Colher de sopa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Colher de sopa de aproximados 15 ml
Colheres medidoras, sendo a maior a colher de sopa

Colher de sopa é uma colher utilizada para servir, e para comer. Em muitas regiões de língua inglesa, o termo agora se refere a uma colher grande usada para servir,[1] no entanto, em algumas regiões, incluindo partes do Canadá, é o maior tipo de colher usado para comer. O termo também é usado como medida de volume em cozimentos por pesos e medidas. A unidade de medida varia de acordo com a região: uma colher de sopa dos Estados Unidos tem aproximadamente 14,8 ml, uma colher de sopa do Reino Unido e Canadá tem exatamente 15 ml,[2] uma colher de sopa australiana possui 20 ml[3] enquanto que no Brasil a medida é de 15 ml[4]. Note, porém, que esses volumes podem ser menores[5]

História[editar | editar código-fonte]

Antes do ano de 1700, era costume que as pessoas de descendência europeia levassem suas próprias colheres à mesa. As colheres eram transportadas como propriedades pessoais da mesma maneira que as pessoas hoje carregam carteiras, chaveiros, etc. Por volta de 1700, a configuração do local onde se comia tornou-se popular, e assim surgiram a "colher de mesa", "mesa-garfo" e "mesa- faca". Ao mesmo tempo, a colher de chá e a colher de sobremesa apareceram pela primeira vez, e a colher de mesa estava reservada para comer a sopa.[6] O século XVIII testemunhou uma proliferação de diferentes tipos de colheres, incluindo a colher de mostarda, colher de sal, colher de café e colher de sopa. No final do século XIX, no Reino Unido, a colher de sobremesa e a colher de sopa começaram a se sobrepor em relação à colher de mesa como o principal instrumento para se comer em uma tigela, fazendo com que o nome "colher de mesa" passasse a ter um significado secundário como sendo uma colher maior.[7]

Referências

  1. The Oxford English Dictionary Third edition, December 2008, entry at tablespoon
  2. «How Many Tablespoons in a Cup - Easy Conversions». First Health Mag (em inglês). Consultado em 29 de maio de 2016 
  3. Chuck Smothermon (2002). Better Homes and Gardens Biggest Book of Slow Cooker Recipes. [S.l.]: Meredith Books. p. 416. Consultado em 9 de janeiro de 2015 
  4. «IV - Generalidades». Farmacopéia Brasileira (PDF) 4 ed. [S.l.]: Atheneu editora. 1988. p. IV-7. Consultado em 22 de maio de 2020 
  5. Sheila Monteiro Lisboa; Andréa Grabe-Guimarães (2000). «O emprego de colheres domésticas para medir xaropes e suspensões medicamentosas». Infarma. 12 (9/10). Consultado em 22 de maio de 2020 
  6. Simon Moore (1987). Spoons 1650–1930. [S.l.]: Shire Publications 
  7. Simon Moore (2005). Spoons 1650-2000. [S.l.]: Osprey Publishing. p. 44. ISBN 978-0-7478-0640-0. Consultado em 12 de dezembro de 2011 
Ícone de esboço Este artigo sobre culinária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.