Comando de Policiamento Ambiental

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde abril de 2018). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Comando de Policiamento Ambiental
CPAM.jpg
Brasão
País  Brasil
Estado  Rio de Janeiro
Corporação Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro
Subordinação Estado Maior Geral Operacional
Missão Policiamento ostensivo e preservação ambiental
Denominação Comando de Policiamento Ambiental
Sigla CPAm
Criação 15 de junho de 2012
Mascote mico-leão-dourado
Sede
Sede Rio de Janeiro, RJ
Bairro Bonsucesso
Endereço Av. Itaóca, nº 1618,
Internet http://www.pmerj.rj.gov.br/cpam

O Comando de Policiamento Ambiental (CPAm) é uma organização policial militar (OPM) da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ) que funciona como Comando Intermediário (Cmdo Itrm) entre o Comando-Geral da corporação e as Unidades de Policiamento Ambiental, sendo responsável pela organização e mobilização destas.

Oriundo do antigo Batalhão de Polícia Florestal e de Meio Ambiente (BPFMA), cuja criação se deu em 15 de dezembro de 1986, como 23º Batalhão de Polícia Militar, o atual CPAm realiza diversas parcerias, com instituições privadas e setores da administração pública, através de convênios nos quais vem desempenhando as atividades de preservação ambiental junto com diversos órgãos públicos como IBAMA, INEA, CECA, Departamento de Recursos Minerais, Departamento Nacional de Pesquisa Mineral, Ministério Público estadual e federal e Secretarias de Meio Ambiente dos municípios que compõem o estado do Rio de Janeiro.

Tem como área de responsabilidade todo o estado do Rio, sendo subdividido em 7 Unidades de Policiamento Ambiental (UPAm), que substituíram as antigas companhias do BPFMA, bem como 15 Destacamentos (Postos de Policiamento Florestal), que atuam no policiamento ostensivo ambiental, no combate à caça e à pesca predatórias, desmatamento, assoreamento de rios, areais e carvoarias irregulares entre outros tipos de empreendimentos que podem ser agressivos ao meio ambiente.

Atuais UPAm subordinadas ao Comando de Policiamento Ambiental:

Ver também[editar | editar código-fonte]