Colobanthus quitensis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Como ler uma infocaixa de taxonomiaColobanthus quitensis
Colobanthus quitensis na Geórgia do Sul
Colobanthus quitensis na Geórgia do Sul
Classificação científica
Reino: Plantae
Ordem: Caryophyllales
Família: Caryophyllaceae
Género: Colobanthus
Espécie: C. quitensis
Nome binomial
Colobanthus quitensis
(Kunth) Bartl.
Sinónimos
C. alatus, C. aretioides, C. billardieri, C. cherlerioides, C. crassifolius, C. crassifolius var. aretioides, C. maclovianus, C. meingeni, C. quitensis var. alatus, C. saginoides, Sagina crassifolia, S. quitensis, Spergula affinis?

Colobanthus quitensis (pêra-da-antártida) é uma das duas plantas nativas encontradas na região antártica.[1] Tem flores amarelas e cresce cerca de 5 cm (duas polegadas) de altura, com um hábito de crescimento semelhante a uma almofada que lhe confere uma aparência semelhante a musgo.

Dentro da Antártida, devido às mudanças climáticas, mais sementes estão germinando, criando um grande número de mudas e plantas. Os relatórios indicam um aumento de cinco vezes nessas plantas, que ampliaram as suas faixas para o sul e cobrem áreas mais extensas, onde quer que sejam encontradas. A Deschampsia antarctica (antártica) é a única outra planta nativa da região.[2]

Referências

  1. Kozeretska, Iryna (2005), THE HERBARIUM OF ANTARCTIC VASCULAR PLANTS, National Taras Shevchenko University of Kyiv, consultado em 9 de fevereiro de 2015 
  2. Rudolph, E. D. (abril de 1965), «Antarctic Lichens and Vascular Plants: Their Significance», American Institute of Biological Sciences, BioScience, 15 (4): 285–287, doi:10.2307/1293425