921 - Joaquim Álvaro de Souza Camargo "Tio Quim" (falecido em 04/12/1952)

1919 e 1920 - José Vilagelin Júnior (falecido em 20/05/1920)

1921 - Henrique Husseman Júnior (falecido em fevereiro de 1965)

1922/1923 - Cel. João Franco de Andrade (falecido em 08/09/1936)

1924/1927 - Alberto Vieira dos Santos (falecido em 04/03/1938)

1927/28 - 1929/32 - Acrísio Pacheco (falecido em abril de 1974)

1928/29 - José Mecio Xavier

1933 e 1935 - Aldo Leonardi (falecido em julho de 1974)

1934 - Benedito da Cruz Passos (falecido em 18/11/1983)

1936 - Marinho Ferreira Jorge (falecido em 01/04/1987);

1936 - Aluísio Queiroz Teles

1937/1941 - Ary Rodriguez (falecido em 24/12/1993)

1942/1943 - Reinaldo Prestes (falecido em 06/06/1974)

1944/1945 - Alberto Krum (falecido em 27/12/1952)

1946/1947/1948 - Ruy Rodriguez (falecido em 26/06/1987)

1949/1950 - José Nicolau Ludgero Maselli "Gegero" (falecido em 16/08/1996)

1951/1952 - Manoel Henriques "Mabelis" (falecido em 29/05/1994)

1953 - Dilermano Ventura Menitto

1954 a 1965 - Zildo Gozzi "Véia" (falecido em 30/11/1987)

1965/1966/1967 - Wilson Silva

1967/69 - Arnaldo de Paula (falecido em 21/02/1989)

1969/71 - Orlando Nista

1971/72 - Romeu Nucci

1973/75 - Antonino Corissa

1975/77 1977/79 1981/84 - Luiz Pardini Factor

1979/81 - José Scavroni

1985/87 - Renato Ivo Poletto

1987/90 - Laerte Paschoal (falecido em 29/01/2010)

1991/1992 - 1993/1994 - 1997/2001 - José Wilson de Souza

1995/1996 - 2001/2003 - Dr. Jair Domingos Bonatto

2003/2013 - Vagner Sotello Armani

2013/2014 - Herberto Aparecido Guimarães

2015/2016 - Carlos Alberto Bargas

2017/2018 - Carlos Alberto Bargas

Presidentes Conselho Deliberativo[editar | editar código-fonte]

1935/36 José Mércio Xavier

1937/38 Ary Rodriguez

1938/39 José Alves Teixeira Nogueira

1940/43 Marcondes Filho

1944/45 Aldo Leonardi

1946/47 Silvio Nogueira Gerin

1947/48 Manoel Henriques

1949/50 Reinaldo Prestes

1951/52 Helder Gomes

1953/54 Manoel Henriques

1955 Romeu Nucci - Ernani Paulino

1956/57 Benedito da Cruz Passos

1958/59 Alcides Baroni

1959/60 Luis Camargo Cavalcanti - Affonso Tonelli Emanuelli

1960/61 Waldomiro Castelani

1962/66 Pedro Salzano Fiori

1966/67 Alcides Baroni

1967/69 José da Silva Carvalho

1969/73 Arnado de Paula

1973/75 Romeu Nucci - José da Silva Carvalho

1975/77 Orlando Nista

1977/79 Lucio Leite de Godoy

1979/81 Luis Pardini Factor

1981/87 José Scavroni

1987/90 José Wilson de Souza

1991/94 Dr. Jair Domingos Bonatto

1995/96 Wamilton Duarte Ferreira

1997/98 Dr. Jair Domingos Bonatto

1999/2000 Herberto Aparecido Guimarães

2009 até a presente data Dr. Marcos José Barnardelli

Reides a maior herança histórica do Regatas[editar | editar código-fonte]

Essa sem sobra de dúvidas, é a maior herança histórica do Clube Campineiro de Regatas e Natação até os dias de hoje; por isso a história desses reides não podem deixar de ser contadas para o mundo. Jovem associados, que da Sede deste clube no Distrito de Sousas, partem do Rio Atibaia que passa ao lado do clube até um destino previamente programado essa aventura é dado o nome de Reides:

1929 (outubro)

Mário Leonardi; Ney Rodriguez e Renato Prado lançaram-se ao majestoso Rio Atibaia e, embrenhando-se pelas matas, passando cidades, vilas, povoações, conseguiram, após várias peripécias, alcançar o objetivo: Piracicaba. Perto de Crisciúma, sofrem um acidente, tendo virado a embarcação e perdido a maior parte da carga. Não desanimaram e chegaram ao objetivo programado.

1930 (novembro)

Aldo Leonardi, Francisco Simões Siqueira, Renato Prado, Giacomino Macchi, George Merbach, Mario Leonardi. O Correio da Tarde fez ampla reportagem a respeito. Destino Piracicaba.

1934 (outubro)

Aldo Leonardi, Giacomino Macchi, Miguel Bianchi, Renato Prado, Romeu Miqueloni e Ruy Rodriguez, realizaram o reide que percorreu aproximadamente 400 km, saindo de Sousas até Ayrosa Galvão, passando pelos rios Atibaia, Piracicaba e Tietê. Esse reide foi iniciado em 16/10/1934 e terminado em 23/10/1934 (7 dias).Barco Campineiro I de 7,50m de comprimento por 1,50 de largura.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]