Como tú, ninguna

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Como Tú, Ninguna)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Como tú, ninguna
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 50 min. aproximadamente
Criador(es) Carlos Romero
Alberto Gómez
País de origem  Venezuela
Idioma original Espanhol
Produção
Diretor(es) José A. Ferrara
Arquímedes Rivero
Produtor(es) Silvia Carnero
Altair Castro
Miguel Ángel Chiquito
Aimara Escobar
Elenco Gabriela Spanic
Miguel de León
Eduardo Luna
Hilda Blanco
ver mais
Exibição
Transmissão original 7 de dezembro de 1994 - 7 de novembro de 1995
N.º de temporadas 1
N.º de episódios 281
Cronologia
María Celeste
Pecado de amor
Programas relacionados El vuelo de la victoria

Como tú, ninguna é uma telenovela venezuelana produzida e exibida pela Venevisión entre 7 de dezembro de 1994 e 7 de novembro de 1995.

A trama é original e foi escrita por Alberto Gómez e Carlos Romero.

Foi protagonizada por Gabriela Spanic, Miguel de León e Eduardo Luna e antagonizada por Bárbara Teyde, Henry Galué, Fabiola Colmenares e Marita Capote.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O sonho de Gilda Barreto se torna realidade quando ela se casa com Raymundo Landeta, um homem rico e belo que não se importa com sua infância pobre. Seu amor é profundo e sincero, mas ela é muito jovem e frágil para suportar os males que o casal tem que enfrentar nas mãos de Leonidas Landeta, mãe de Raymundo.

Leonidas é uma mulher egoísta, arrogante e dominadora que tem planos diferentes para seu filho: que ele se case com Yamilex, uma mulher de seu mesmo nível social. Ela se dedica inteiramente para separar Raymundo de Gilda, utilizando Yamilex como sua cúmplice. Leonidas faz esforços incansáveis para romper o casamento, o que acaba sendo um feito bem sucedido dentro de um curto período de tempo, provocando o divórcio de Raymundo e Gilda.

Emocionalmente destruída, Gilda retorna à sua antiga vida de pobreza, trabalhando arduamente como vendedora para ganhar uma vida decente. Raymundo decide fazer uma longa viagem ao exterior, e no seu regresso para casa, se envolve com Yamilex. Após Raymundo e Yamilex se unirem, Gilda encontra seu verdadeiro amor verdadeiro, Raul de la Peña, um médico bem-sucedido, que se apaixona instantaneamente por Gilda e aceita a filha que ela teve com Raymundo.

Gilda é falsamente acusada de assassinato, e vai para a cadeia, enquanto Raul implora a sua mãe que revele a informação necessária para libertá-la. Quando Gilda sai da cadeia, ela logo descobre uma mulher chamada Mariza que quer conquistar Raul. Gilda também descobre a identidade de seus verdadeiros pais: seu pai é o irmão de Mariza que a odeia por não poder mandá-la pra cadeia e também descobre que tem uma irmã gêmea chamada Raquel, que fará a vida de Gilda um inferno.

Porém, o fim de Raquel é trágico, já que, Daniela, uma mulher que ficou louca devido as ações de Raquel, a mata enquanto ela tentava escapar.


Gilda tem que enfrentar o duplo desafio de proteger sua filha Asunción de sequestradores, acidentes de carro e avião, e ao mesmo tempo lutar pelo amor de Raul. Enquanto isso, Raul começa a se dar conta de que não há nenhuma mulher no mundo como Gilda.

E na cena final aparecem Raul, Gilda e Asunción assistindo o pôr do sol na beira da praia.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Versões[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Gilda Barreto, el personaje que mitificó a Gabriela Spanic, cumplió 20 años» (em espanhol). Panorama. 25 de fevereiro de 2016. Consultado em 29 de outubro de 2017. 
  2. «El Vuelo de la Victoria, la primera impresión». La hora de la novela. 11 de julho de 2017. Consultado em 29 de outubro de 2017. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre telenovelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.