Saltar para o conteúdo

Coleção de Obras Representativas da UNESCO

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

A Coleção de Obras Representativas da UNESCO foi um projeto de tradução da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura em português) ativo entre 1948 até 2005. O projeto tinha como objetivo traduzir grandes obras literárias do mundo, principalmente línguas menos reconhecidas, para uma língua mais internacional como o inglês ou o francês. Um total de 1060 livros fazem parte do catálogo de livros da coleção representando mais de cinquenta línguas asiáticas, vinte línguas europeias além de obras literárias da África e da Oceania.[1]

A seleção dos livros a serem traduzidos geralmente funcionava da seguinte maneira: membros parte da UNESCO sugeriam obras literárias representativas de sua cultura, além das sugestões de organizações internacionais como a International PEN. A UNESCO também aceitava sugestões de editoras dispostas a traduzir certas obras literárias.[1]

Referências

  1. a b Maunick, Édouard J. (janeiro de 1986). «A library of world classics» (PDF). The UNESCO Courier (em inglês): 5─8. Consultado em 3 de fevereiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]