Colt Single Action Army

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Colt Single Action Army Revolver
1956prime2.jpg
Segunda geração do Colt Single Action Army
Tipo Revólver
Local de origem  Estados Unidos
História operacional
Em serviço 1873–1892 (Modelo da artilharia – 1902)
Utilizadores Ver Usuários
Guerras Ver Guerras
Histórico de produção
Criador William Mason e
Charles Brinckerhoff Richards
Data de criação 1872
Fabricante Colt's Patent Firearms Manufacturing Company
Período de
produção
1873–1941
1956–1974
1976–presente
Quantidade
produzida
457.000+[1][2]
Especificações
Peso 2,31 lb (1 050 g) (canos de 7 ½)
Comprimento
Comprimento 
do cano
Cartucho
Ação ação simples (SA)
Sistema de suprimento cilindro de 6 tiros
Mira De ferro fixa, com lâmina na dianteira e entalhe na traseira

O Colt Single Action Army, também conhecido como Single Action Army, SAA, Modelo P, Peacemaker, M1873, Colt .45, The Equalizer ou ainda Colt Peacekeeper, é um revólver[3] de ação simples cujo cilindro armazena seis cartuchos metálicos.

Visão geral[editar | editar código-fonte]

O Colt SAA foi criado para os testes que definiriam o armamento padrão de serviço para o governo estadunidense de 1873, e vencido pela Colt's Manufacturing Company sendo adotado como o revólver padrão militar desde então.[4]

Seu nome vem do fato de seu gatilho ser responsável por uma única ação: liberar o cão da arma para percussão da espoleta. Ou seja, era preciso engatilhar o cão manualmente a cada disparo.

O Colt SAA foi oferecido em mais de 30 calibres diferentes e vários comprimentos de canos. Sua aparência geral permaneceu consistente desde 1873. A empresa Colt descontinuou sua produção duas vezes, mas trouxe de volta devido à demanda popular. O revólver era popular entre fazendeiros, homens da lei e fora da lei igualmente, mas a partir do início do século 21, os modelos são comprados na maior parte por colecionadores e reencenadores. Seu projeto tem influenciado a produção de inúmeros outros modelos de outras empresas.

Uma Colt Peacemaker de 1873.

O revólver Colt SAA é uma peça famosa da "Americana", conhecido como "The Gun That Won the West" ("A Arma Que Ganhou o Oeste"); o comprimento original do cano, das unidades fornecidas à Cavalaria dos EUA, era de 7 ½ polegadas (com um comprimento total de 13 polegadas).[5][6][7]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Presa à patente de Rollin White (N.o 12.648, 3 de abril de 1855) e não querendo pagar uma taxa de royalties à Smith & Wesson, a Colt não pôde começar o desenvolvimento de cilindros com câmaras transpassadas para uso com cartucho metálico até 4 de abril de 1869.[8]

Para o projeto, a Colt recorreu a dois de seus melhores engenheiros: William Mason e Charles Brinckerhoff Richards, que desenvolveram uma série de revólveres e conversões de cilindros de espoletas de percussão para a empresa. Seu esforço foi direcionado para os testes para escolha do revólver do serviço do governo dos Estados Unidos em 1872, vencido pela Colt's Patent Firearms Manufacturing Company e adotado como o revólver padrão do serviço militar. A produção começou em 1873 com o "Single Action Army model 1873",[9] também conhecido como o "New Model Army Metallic Cartridge Revolving Pistol".[10]

Detalhes de um Colt Single Action Army.

O primeiro exemplar do "Single Action Army" produzido, número de série 1, considerado perdido por muitos anos após sua produção, foi encontrado em um celeiro em Nashua, New Hampshire, no início de 1900.[11] Esta arma foi compartimentado em .45 Colt, de fogo central contendo cargas de até 40 grãos (2,59 gramas) de pólvora negra de granulação fina e uma bala de ponta arredondada de 255 grãos (16,5 gramas). Em relação aos cartuchos da época e à maioria dos cartuchos de revólver posteriores, era bastante poderoso em sua carga plena.[10]

O revólver Colt Single Action Army, junto com o revólver Smith & Wesson Model 3 "Schofield" de 1870 e 1875, substituíram o revólver Colt 1860 Army Percussion. O Colt rapidamente ganhou preferência sobre o S&W e permaneceu como a principal arma militar dos EUA até 1892, quando foi substituído pelo Colt Model 1892 no calibre .38 Long Colt, um revólver de ação dupla com cilindro de abertura lateral. No final de 1874, o número de série 16.000 foi alcançado; 12.500 revólveres Colt Single Action Army para o cartucho .45 Colt entraram em serviço e os revólveres restantes foram vendidos no mercado civil.[12]

Guerras[editar | editar código-fonte]

Esses foram os conflitos nos quais o Colt Single Action Army foi utilizado:

Usuários[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Single Action Army & Bisley Revolvers (Pre-War)». Proofhouse.com. Consultado em 21 de julho de 2021 
  2. «Single Action Army, Buntline & New Frontier SAA (Post-War)». Proofhouse.com. Consultado em 21 de julho de 2021 
  3. «Colt Single Action Army®». www.colt.com (em inglês). Consultado em 17 de março de 2017 
  4. Adler, Dennis (2008). Colt Single Action: From Patersons to Peacemakers. Edison, New Jersey: Chartwell Books. ISBN 978-0-78582-305-6 
  5. «Colt Single Action Army® Revolver». Colt. Consultado em 21 de julho de 2021 
  6. Sapp, Rick (2007). Standard Catalog of Colt Firearms (em inglês). Iola, WI: Gun Digest Books. p. 79. 290 páginas. ISBN 978-0-89689-534-8 
  7. Mike Venturino (Janeiro de 2014). «Colt .45 Peacemaker». GUNS Magazine. Consultado em 21 de julho de 2021 
  8. Hartink, A.E. (2002). The complete encyclopedia of pistols and revolvers (em inglês) 1.ª ed. [S.l.]: Chartwell Books, Inc. 448 páginas. ISBN 978-0-78581-519-8. Consultado em 21 de julho de 2021 
  9. «The Colt Story». Colt. Consultado em 21 de julho de 2021 
  10. a b Taylor, Chuck (1996). The Complete Book of Combat Handgunning (em inglês) 2.ª, revisada ed. [S.l.]: ‎Paladin Press (publicado em 1 de dezembro de 1996). 200 páginas. ISBN 978-0-87364-327-6 
  11. Wilson (1985), pp. 148–151.
  12. Cruse, J. Brett (2008). Battles of the Red River War: Archeological Perspectives on the Indian Campaign of 1874 (em inglês) ilustrada ed. [S.l.]: Texas A&M University Press. p. 45. 249 páginas. ISBN 978-1-60344-027-1. Consultado em 21 de julho de 2021 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Adler, Dennis (2008). Colt Single Action: From Patersons to Peacemakers. Edison, New Jersey: Chartwell Books. ISBN 978-0-7858-2305-6 
  • Flayderman, Norm (2001). Flayderman's Guide to Antique American Firearms... and Their Values. Iola, WI: Krause Publications. ISBN 0-87349-313-3 
  • McGivern, Ed (2007). Ed McGivern's Book of Fast and Fancy Revolver Shooting. [S.l.]: Skyhorse Publishing Inc. ISBN 978-1-60239-086-7 
  • Sapp, Rick (2007). Standard Catalog of Colt Firearms. [S.l.]: F+W Media, Inc. ISBN 978-0-89689-534-8 
  • Smith, WHB (1968). Book of Pistols and Revolvers. Harrisburg, PA: Stackpole Books 
  • Taffin, John (2002). Big Bore Handguns. Iola, WI: Krause Publications. ISBN 978-0-87349-463-2 
  • Taffin, John (2005). Single Action Sixguns. [S.l.]: Krause Publications. ISBN 978-0-87349-953-8 
  • Wilson, R.L. (1979). Colt Heritage: The Official History of Colt Firearms from 1836 to the Present. New York City: Jane's Information Group. ISBN 978-0-7106-0004-2 
  • Wilson, R.L. (1985). Colt: An American Legend. New York City: Abbeville Press. ISBN 978-0-89660-011-9 
  • Wilson, R.L. (1992). Peacemakers: Arms and Adventure in the American West. Edison, New Jersey: Chartwell Publications. ISBN 978-0-7858-1892-2 
  • Wilson, R.L. (1995). Steel Canvas: The Art of American Arms. [S.l.]: Chartwell Books. ISBN 0-7858-1891-X 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Colt Single Action Army