Companhia Siderúrgica do Atlântico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
CSA
Tipo Empresa de capital fechado
Slogan Nós pensamos o futuro do aço.
Indústria Siderúrgica
Fundação 18 de junho de 2010 (7 anos)
Sede Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
Empregados 5.500[1]
Produtos 5 milhões de placas de aço/ano
Acionistas ThyssenKrupp 73,13 %
Companhia Vale do Rio Doce 26,87 %
Significado da sigla Companhia Siderúrgica do Atlântico
Website oficial www.thyssenkrupp-csa.com.br

A Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA), é uma das maiores siderúrgicas do Brasil e da América Latina. A planta entrou em operação em junho de 2010[1].

A construção ocupa uma área de aproximadamente 10 milhões de m², e está situada na Avenida João XXIII, entre a Base Aérea de Santa Cruz e o Canal São Francisco, no Distrito Industrial de Santa Cruz, Rio de Janeiro[2]

Serviços[editar | editar código-fonte]

A empresa beneficiará o minério retirado no estado de Minas Gerais pela Companhia Vale do Rio Doce, que é uma das sócias do empreendimento junto com o grupo Ternium, que é o controlador.

Construção[editar | editar código-fonte]

A pedra fundamental[2] da siderúrgica foi lançada na sexta-feira, dia 29 de setembro de 2006. A CSA contratou para fazer a dragagem do Canal São Francisco, da Baía de Sepetiba, construção de entrada particular de navios e aterro da área foi construída pela empresa Deme Brazil Serviços de Dragagem Ltda, empresa do grupo Deme, formado pelas gigantes Dredging International B.V. e Royal Boskalis N.V., duas das maiores no ramo no mundo inteiro.

Fazem parte do complexo industrial um porto privativo com dois terminais, um ramal ferroviário da MRS Logística S.A. e uma usina termoelétrica[1]. O primeiro alto-forno entrou em operação em 2010 e o segundo em 2011.

A siderúrgica esta dimensionado para processar 42 milhões de toneladas de minério por ano, devendo aumentar esta capacidade para 72 milhões de toneladas até 2016.

Referências

  1. a b c Glauber Gonçalves. «CSA sai, finalmente, do papel». O Estado de S.Paulo, Caderno de Economia B6 23-5-2010. Consultado em 26 de maio de 2010 
  2. a b Erica Ribeiro. «ThyssenKrupp Steel lança pedra fundamental da siderúrgica CSA». Jornal O Globo, Caderno de Economia 29-9-2006. Consultado em 26 de maio de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.