Coco (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Coco
Coco (PT)
Viva - A Vida é Uma Festa (BR)
Pôster promocional
 Estados Unidos
2017 •  cor •  109 min 
Direção Lee Unkrich
Codireção Adrian Molina
Produção Darla K. Anderson
Roteiro Adrian Molina
Matthew Aldrich
História Lee Unkrich
Adrian Molina
Jason Katz
Matthew Aldrich
Elenco Anthony Gonzalez
Gael Garcia Bernal
Benjamin Bratt
Alanna Ubach
Renée Victor
Ana Ofelia Murguía
Edward James Olmos
Gênero Aventura
Fantasia
Musical
Companhia(s) produtora(s) Walt Disney Pictures
Pixar Animation Studios
Distribuição Walt Disney Studios Motion Pictures
Lançamento México 20 de outubro de 2017 (Morelia)
Estados Unidos 22 de novembro de 2017
Portugal 23 de novembro de 2017
Brasil 4 de janeiro de 2018
Idioma Inglês[1]
Orçamento US$ 175–200 milhões[2][3]
Receita US$ 391,1 milhões[4]
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Coco (no Brasil, Viva - A Vida é Uma Festa)[5] é um filme musical de animação computadorizada norte-americano de 2017, produzido pela Pixar Animation Studios e distribuído pela Walt Disney Studios Motion Pictures.[6] Baseado em uma ideia original de Lee Unkrich o filme é dirigido por Unkrich e codirigido por Adrian Molina. A história é sobre um garoto de 12 anos chamado Miguel Rivera que acidentalmente é transportado para o mundo dos mortos, onde procura pela ajuda de seu tataravô músico para que ele o leve de volta para a sua família na terra dos vivos.

O conceito do filme é baseado no feriado mexicano de Dia dos Mortos. Coco foi roteirizado por Molina e Matthew Aldrich a partir de uma história de Unkrich, Jason Katz, Aldrich e do próprio Molina. A Pixar começou a desenvolver a animação do projeto em 2016; Unkrich e alguns dos responsáveis pelo filme visitaram o México para buscar inspiração. O compositor Michael Giacchino, que já trabalhou em outros filmes anteriores da Pixar (The Incredibles, Ratatouille, Up e Cars 2), compôs a trilha sonora. O elenco de dublagem do filme conta com Anthony Gonzalez, Gael García Bernal, Benjamin Bratt, Alanna Ubach, Renée Victor, Ana Ofelia Murguía e Edward James Olmos. Foi o primeiro filme na história do cinema com uma bilheteria de nove dígitos a contar com um elenco completamente composto por atores latinos, com um orçamento entre US$ 175–200 milhões.[7]

Coco teve a sua pré-estreia mundial em 20 de outubro de 2017, durante o Festival Internacional de Cinema de Morelia, no México.[8] O filme foi lançado nas salas de cinema do México na semana seguinte, no fim de semana anterior ao Dia dos Mortos e se tornou o filme de maior bilheteria de todos os tempos na história do país.[9][10][11][12] Foi lançado nos Estados Unidos em 22 de novembro de 2017, no feriado do Dia de Ação de Graças[13] e por enquanto Coco já arrecadou US$ 391,1 milhões de dólares no mundo inteiro. O filme foi aclamado pela crítica, que elogiou a animação, as performances vocais, a trilha sonora, as canções, a história emocional e o respeito com a cultura mexicana. Coco vem recebendo muitos prêmios e indicações a prêmios e concorrerá a várias categorias do Critics' Choice Movie Awards e do Annie Award.[14] Também recebeu duas indicações ao Globo de Ouro, nas categorias de Melhor Filme de Animação e de Melhor Canção Original (por "Remember Me").[15]

Premissa[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Coco é sobre um menino de 12 anos chamado Miguel, um garoto doce que ama a música apesar do fato de que sua abuelita (Renée Victor) proibiu a música depois de seu tataravô ter abandonado a esposa para seguir a carreira de música, ele treina escondido em seu sótão evitando a ira de seus familiares. Um belo dia, Miguel descobre que Ernesto de La Cruz, o seu ídolo e inspirador é seu tataravô depois de comparar seu violão na estátua com uma foto antiga de família, ele decide contar a sua família seu segredo e que se inscreveu em um concurso de talentos da vila onde moram pra tocar e cantar, mas Abuelita quebra seu violão por ele ter desobedecido a regra mais importante da família "nada de música". Desolado, na véspera do Dia dos Mortos, ele vai ao museu de La Cruz para pegar emprestado o seu violão de caveira, mas ao tocar a primeira acorde, ele é transformado em um fantasma vivo e é transportado para a Terras dos mortos aonde se encontra com seus antepassados e cria o objetivo de encontrar Ernesto de La Cruz junto com um esqueleto chamado Héctor (Gael García Bernal) para poder convencer sua família que a música é uma coisa boa e voltar para a Terra dos Vivos antes que fique preso ali para sempre.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Anthony Gonzalez como Miguel Rivera, um garoto de 12 anos que sonha em se tornar músico.[16]
  • Gael Garcia Bernal como Héctor, um charmoso malandro do Mundo dos Mortos que atrai Miguel para ajudá-lo a visitar o Mundo dos Vivos.[16]
  • Benjamin Bratt como Ernesto de la Cruz, o mais famoso músico da história do México e ídolo de Miguel. Reverenciado por seus fãs mundo afora até a sua morte precoce, o charmoso e carismático músico é ainda mais querido na Terra dos Mortos.[17]
    • Antonio Sol dubla Ernesto quando o personagem canta, exceto nas partes da canção "Remember Me"[18][19]
  • Alanna Ubach como Mamá Imelda Rivera, a falecida tataravó de Miguel e matriarca da família Rivera.[20]
  • Renée Victor como Abuelita Elena Rivera, avó de Miguel que impõe o banimento da música em sua família.
  • Ana Ofelia Murguía como Mamá Coco (Socorro Rivera), bisavó de Miguel e mãe de Abuelita.
  • Edward James Olmos como Chicharrón, um amigo de Héctor que foi esquecido no mundo dos mortos.[21]
  • Alfonso Arau como Papá Julio Rivera, o falecido bisavô de Miguel e marido de Coco.
  • Selene Luna como Tia Rosita Rivera, a falecida tia-bisavó de Miguel, irmã de Julio.
  • Dyana Ortellí como Tia Victória Rivera, a falecida tia-avó de Miguel, irmã de Abuelita.
  • Herbet Siguenza como Tio Oscar Rivera e Tio Felipe Riveira, os falecidos irmãos gêmeos de Imelda e tios-trisavôs de Miguel.
  • Jaime Camil como Papá Enrique Rivera, pai de Miguel.
  • Sofía Espinosa como Mamá Luisa Rivera, mãe de Miguel. Está grávida de seu segundo filho com Enrique durante os acontecimentos do filme.
  • Luis Valdez como Tio Berto Rivera, tio de Miguel.[22]
    • Valdez também interpreta Don Hidalgo.
  • Polo Rojas como Abel Rivera, primo de Miguel.
  • Montse Hernandez como Rosa Rivera, prima de Miguel.
  • Lombardo Boyar como um Mariachi que Miguel encontra na Plaza Santa Cecília.
    • Boyar também interpreta Gustavo, um músico da Terra dos Mortos.
  • Octavio Solis como Agente de Chegadas
  • Carla Medina como Agente de Saídas
  • Gabriel Iglesias como Gestor
  • Cheech Marin como Oficial de Correções
  • Blanca Araceli como Mestre de Cerimônias
  • Natalia Cordova-Buckley como Frida Kahlo
  • Salvador Reyes como Guarda de Segurança
  • John Ratzenberger como Juan Ortodoncia, um esqueleto do Mundo dos Mortos que possui dentes podres.

Dublagem/Dobragem[editar | editar código-fonte]

Personagem Brasil Elenco Brasileiro Portugal Elenco Português
Miguel Rivera Arthur Salerno[23] João Pedro Gonçalves
Hector Pedro Leitão
Ernesto de la Cruz Mário Redondo
Mama Imelda Ana Cloe
Abuelita Cucha Carvalheiro
Mama Coco Ermelinda Duarte
Papa Julio Carlos Silveira Luís Mascarenhas
Tio Oscar João Vicente
Tio Felipe Tiago Retrê
Tia Rosita Ana Vieira
Tia Victoria Adriana Moniz
Chicharrón Ricardo Monteiro
Frida Kahlo Helena Montez
Gustavo Rogério Flausino[24][25] Michel Simeão
  • Direção audiovisual: Robson Kumode
  • Estúdio: TV Group Digital (Visom)

Produção[editar | editar código-fonte]

Em 25 de abril de 2012, a Pixar anunciou um filme inspirado Día de Muertos (Dia dos Mortos). Em 11 de Maio de 2013, A Walt Disney Company apresentou um pedido para marca comercial a expressão "Día de los Muertos" para diversas aplicações de merchandising. Este movimento foi recebido com críticas na mídia social da comunidade latina dos Estados Unidos. Um deles foi Lalo Alcaraz, um cartunista mexicano-americano, que desenhou um poster do filme, intitulado "Muerto Mouse", representando um esqueleto Godzilla do tamanho de Mickey Mouse com a assinatura "está chegando a marca da sua cultura." Mais de 21.000 pessoas assinaram uma petição no Change.org afirmando que a marca foi "apropriação cultural e a exploração no seu pior." Uma semana depois, a Disney cancelou sua tentativa, com a declaração oficial dizendo que a "o depósito da marca foi concebido para proteger qualquer potencial de título para o nosso filme e atividades relacionadas. Desde então, foi determinado que o título do filme vai mudar, e, portanto, estamos retirando o nosso arquivamento da marca."[26] Em 2015, a Pixar contratou Alcaraz para consulta sobre o filme. Junto com o dramaturgo Octavio Solís e Marcela Davison Aviles, ex CEO da Mexican Heritage Corp.  formaram uma equipe de consultores culturais para o filme. Lee disse em seu Twitter que tornaram o filme "culturalmente honesto".[16]

A Pixar fez várias viagens para o México para ajudar a definir os personagens e a história de Coco. Unkrich disse, "eu tinha visto ele retratado na arte popular. Era algo sobre a justaposição de esqueletos com brilhantes, festivas de cores que capturou minha imaginação. Ele me levou para baixo de um sinuoso caminho de descoberta. E quanto mais eu aprendo sobre o Día de los Muertos, a mais isso me afeta profundamente."[27]

Em 15 de agosto de 2015, a Pixar confirmou o título do filme, inspirado no feriado mexicano do Día de Muertos, na D23 Expo. Foi dirigido por Lee Unkrich, que também foi responsável pela direção de Toy Story 3, e a descrição oficial afirma que "Coco é a celebração de uma vida, onde a descoberta de mistérios das gerações antigas leva a uma extraordinária e surpreendente reunião de família". Em 13 de abril de 2016, Unkrich anunciou que eles começaram a animação.[28]

O roteirista Adrian Molina foi promovido a co-diretor em 2016. A Variety divulgou informações do elenco e a história em 6 de dezembro de 2016. Ela afirmou que Coco é provavelmente um musical, embora a Pixar está relutante em chama-lo assim; mesclando canções originais com canções mexicanas tradicionais, cantadas pelo elenco. Coco vai trazer inúmeros elementos da cultura mexicana: nas canções de la Cruz, as oferendas tradicionais, um cachorro pelado mexicano como o animal de estimação de Miguel, alebrijes brilhantemente coloridos, que se tornam espécies de guardiões na terra dos mortos. Unkrich e sua equipe pegaram essas referências culturais através das diversas viagens de pesquisa às cidades mexicanas. "Eu serei o primeiro a dizer que ir em algumas viagens de pesquisa não nos faz peritos em qualquer coisa," Unkrich diz, "mas seria errado para nós não trazer nada. Eu sabia desde o primeiro dia, quando John Lasseter deu a aprovação, que nós tínhamos uma enorme responsabilidade de contar essa história corretamente e não cair em clichê ou estereótipo".[16]

Música[editar | editar código-fonte]

A trilha sonora instrumental foi composta por Michael Giacchino. Germaine Franco, Adrian Molina, Robert Lopez e Kristen Anderson-Lopez escreveram as canções.[29] A trilha sonora foi lançada no dia 10 de novembro de 2017.[30]

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

Coco (Original Motion Picture Soundtrack)
Trilha sonora de Michael Giacchino
Lançamento 10 de novembro de 2017
Gênero(s)
Duração 1:18:37
Formato(s)
Gravadora(s) Walt Disney Records
Produção Michael Giacchino (instrumental)

Todas as músicas compostas por Michael Giacchino, exceto onde estão indicados os demais artistas.

N.º Título Intérprete(s) Duração
1. "Remember Me"   Benjamin Bratt 1:49
2. "Much Needed Advice"   Bratt & Antonio Sol 1:46
3. "Everyone Knows Juanita"   Gael García Bernal 1:15
4. "Un Poco Loco"   Bernal & Anthony Gonzalez 1:52
5. "Jálale (Instrumental)"   Mexican Institute of Sound 2:55
6. "The World Es Mi Familia"   Gonzalez & Sol 0:51
7. "Remember Me (Lullaby)"   Bernal, Gabriella Flores & Libertad García Fonzi 1:10
8. "La Llorona"   Sol & Alanna Ubach 2:46
9. "Remember Me (Reunion)"   Gonzalez & Ana Ofelia Murguía 1:14
10. "Proud Corazón"   Gonzalez 2:04
11. "Remember Me (Dúo)"   Natalia Lafourcade & Miguel 2:44
12. "Will He Shoemaker?"     3:18
13. "Shrine and Dash"     1:24
14. "Miguel's Got an Axe to Find"     1:17
15. "The Strum of Destiny"     1:10
16. "It's All Relative"     2:38
17. "Crossing the Marigold Bridge"     1:49
18. "Dept. of Family Reunions"     2:45
19. "The Skeleton Key to Escape"     1:10
20. "The Newbie Skeleton Walk"     1:08
Duração total:
1:18:17
Banda Sonora Original[31]
N.º Título Intérprete(s) Duração
1. "Recuérdame (Interpretada por Ernesto De la Cruz)"   Marco Antonio Solís 1:49
2. "Dueto a Través del Tiempo"   Solís 1:45
3. "Juanita"   Gael García Bernal 1:15
4. "Un Poco Loco"   Bernal & Luis Ángel Gómez Jaramillo 1:52
5. "Jálale (Instrumental)"   Mexican Institute of Sound 2:54
6. "El Mundo es mi Familia"   Jaramillo & Solís 0:50
7. "Recuérdame (Arrullo)"   Bernal & Lucy Hernández 1:09
8. "La Llorona"   Solís & Angélica Vale 2:45
9. "Recuérdame (Reencuentro)"   Rocío Garcel & Jaramillo 1:13
10. "El Latido de mi Corazón"   Jaramillo 2:01
11. "Recuérdame"   Carlos Rivera 2:43
12. "Remember Me (Dúo)"   Natalia Lafourcade & Miguel 2:44
13. "El corrido de Miguel Rivera (Inspirado en "Coco")"   Grupo Bronco 3:57
14. "La bikina (Inspirado en "Coco")"   Karol Sevilla 2:56
15. "Bésame mucho (Inspirado en "Coco")"   Jorge Blanco 2:57
16. "Un mundo raro (Inspirado en "Coco")"   La Santa Cecilia 3:27
17. "Recuérdame (Solo) (Inspirado en "Coco")"   Lafourcade 2:43


Banda Sonora Original (Disco 2)
N.º Título Intérprete(s) Duração
1. "Will He Shoemaker?"     3:18
2. "Shrine and Dash"     1:24
3. "Miguel's Got an Axe to Find"     1:17
4. "The Strum of Destiny"     1:10
5. "It's All Relative"     2:38
6. "Crossing the Marigold Bridge"     1:49
7. "Dept. of Family Reunions"     2:45
8. "The Skeleton Key to Escape"     1:10
9. "The Newbie Skeleton Walk"     1:08
10. "Adiós Chicharrón"     1:45
11. "Plaza de la Cruz"     0:21
12. "Family Doubtings"     2:24
13. "Taking Sides"     0:57
14. "Fiesta Espactacular"     0:56
15. "Fiesta con de la Cruz"     2:33
16. "I Have a Great-Great-Grandson"     1:15
17. "A Blessing and a Fessing"     4:45
18. "Cave Dwelling on the Past"     2:22
19. "Somos Familia"     2:21
20. "Reunión Familiar de Rivera"     3:04

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Coco foi lançamdo no México em 27 de outubro de 2017, no fim de semana antes do Dia dos mortos. O filme foi lançado nos Estados Unidos no dia 22 de novembro de 2017, durante o feriado de Ação de Graças, e será lançado no Reino Unido no dia 19 de janeiro de 2018.[32]

Coco estreou em um mercado concorrido, sendo precedido por Thor: Ragnarok, Justice League e outro filme de animação, The Star, e sucedido por por Star Wars: The Last Jedi e por outro filme de animação, Ferdinand, três semanas após os feriados de Ação de Graças. É um dos três filmes produzidos pela Disney a serem lançados entre os meses de novembro-dezembro de 2017.[33]

É o segundo filme da Pixar sendo lançado em 2017, sendo precedido por Cars 3. 2017 é o segundo ano em que a Pixar lança dois filmes, após 2015 (em que lançou Inside Out e The Good Dinosaur).[34][35][36]

O filme foi acompanhado nos cinemas pelo média-metragem Olaf's Frozen Adventure, da Walt Disney Animation Studios, por um tempo limitado,[37][38] contendo os personagens de Frozen, fazendo com que Coco se tornasse o primeiro filme da Pixar a não ser acompanhado por um curta metragem da Pixar desde o primeiro filme, Toy Story, em 1995.[39]

Recepção[editar | editar código-fonte]

A estreia de Coco ocorreu na semana de Ação de Graças, em uma época de mercado concorrido, tendo como principais concorrentes o blockbuster Justice League, o filme de baixo orçamento Wonder, além de Thor: Ragnarok, outro blockbuster (esse da própria Disney).

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Até o dia 10 de dezembro, Coco arrecadou US$136,8 milhões de dólares nos Estados Unidos e no Canadá e US$254 milhões em outros territórios, somando uma bilheteria mundial de US$ 391,1 milhões de dólares no total.[40]

Nos Estados Unidos e no Canadá, Coco foi projetado para arrecadar US$55-65 milhões com sua estreia em 3.987 salas de cinema em seus primeiros cinco dias, faturando US$40 milhões no seu primeiro fim de semana.[41] Em seu segundo fim de semana, Coco arrecadou US$26,1 milhões, tendo sofrido uma queda de 46% em comparação ao primeiro fim de semana, queda menor do que a sofrida por Moana, Frozen e The Good Dinosaur, e de quebra continuou em primeiro lugar no ranking de bilheteria.[42][43][44] Coco arrecadou US$2,3 milhões segundo previsões na noite de 21 de novembro, uma terça-feira, ficando entre as duas estreias da Disney no mês de novembro: Moana (que arrecadou US$2,6 milhões) e The Good Dinosaur (que arrecadou US$1,3 milhões). Em seu primeiro dia, Coco teve a receita de US$13,2 milhões de dólares. Seu rendimento de estreia no fim de semana foi de US$50,8 milhões de dólares, somandi o rendimento total de US$72,9 milhões nos cinco primeiros dias de lançamento do filme nos cinemas, ficando com a primeira posição nas bilheterias e desbancando um forte concorrente: Justice League.[45] Coco foi a quarta maior bilheteria de abertura de fim de semana em época de feriados de Ação de Graças, ficando atrás apenas de filmes da própria Disney, como Frozen, Moana e Toy Story 2.[46]

O filme liderou as bilheterias novamente pela terceira semana, sofrendo uma queda de 33% com relação à semana anterior e arrecadando US$ 18,3 milhões, um rendimento similar ao de Moana.[47][48] Nesse mesmo fim de semana, Coco se tornou o quarto filme lançado em 2017 a ficar três vezes seguidas na liderança das bilheterias, junto a Split, The Fate of the Furious e The Hitman's Bodyguard.[49]

Coco foi lançado no México no dia 27 de outubro de 2017, quase um mês antes do lançamento do filme nos Estados Unidos. Arrecadou US$9,3 milhões em sua abertura de fim de semana nos cinemas, batendo o recorde de maior abertura de fim de semana para um filme de animação e a maior estreia para um filme de animação fora da temporada de verão no mercado.[50] Em seu segundo fim de semana no México, arrecadou US$10,8 milhões, um aumento de 12% em comparação ao seu primeiro fim de semana, somando até então uma bilheteria total de US$28 milhões nos cinemas mexicanos. Com essas marcas, Coco se tornou o filme de animação com maior arrecadação no país nos primeiros dez dias de exibição nas salas de cinema, além de ter se tornado o filme de animação original com maior bilheteria de todos os tempos no mercado mexicano.[51][52] Em seu terceiro fim de semana em território mexicano, sofreu uma queda de apenas 23%, somando mais US$8,4 milhões. Isso rendeu uma bilheteria total de MX$792 milhões (US$41.4 milhões), tornado-se assim o filme animado com maior bilheteria de todos os tempos, além do segundo filme com maior bilheteria de todos os tempos no México, atrás apenas de The Avengers, também da Disney e filme de maior bilheteria do México até então.[53] Alguns dias depois, no dia 15 de novembro, Coco ultrapassou a bilheteria local de The Avengers, passando a ser, portanto, o filme de maior bilheteria de todos os tempos no México.[54]

Na China, Coco terminou em primeiro lugar nas bilheterias de fim de semana, arrecadando US$18,2 milhões em três dias. Com isso, Coco se tornou a segunda maior bilheteria de todos os tempos na China para filmes de animação da Disney ou da Pixar, ficando atrás apenas de Zootopia.[55][56] Depois de sofrer crescimentos nas bilheterias a cada dia da semana,[57] Coco teve um crescimento de 148% em seu segundo fim de semana, somando o total de US$75,6 milhões nesse mercado até então.[44][58] No terceiro fim de semana nos cinemas chineses Coco sofreu uma queda de apenas 21%, arrecadando mais US$35 milhões[59] Até o dia 10 de dezembro, os mercados mais rentáveis para o filme foram na China (US$128 milhões), no México (US$56,6 milhões), na França (US$10,9 milhões), na Espanha (US$8,9 milhões) e na Rússia (US$7,8 milhões).

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Coco foi aclamado pela crítica. No Rotten Tomatoes, o filme agora possui a pontuação de 96%, após 196 críticas, sendo 189 críticas positivas e apenas 7 críticas negativas, com nota média de 8.2/10 na parte de avaliação da crítica especializada e uma nota média de 96% na parte da avaliação pública, com nota média de 4.7/5.0. O consenso dos críticos do Rotten Tomatoes é que "Os ricos prazeres visuais de Coco são acompanhados de uma narrativa pensativa que leva uma abordagem familiar -- e profundamente afetuosa -- a questões como cultura, família, vida e morte".[60]

No portal Metacritic, Coco alcançou a metascore de 81 em até 100 pontos, após 45 críticas especializadas (42 positivas e 3 mistas).[61] No portal IMDb, o filme tem uma avaliação de 8,9/10, após 29.958 votos.[62] No portal CinemaScore, Coco conseguiu a nota máxima "A+", apurada junto aos espectadores dos cinemas americanos. Trata-se do sexto filme da Pixar a atingir esta marca, mas apenas o primeiro nesta década. O último tinha sido “Up” em 2009.[63]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Prêmio Data da cerimônia Categoria Receptor(es) e Indicado(s) Resultado Ref.
Annie Award 3 de fevereiro de 2018 Melhor longa-metragem de animação Coco Pendente [64]
Melhores efeitos animados em um longa-metragem de animação Shaun Galinak, Dave Hale, Jason Johnston, Carl Kaphan, Keith Daniel Klohn Pendente
Melhor animação de personagem em longa-metragem John Chun Chiu Lee Pendente
Allison Rutland Pendente
Melhor design de personagem em um longa-metragem de animação Daniel Arriaga, Daniela Strijleva, Greg Dykstra, Alonso Martinez, Zaruhi Galstyan Pendente
Melhor direção de um longa-metragem de animação Lee Unkrich e Adrian Molina Pendente
Melhor música em um longa-metragem de animação Michael Giacchino, Kristen Anderson-Lopez, Robert Lopez, Germaine Franco, Adrian Molina Pendente
Melhor design de produção em um longa-metragem de animação Harley Jessup, Danielle Feinberg, Bryn Imagire, Nathaniel McLaughlin, Ernesto Nemesio Pendente
Melhor storyboarding em um longa-metragem de animação Dean Kelly Pendente
Madeline Sharafian Pendente
Melhor dublagem em um longa-metragem de animação Anthony Gonzalez Pendente
Melhor roteiro em um longa-metragem de animação Adrian Molina e Matthew Aldrich Pendente
Melhor edição em um longa-metragem de animação Steve Bloom, Lee Unkrich, Greg Snyder, Tim Fox Pendente
African-American Film Critics Association 12 de dezembro de 2017 Melhor Filme de Animação Coco Venceu [65]
Top 10 de Filmes Coco 3º lugar
Boston Society of Film Critics 10 de dezembro de 2017 Melhor Filme de Animação Coco Venceu [66][67]
Chicago Film Critics Association 12 de dezembro de 2017 Melhor Filme de Animação Coco Pendente [68]
Critics' Choice Award 11 de janeiro de 2018 Melhor Filme de Animação Lee Unkrich Pendente [69]
Melhor Canção "Remember Me" Pendente
Detroit Film Critics Society 7 de dezembro de 2017 Melhor Filme de Animação Coco Indicado [70]
Globo de Ouro 7 de janeiro de 2018 Melhor Filme de Animação Coco Pendente [15]
Melhor Canção Original "Remember Me" Pendente
Heartland Film Festival 23 de novembro de 2017 Prêmio de Filme Realmente Comovente Lee Unkrich Venceu [71]
Hollywood Film Awards 5 de novembro de 2017 Melhor Animação de Hollywood Lee Unkrich e Darla K. Anderson Venceu [72]
Hollywood Music in Media Awards 16 de novembro de 2017 Melhor Trilha Sonora - Filme de Animação Michael Giacchino Venceu [73]
Houston Film Critics Society Awards 6 de janeiro de 2018 Melhor Filme de Animação Coco Pendente [74]
IGN Awards 19 de dezembro de 2017 Melhor Filme de Animação Coco Pendente [75]
Los Angeles Film Critics Association 12 de janeiro de 2018 Melhor Filme de Animação Coco 2º lugar [76]
National Board of Review 9 de janeiro de 2018 Melhor Filme de Animação Coco Venceu [77]
New York Film Critics Circle 3 de janeiro de 2018 Melhor Filme de Animação Coco Venceu [78]
North Texas Film Critics Association 31 de dezembro de 2017 Melhor Filme de Animação Coco Pendente [79]
Philadelphia Film Critics 10 de dezembro de 2017 Melhor Filme de Animação Coco Venceu [80]
Melhor Trilha Sonora
San Diego Film Critics Society 11 de dezembro de 2017 Melhor Filme de Animação Coco Indicado [81]
San Francisco Film Critics Circle 10 de dezembro de 2017 Melhor Filme de Animação Coco Venceu [82]
Satellite Awards 10 de fevereiro de 2018 Melhor Filme de Animação ou Mídia Mixa Coco Pendente [83]
Melhor Som Coco Pendente
St. Louis Film Critics Association 17 de dezembro de 2017 Melhor Filme de Animação Lee Unkrich Pendente [84]
Toronto Film Critics Association 10 de dezembro de 2017 Melhor Filme de Animação Coco 2º lugar [85]
Washington D.C. Area Film Critics Association 8 de dezembro de 2017 Melhor Filme de Animação Coco Venceu [86][87]
Melhor Performance de Dublagem Anthony Gonzalez
Gael García Bernal Indicado
Melhor Trilha Sonora Michael Giacchino
Women Film Critics Circle 19 de dezembro de 2017 Melhor Filme para a Família Coco Pendente [88]
Melhor Personagem Feminina de Animação Pendente

Ver Também[editar | editar código-fonte]

  • The Book of Life, filme de animação de 2014 dirigido por Jorge R. Gutierrez, com enredo levemente parecido com o de Coco e de mesma temática.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «COCO (2017)» (em inglês). British Board of Film Classification. 21 de novembro de 2017. Consultado em 22 de novembro de 2017 
  2. «Box Office: 'Coco' Topping 'Justice League' With $70 Million Over Thanksgiving Weekend». Variety (em inglês). 22 de novembro de 2017. Consultado em 23 de novembro de 2017 
  3. «'Coco' Earns A+ CinemaScore & Dances To $70M+; 'Justice League' Solid With $63M+: Thanksgiving B.O.». Deadline.com (em inglês). 23 de novembro de 2017. Consultado em 23 de novembro de 2017 
  4. «Coco (2017)». Box Office Mojo. Consultado em 3 de dezembro de 2017 
  5. «Coco (2017)». O Globo. 30 de novembro de 2017. Consultado em 3 de dezembro de 2017 
  6. «Coco Press Kit» (PDF) (em inglês). wdsmediafile.com. Consultado em 28 de novembro de 2017 
  7. «Pixar's 'Coco' feasts on 'Justice League' at box office» (em inglês). New Haven Register. 26 de novembro de 2017. Consultado em 27 de novembro de 2017 
  8. «COCO, the new Disney•Pixar movie, will open the 15th FICM» (em inglês). Festival Internacional del Cine en Morelia. 21 de julho de 2017. Consultado em 6 de novembro de 2017 
  9. Nancy Tartaglione (15 de novembro de 2017). «'Coco's Otherworldly Mexico Run Lands Pixar Toon As Market's No. 1 Movie Ever» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 21 de novembro de 2017 
  10. Nancy Tartaglione (20 de novembro de 2017). «'Justice League' Lassos $185M Overseas, $279M WW; 'Thor' Rocks To $739M Global – International Box Office» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 21 de novembro de 2017 
  11. Dave Trumbore (18 de novembro de 2017). «This Week in Animation: Pixar's 'Coco' Now Mexico's #1 Film of All-Time». Collider (em inglês). Consultado em 21 de novembro de 2017 
  12. Dave McNary (15 de novembro de 2017). «Disney-Pixar's 'Coco' Breaks Box Office Record in Mexico». Variety (em inglês). Consultado em 21 de novembro de 2017 
  13. «D23: Pixar Animation Presents New Footage from Upcoming Slate». ComingSoon.net (em inglês) 
  14. «Annie Awards 2018: Viva - A Vida é uma Festa lidera indicações ao Oscar da animação». Omelete. 4 de dezembro de 2017. Consultado em 7 de dezembro de 2017 
  15. a b «Globo de Ouro 2018: Confira a lista completa de indicados!». AdoroCinema. 11 de dezembro de 2017. Consultado em 11 de dezembro de 2017 
  16. a b c d Robinson, Joanna. «Pixar's Coco Is a "Love Letter to Mexico" in the Age of Trump - Vanity Fair». HWD 
  17. «Benjamin Bratt on 'The Infiltrator', 'Shot Caller' and Pixar's 'Coco' - Collider» (em inglês) 
  18. «Coco». Internet Movie Database. Consultado em 3 de dezembro de 2017 
  19. «Antonio Sol». Internet Movie Database. Consultado em 3 de dezembro de 2017 
  20. «Cinépolis - Viva - A Vida é uma Festa (Coco, 2017)» 
  21. «Edward James Olmos confirmado na Comic Con Portugal 2017!» 
  22. «Disney Pixar anuncia elenco completo para doblaje de COCO - Cine PREMIERE» 
  23. «Disney Wiki - Viva: A Vida é uma Festa». São Paulo para crianças. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  24. «Viva - A Vida É uma Festa : Rogério Flausino vai dublar personagem em animação da Pixar». Omelete. 28 de setembro de 2017. Consultado em 28 de setembro de 2017 
  25. «Saiu o trailer de "Viva – A Vida é Uma Festa" da Disney-Pixar, com participação de Rogério Flausino, do Jota Quest». São Paulo para crianças. 5 de outubro de 2017. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  26. «Disney Drops Controversial Dia De Los Muertos Trademark Bid After Online Uproar» (em inglês). 7 de maio de 2013. Consultado em 2 de dezembro de 2017 
  27. "Meet the Newest Disney•Pixar Marvel, Coco".
  28. Rachel Berman (13 de abril de 2016). «Lee Unkrich Confirms that Animation Has Officially Started on Coco!» (em inglês). Consultado em 2 de dezembro de 2017 
  29. T.J. & Julie (17 de agosto de 2017). «Get a Peek into Michael Giacchino's Scoring Process for Pixar's 'Coco' – Courtesy of Director, Lee Unkrich». Pixar Post (em inglês). Consultado em 20 de agosto de 2017 
  30. Snetiker, Marc (15 de setembro de 2017). «First listen: Hear three new songs from Pixar's Coco». Entertainment Weekly. Consultado em 15 de setembro de 2017 
  31. «Coco (Banda Sonora Original en Español)». 27 de outubro de 2017. Consultado em 2 de dezembro de 2017 
  32. Ryan Watson (10 de maio de 2017). «Latest film release changes: Coco pops in 2018» (em inglês). Digital Cinema Media. Consultado em 10 de maio de 2017 
  33. Scott Mendelson (15 de março de 2017). «Pixar's 'Coco' Is Trapped Between 'Justice League' And 'Star Wars'». Forbes (em inglês). Consultado em 15 de março de 2017. Cópia arquivada em 15 de março de 2017 
  34. Esther Zuckerman (15 de março de 2017). «Strum along with the first teaser for Pixar's Coco» (em inglês). The A.V. Club. Consultado em 15 de março de 2017. Cópia arquivada em 15 de março de 2017 
  35. Jack Shepherd (15 de março de 2017). «Coco trailer: First footage from Pixar Studio's upcoming original film released». The Independent (em inglês). Consultado em 15 de março de 2017. Cópia arquivada em 15 de março de 2017 
  36. «First trailer launched for new Pixar film Coco». The Guardian (em inglês). 15 de março de 2017. Consultado em 15 de março de 2017. Cópia arquivada em 15 de março de 2017 
  37. Booth, Kaitlyn (13 de junho de 2017). «Olaf's Frozen Adventure Trailer For The 21-Minute Featurette In Front Of Coco» (em inglês). Bleeding Cool. Consultado em 2 de dezembro de 2017 
  38. Booth, Kaitlyn (4 de dezembro de 2017). «Frozen: Confira o trailer do curta Olaf – Em Uma Nova Aventura Congelante de Frozen». Jovem Nerd. Consultado em 7 de dezembro de 2017 
  39. Snetiker, Marc (13 de junho de 2017). «John Lasseter talks Olaf's Frozen Adventure, debuts first look». Entertainment Weekly (em inglês). Consultado em 13 de junho de 2017. Cópia arquivada em 13 de junho de 2017 
  40. «Coco (2017)». Box Office Mojo. Consultado em 1 de dezembro de 2017 
  41. D'Alessandro, Anthony (20 de novembro de 2017). «Can 'Coco' Whip 'Justice League' For Top Spot Over Thanksgiving Stretch? – Box Office Preview». Deadline.com. Consultado em 20 de novembro de 2017 
  42. Camila Sousa (10 de dezembro de 2017). «Bilheteria USA: Viva - A Vida é uma Festa - 01 a 03 de dezembro». Omelete. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  43. D'Alessandro, Anthony (3 de dezembro de 2017). «'Coco' Looking At Sweet $26M+ As Specialty Sector Pops With Awards Contenders – Sunday Final» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 3 de dezembro de 2017 
  44. a b Scott Mendelson (3 de dezembro de 2017). «Box Office: 'Coco' Soars To $280M Worldwide, 'Wonder' Tops $100M Global». Forbes (em inglês). Consultado em 3 de dezembro de 2017 
  45. «Box office top 20: 'Coco' displaces 'Justice League'» (em inglês). Associated Press. 26 de novembro de 2017. Consultado em 28 de novembro de 2017 
  46. D'Alessandro, Anthony (26 de novembro de 2017). «Thanksgiving B.O. At $268M, +3% Over 2016 Spurred By 'Coco' & Holdovers – Sunday Update» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 26 de novembro de 2017 
  47. D'Alessandro, Anthony (10 de dezembro de 2017). «December Still Asleep Before 'Last Jedi' Awakens: 'Coco' $18M+, 'Disaster Artist' $6M+, 'Wonder' Crosses $100M» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  48. Marcel Plasse (10 de dezembro de 2017). «Viva - A Vida É uma Festa lidera bilheterias da América do Norte pela terceira semana - Pipoca Moderna». Pipoca Moderna. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  49. Dave McNary (10 de dezembro de 2017). «Box Office: 'Coco' Wins as 'Star Wars: The Last Jedi' Waits in the Wings». Variety (em inglês). Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  50. Nancy Tartaglione (31 de outubro de 2017). «'Thor: Ragnarok' Thunders To $109M In Overseas Debut – International Box Office» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 5 de novembro de 2017 
  51. Scott Mendelson (5 de novembro de 2017). «Box Office: 'Blade Runner 2049' Nears $240M, 'Coco' Soars In Mexico». Forbes (em inglês). Consultado em 5 de novembro de 2017 
  52. Nancy Tartaglione (6 de novembro de 2017). «'Thor: Ragnarok' & Rolls To $431M WW, $308M Offshore With Record November China Start – International Box Office» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 8 de novembro de 2017 
  53. Nancy Tartaglione (12 de novembro de 2017). «'Thor' Rocks $650M WW; 'Orient Express' Rolls $57M Offshore; 'Coco', 'Paddington 2' Feel Embrace – International Box Office» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 12 de novembro de 2017 
  54. Adolfo Molina (15 de novembro de 2017). «Viva: A Vida é Uma Festa - Filme da Pixar é a maior bilheteria do México da história» (em inglês). Observatório do Cinema. Consultado em 15 de novembro de 2017 
  55. Elbert Wyche (26 de novembro de 2017). «'Coco' debuts at number one in China». Screen Daily (em inglês). Consultado em 26 de novembro de 2017 
  56. Nancy Tartaglione (26 de novembro de 2017). «'Justice League' Tops $300M Overseas; 'Coco' Charms China & 'Thor' Rocks Near $800M WW – International Box Office» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 26 de novembro de 2017 
  57. Rob Cain (1 de dezembro de 2017). «'Coco' Rockets To Epic 300% Friday-To-Friday Gain In China For $39M 8-Day Cume». Forbes (em inglês). Consultado em 3 de dezembro de 2017 
  58. Nancy Tartaglione (3 de dezembro de 2017). «Hot 'Coco' Sings In China; 'Thor' Tops $816M, 'Justice League' Lassos $567M WW – International Box Office» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 3 de dezembro de 2017 
  59. Dave McNary (10 de dezembro de 2017). «Box Office: 'Coco' Stays Strong With $55 Million at International Box Office». Variety (em inglês). Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  60. «Coco». www.rottentomatoes.com (em inglês). 22 de novembro de 2017. Consultado em 2 de dezembro de 2017 
  61. «Coco». Metacritic (em inglês). Consultado em 2 de dezembro de 2017 
  62. «Coco». Internet Movie Database. Consultado em 2 de dezembro de 2017 
  63. Marcel Plasse (26 de novembro de 2017). «Viva - A Vida é uma Festa derrota Liga da Justiça e lidera bilheterias da América do Norte.». Pipoca Moderna. Consultado em 2 de dezembro de 2017 
  64. Hipes, Patrick (4 de dezembro de 2017). «Annie Awards: Disney/Pixar's 'Coco' Tops Nominations» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 4 de dezembro de 2017 
  65. «African American Film Critics All In With 'Get Out'». Deadline (em inglês). 12 de dezembro de 2017. Consultado em 12 de dezembro de 2017 
  66. «Boston Society of Film Critics - Current Winners». Boston Society of Film Critics (em inglês). 10 de dezembro de 2017. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  67. «Boston Society of Film Critics - Past Award Winners». Boston Society of Film Critics (em inglês). 10 de dezembro de 2017. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  68. Brian Tallerico (10 de dezembro de 2017). «"Call Me by Your Name" Leads Chicago Film Critics Nominations». RogerEbert.com (em inglês). Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  69. «Critics' Choice Awards 2018: Complete List of Movie and TV Nominations» (em inglês). E Newes. 6 de dezembro de 2017. Consultado em 6 de dezembro de 2017 
  70. «2017 Detroit Film Critics Society Awards Nominations». Detroit Film Critics Society (em inglês). 4 de dezembro de 2017. Consultado em 5 de dezembro de 2017 
  71. «Truly Moving Picture Award» (em inglês). Heartland film. Consultado em 10 de fevereiro de 2017. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2017 
  72. «Hollywood Film Awards to Honor 'Blade Runner 2049,' 'The Disaster Artist'». The Hollywood Reporter (em inglês). 19 de outubro de 2017. Consultado em 23 de outubro de 2017 
  73. «Hollywood Music in Media Awards: Full Winners List». The Hollywood Reporter (em inglês). 11 de novembro de 2017. Consultado em 18 de novembro de 2017 
  74. Clayton Davis (12 de dezembro de 2017). «Houston Film Critics Nominations – 'The Shape of Water' Nabs 11, Dafne Keen Gets Supporting Nod». AwardsCircuit.com (em inglês). Consultado em 12 de dezembro de 2017 
  75. IGN Editors (4 de dezembro de 2017). «BEST OF 2017 NOMINEES». IGN Awards (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2017 
  76. «LA Film Critics» (em inglês). Consultado em 3 de dezembro de 2017. Cópia arquivada em 3 de dezembro de 2017 
  77. «National Board Of Review Winners: 'The Post' Comes Up Strong With Best Pic, Best Actress Meryl Streep, Best Actor Tom Hanks» (em inglês). Deadline.com. 28 de novembro de 2017. Consultado em 28 de novembro de 2017 
  78. Tapley, Kristopher (30 de novembro de 2017). «'Lady Bird' Named Best Picture by New York Film Critics Circle». Variety (em inglês). Consultado em 30 de novembro de 2017 
  79. Selina Mixner (9 de dezembro de 2017). «North Texas Film Critics Association (NTFCA) Announces Awards Nominations». AwardsCircuit.com (em inglês). Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  80. «Philadelphia Film Critics Go All In for Jordan Peele's Get Out: Best Picture, Best Director, Best Script, and Best Directorial Debut». Awards Daily (em inglês). 10 de dezembro de 2017. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  81. «2017 San Diego Film Critics Society's Award Nominations». San Diego Film Critics Society (em inglês). 9 de dezembro de 2017. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  82. «New York Film Critics Online - Current Awards». New York Film Critics Online (em inglês). 10 de dezembro de 2017. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  83. «'Dunkirk,' 'The Shape of Water' Lead Satellite Award Nominations». The Wrap (em inglês). 29 de novembro de 2017. Consultado em 29 de novembro de 2017 
  84. Amidi, Amid (12 de dezembro de 2017). «Annual StLFCA Awards». St. Louis Film Critics Association (em inglês). Sf. Louis Film Association. Consultado em 12 de dezembro de 2017 
  85. «The TFCA names The Florida Project the Best Film of 2017 - Toronto Film Critics Association». Toronto Film Critics Association (em inglês). 10 de dezembro de 2017. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  86. Selina Mixner (7 de dezembro de 2017). «2017 Washington DC Area Film Critics Nominations – Embraces Diversity in Director». AwardsCircuit.com (em inglês). Consultado em 7 de dezembro de 2017 
  87. Clayton Davis (8 de dezembro de 2017). «2017 Washington, D.C. Area Film Critics Association Winners – 'Get Out' Tops with Gary Oldman Picking Up Honorsr». AwardsCircuit.com (em inglês). Consultado em 8 de dezembro de 2017 
  88. Karen M. Peterson (12 de dezembro de 2017). «Women Film Critics Circle Announces 2017 Nominees, 'Mudbound' and 'Maudie' Lead». AwardsCircuit.com (em inglês). Consultado em 12 de dezembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]