Companhia do Pagode

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Companhia do Pagode
Informação geral
Origem Salvador, Bahia
País Brasil
Gênero(s) Pagode baiano
Período em atividade 1994–2001
Ex-integrantes Diumbanda
Negão Jamaica
Cláudia Leitte
Sara Verônica
Tom Pequeno
Sérgio Rocha
Paula Lacerda
Daniela Freitas
Leila Farias
Página oficial www.ciadopagode.com.br

Companhia do Pagode foi um grupo brasileiro pagode baiano formado na cidade de Salvador em 1994. Tornou-se célebre pela música "Na Boquinha da Garrafa".

História[editar | editar código-fonte]

Em 1994 Diumbanda saiu do Gera Samba e formou a Companhia do Pagode com os dançarinos Sara Verônica e Tom, também focado no pagode baiano. Em 1995 a banda viveu seu auge e alcançou grande popularidade no Brasil com a música "Na Boquinha da Garrafa". Diumbanda, que já era policial militar na Bahia há 13 anos, se afastou do cargo para dedicar-se aos inúmeros shows que a banda realizou na época.[1] Em 1997 Diumbanda deixou os vocais e assumiu Negão Jamaica, irmão do Beto Jamaica e a dançarina Paula Lacerda substituiu Sara. Em 1998 Tom foi substituído por duas finalistas do concurso "A Nova Loira do Tchan": Leila Farias e Daniela Freitas. Em 2000 Negão Jamaica deixa os vocais e assume Cláudia Leitte, que ficou apenas um ano antes de sair para formar o Babado Novo.[2] A Companhia do Pagode então chega oficialmente ao fim.[3]

Entre 2011 e 2012 Diumbanda montou um grupo similar intitulado Bokinha da Garrafa.[4][5]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «O auge da axé músic: os velhos baianos». Superinteressante. Fevereiro de 2006 
  2. «Claudia Leitte». Quero Abadá. Consultado em 18 de março de 2012 
  3. «Soldado cantor faz escolta para a seleção do Chile na Bahia». G1. 9 de setembro de 2009 
  4. «Soldado cantor faz escolta da seleção do Chile até Pituaçu». Correio da Bahia. 9 de setembro de 2009 
  5. «Banda na Boquinha da Garrafa vai voltar!». Blog Skol. 11 de julho de 2011  [ligação inativa]

Ver também[editar | editar código-fonte]