Comissão Geológica do Império do Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fotografia de blocos erráticos publicada no álbum da comissão

A Comissão Geológica do Império do Brasil foi uma expedição realizada entre 1875 e 1878. Sob coordenação do geólogo Charles Frederick Hartt, percorreu diversas localidades do território brasileiro, particularmente das regiões Nordeste e Norte. A comissão coletou um vasto acervo geológico posteriormente incorporado ao Museu Nacional.[1][2]

A comissão teve entre seus membros Richard Rathbun. O inventário dos objetos da comissão foi realizado por Orville Derby e Ladislau Netto em 1878.[2]

O registro fotográfico foi realizado por Marc Ferrez e publicado no Álbum da Comissão Geológica do Império do Brasil.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Obra dá visão profunda sobre trabalho de geólogo americano». Folha de S.Paulo. Consultado em 24 de outubro de 2018 
  2. a b Fernandes, Antonio C. S.; Scheffler, Sandro M. (2014). «A Comissão Geológica do Império e os crinoides fósseis do Museu Nacional/UFRJ, Rio de Janeiro, Brasil» (PDF). Filosofia e História da Biologia. Consultado em 24 de outubro de 2018 
  3. Sanjad, Nelson (2004). «Charles Frederick Hartt e a institucionalização das ciências naturais no Brasil». História, Ciências, Saúde-Manguinhos. 11 (2): 449–455. ISSN 0104-5970. doi:10.1590/S0104-59702004000200016. Consultado em 24 de outubro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Comissão Geológica do Império do Brasil