Colin Pitchfork

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Colin Pitchfork (nascido em março de 1960, em Newbold Verdon, Inglaterra) é um criminoso britânico, o primeiro condenado por homicídio com base em evidências de um exame de DNA. Pitchfork violou e assassinou duas garotas, a primeira em Narborough, Leicestershire, em novembro de 1983, e a segunda em Enderby, também, em Leicestershire, em julho de 1986. Ele foi preso em 19 de setembro de 1987, e condenado à prisão perpétua em 22 de janeiro de 1988, depois de admitir os dois assassinatos.[1]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. «O rosto do crime: A nova técnica da fenotipagem». Revista Superinteressante. Janeiro de 2012. Consultado em 17 de março de 2013