Cneu Cecílio Simplex

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Cneu Cecílio Simplex
Cônsul do Império Romano
Consulado 69 d.C.
Morte 69 d.C.

Cneu Cecílio Simplex (em latim: Gnaeus Caecilius Simplex; m. 21 de dezembro de 69) foi um senador romano nomeado cônsul sufecto para o período de novembro e dezembro de 69 com Caio Quíncio Ático.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Simplex foi governador da Sardenha em 68 e 69. Durante o ano de 69, Simplex tentou o consulado no lugar de Aulo Mário Celso comprando a vaga. O imperador Vitélio recusou sua proposta e, mais tarde, o nomeou sufecto sem que Simplex tivesse que comprar a vaga[1]. Sob a liderança de Simplex e Ático, Vitélio foi deposto. Sob constante pressão das tropas vitoriosas de Vespasiano, Vitélio tentou abdicar entregando a espada, o símbolo de seu poder, a Simplex, que recusou. Seus seguidores mais fieis urgiram para que ele continuasse[2].

Em 21 de dezembro de 69, quando Vitélio caiu, Simplex caiu também.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Cônsul do Império Romano
Vexilloid of the Roman Empire.svg
Precedido por:
'Tibério Cácio Ascônio Sílio Itálico

com Públio Galério Trácalo
com Nero V (suf.)
com Caio Belício Natal (suf.)
com Públio Cornélio Cipião Asiático (suf.)

Galba II
69

com Tito Vínio
com Ano dos quatro imperadores

Sucedido por:
'Vespasiano II

com Tito I
com Caio Licínio Muciano II (suf.)
com Quinto Petílio Cereal Césio Rufo (suf.)
com Quinto Júlio Cordino (suf.)
com Lúcio Ânio Basso (suf.)
com Caio Lecânio Basso Cecina Peto (suf.)


Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • (em alemão) Rudolf Hanslik: Caecilius II. 16. In: Der Kleine Pauly (KlP). Vol. 1, Stuttgart 1964, col. 987.
  • Der Neue Pauly, Stuttgart 1999, T. 2, c. 893