Coca-Cola Zero

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Coca-Cola Zero
Coca-Cola Zero logo.svg

CocaColaZero.jpg
Tipo Refrigerante Zero
Edulcorante(s) Aspartame

Ciclamato de sódio

Sacarina de sódio

Conservante(s) benzoato de sódio
Fabricante The Coca-Cola Company
Slogan Prove que é possível
Quanto mais (150 nomes próprios brasileiros comuns), melhor!
Origem  Estados Unidos
Introduzida 2005 (12 anos)
Cor Caramelo
Sabor Noz-de-cola
Variante(s)
Relacionada(s) Ice Cola, Coca-Cola, Fanta, Sprite, Kuat, Pepsi-Cola
Website

Coca-Cola Zero é a marca de um refrigerante com sabor de noz-de-cola, sem adição de açúcar pertencente à The Coca-Cola Company que comercializa em 90 países.[1]

História[editar | editar código-fonte]

A Coca-Cola Zero corresponde a melhora da fórmula da Coca-Cola Diet, passando a ser livre de açúcar.

  • 2005 – em junho a Coca-Cola Zero é lançada no mercado americano.[2]
  • 2009 – Na Venezuela, no dia 11 de junho, através do seu Ministro da Saúde, Jesús Mantilla, a comercialização de Coca-Cola Zero foi proibida com a justificação de que um dos componentes poderia ser prejudicial a saúde.[3][4]

Coca-Cola Zero no Brasil[editar | editar código-fonte]

  • 2007 – Coca-Cola Zero foi lançada em janeiro, inicialmente na cidade de Porto Alegre.[5] [nota 2]
  • 2009 – No dia 22 de setembro a Coca-Cola Zero lançou o filme publicitário “Happy Kingdom”,[7]
  • 2012 - Em julho deste ano, a Coca-Cola Zero lançou embalagens com estampas de 150 nomes de pessoa comuns no Brasil entre jovens e adultos. Esta ação faz parte da campanha "Descubra sua Coca-Cola Zero"[8].

Coca-Cola Zero em Portugal[editar | editar código-fonte]

  • 2007 – No dia 16 de maio a Coca-Cola Zero foi lançada em Portugal, em evento realizado no Centro Cultural de Belém em Lisboa.[9][10]
  • 2008 – É lançada a campanha publicitária em animação 3d, apresentada pelos personagens línguas e olho, com as vozes dos atores Paulo Oom, Luís Mascarenhas e António Feio dão.[11]

Ingredientes[editar | editar código-fonte]

O refrigerante Coca-Cola na sua versão Zero, não possui na sua composição quantidades significativas de proteínas, gorduras totais, gorduras saturadas, gorduras trans e fibras alimentares.

Informação nutricional de Coca-Cola Zero
Porção de: 200 ml (1 copo)
Quantidade
por porção
VD%
Sódio 28 mg 1

Os ingredientes são formados por água gaseificada, extrato de noz de cola, cafeína,aroma natural, edulcorante artificial ciclamato de sódio (48 mg /200 ml), sacarina de sódio (14 mg/200 ml), aspartame (24 mg / 200ml), e acessulfame de potássio (30 mg / 200 ml); conservador benzoato de sódio e estabilizante citrato de sódio.[5]

O edulcorante «Ciclamato de Sódio» está terminantemente proibido pela agência FDA (Food and Drugs Administration, o organismo máximo de controle de alimentos e drogas dos Estados Unidos) por comprovados efeitos na gênese de tumores cancerígenos, e mais, o Ciclamato é muito mais barato que o aspartame (à razão de 10 dólares por quilo do Ciclamato contra 152 dólares/kg).

A substância ciclamato de sódio, presente na composição não é adicionada a Coca-Cola Zero nos Estados Unidos e no México, países que proíbem sua utilização.[12]

No Brasil, a Coca-Cola Zero é comercializada em embalagens de:[13]

  • Vidro de 237 ml e 290ml.
  • Lata de alumínio de 350 ml.
  • Garrafas PET de 400 ml, 600 ml, 1,5 Litro, 1,75 Litro, 2 Litros, 2,5 Litros e 3 Litros.
Ficheiro:CokeCherryZero.JPG
Coca-Cola Cherry Zero.
Coca-Cola Zero.

Variantes da Marca[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. O Site Oficial da Coca-Cola Zero de Portugal ainda não foi lançado. A página da Coca-Cola Portugal traz uma indicação de “Lançamento em Breve”
  2. Todos os produtos e campanhas publicitárias da The Coca-Cola Company, antes de serem lançados no mercado brasileiro são testados no mercado do Rio Grande do Sul, considerado um dos maiores mercados consumidores de Coca-Cola no mundo.[6]

Referências

  1. THE COCA-COLA Company. «Product Descriptions - Coca-Cola Zero». Consultado em maio de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  2. USA Today online (USA Today, 21 de março de 2005). «Coca-Cola hopes new no-calorie drink Zero is a hero» (em inglês). Consultado em maio de 2010  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  3. O GLOBO (11 de junho de 2009). «Coca-Cola Zero sairá da Venezuela em até cinco dias». Consultado em maio de 2010  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  4. ZERO Hora (17 de junho de 2009). «Venezuela suspende venda de Coca-Cola Zero». Consultado em maio de 2010  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  5. a b COCA-COLA Brasil. «Coca-Cola Zero». Consultado em maio de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  6. VONPAR (4 de março de 2010). «Coca-Cola Zero foi provado e aprovada no Rio Grande do Sul». Consultado em maio de 2010  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  7. VONPAR (21 de setembro de 2009). «Coca-Cola Zero lança "Happy Kingdom"». Consultado em maio de 2010  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  8. Portal Imprensa - UOL (31 de julho de 2012). «Coca-Cola Zero lança campanha com nomes de consumidores em embalagens». Consultado em janeiro de 2013  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  9. PACHECO, Felipe (Meio & Publicidade, 18 de maio de 2007). «Coca-Cola Zero pode representar 10%». Consultado em maio de 2010  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  10. MARQUES, Rute Gonçalves (Hipersuper, 16 de abril de 2009). «Coca-Cola Zero cresce 37% em 2008». Consultado em maio de 2010  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  11. GONÇALVES, Rita (Hipersuper, 14 de abril de 2008). «Coca-Cola Zero ambiciona lugar no Top 10». Consultado em maio de 2010  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  12. SIS Saúde (30 de março de 2009). «Questão dos adoçantes». Consultado em maio de 2010  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  13. VONPAR. «Podutos - Coca-Cola Zero». Consultado em maio de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  14. HEIN, Kenneth (29 de janeiro de 2007). «Cherry Coke Gets Fresh Jay-Z Remix» (em inglês). Consultado em maio de 2010  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  15. SMART Brief (25 de maio de 2007). «Vanilla Coke is Back» (em inglês). Consultado em maio de 2010  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  16. THE COCA-COLA Company. «Product Descriptions – Coca-Cola Vanilla Zero» (em inglês). Consultado em maio de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)

Ver também[editar | editar código-fonte]