Clube da Esquina (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Clube da Esquina (1972))
Ir para: navegação, pesquisa
Clube da Esquina
Álbum de estúdio de Milton Nascimento e Lô Borges
Lançamento Março 1972
Gravação 1971-1972
Gênero(s) Rock Progressivo
Rock Psicodélico
MPB
Art rock
Música tradicional
Duração 64 min 22 seg
Gravadora(s) EMI
Cronologia de Milton Nascimento
Milton
(1970)
Milagre dos Peixes
(1973)
Cronologia de Clube da Esquina
Clube da Esquina 2
(1978)
Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 5 de 5 estrelas.[1]

Clube da Esquina é o álbum da reunião de músicos brasileiros conhecidos como Clube da Esquina, liderado pelos cantores e compositores Milton Nascimento e Lô Borges, a quem o álbum foi creditado. O disco foi lançado, no Brasil, em LP em 1972 pela EMI-Odeon.

Clube da Esquina chamou a atenção pelas composições engajadas e a miscelânea de sons. A capa traz a foto de dois meninos, Cacau e Tonho, fotografados em uma estradinha de terra nas proximidades de Nova Friburgo, região serrana do Rio de Janeiro, próximo de onde moravam os pais adotivos de Milton Nascimento.[2][3]

O LP foi eleito em uma lista da versão brasileira da revista Rolling Stone como o 7º melhor disco brasileiro de todos os tempos.[4] Em setembro de 2012, foi eleito pelo público da Rádio Eldorado FM, do portal Estadao.com e do Caderno C2+Música (estes dois últimos pertencentes ao jornal O Estado de S. Paulo) como o segundo melhor disco brasileiro da história.[5]

Faixas[editar | editar código-fonte]

Originalmente lançado como álbum duplo, com as seguintes faixas:

Lado Um
  1. "Tudo Que Você Podia Ser" (Lô Borges, Márcio Borges) – 2:56
    Interpretação: Milton Nascimento
  2. "Cais" (Milton Nascimento, Ronaldo Bastos) – 2:45
    Interpretação: Milton Nascimento
  3. "O Trem Azul" (Lô Borges, Ronaldo Bastos) – 4:05
    Interpretação: Lô Borges
  4. "Saídas e Bandeiras nº 1" (Milton Nascimento, Fernando Brant) – 0:45
    Interpretação: Beto Guedes e Milton Nascimento
  5. "Nuvem Cigana" (Lô Borges, Ronaldo Bastos) – 3:00
    Interpretação: Milton Nascimento
  6. "Cravo e Canela" (Milton Nascimento, Ronaldo Bastos) – 2:32
    Interpretação: Lô Borges e Milton Nascimento
Lado Dois
  1. "Dos Cruces" (Carmelo Larrea) – 5:22
    Interpretação: Milton Nascimento
  2. "Um Girassol da Cor do Seu Cabelo" (Lô Borges, Márcio Borges) – 4:13
    Interpretação: Lô Borges
  3. "San Vicente" (Milton Nascimento, Fernando Brant) – 2:47
    Interpretação: Milton Nascimento
  4. "Estrelas" (Lô Borges, Márcio Borges) – 0:29
    Interpretação: Lô Borges
  5. "Clube da Esquina nº 2" (Milton Nascimento, Lô Borges, Márcio Borges) – 3:39
    Interpretação: Milton Nascimento
Lado Três
  1. "Paisagem da Janela" (Lô Borges, Fernando Brant) – 2:58
    Interpretação: Lô Borges
  2. "Me Deixa em Paz" (Monsueto, Ayrton Amorim) – 3:06
    Interpretação: Alaíde Costa e Milton Nascimento
  3. "Os Povos" (Milton Nascimento, Márcio Borges) – 4:31
    Interpretação: Milton Nascimento
  4. "Saídas e Bandeiras nº 2" (Milton Nascimento, Fernando Brant) – 1:31
    Interpretação: Beto Guedes e Milton Nascimento
  5. "Um Gosto de Sol" (Milton Nascimento, Ronaldo Bastos) – 4:21
    Interpretação: Milton Nascimento
Lado Quatro
  1. "Pelo Amor de Deus" (Milton Nascimento, Fernando Brant) – 2:06
    Interpretação: Milton Nascimento
  2. "Lilia" (Milton Nascimento) – 2:34
    Interpretação: Milton Nascimento
  3. "Trem de Doido" (Lô Borges, Márcio Borges) – 3:58
    Interpretação: Lô Borges
  4. "Nada Será Como Antes" (Milton Nascimento, Ronaldo Bastos) – 3:24
    Interpretação: Beto Guedes e Milton Nascimento
  5. "Ao Que Vai Nascer" (Milton Nascimento, Fernando Brant) – 3:21
    Interpretação: Milton Nascimento

Notas e referências

  1. Allmusic Avaliação
  2. [ http://impresso.em.com.br/app/noticia/cadernos/cultura/2012/03/19/interna_cultura,28930/para-quem-nao-me-conhece-eu-sou-brasileiro.shtml. EM localiza Tonho e Cacau, a dupla que estampou a capa do Clube da Esquina há 40 anos]
  3. História por trás do disco 'Clube da Esquina', descoberta pelo EM, repercute na internet
  4. "Os 100 maiores discos da Música Brasileira" - Rolling Stone Brasil, outubro de 2007, edição nº 13, página 109
  5. Bomfim, Emanuel (7 de setembro de 2012). «'Ventura' é eleito o melhor disco brasileiro de todos os tempos». Combate Rock. Grupo Estado. Consultado em 28 de janeiro de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Milton Nascimento é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.