Comparação entre beisebol e críquete

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde novembro de 2012). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Partida de Beisebol
Partida de Críquete

O esporte[editar | editar código-fonte]

Críquete Beisebol
Tem origem desconhecida, suas primeiras evidências datam do século 13 em alguns lugares no interior do Reino Unido. O primeiro bastão de Críquete data de 1729. Várias regras diferentes foram adotadas ao longo do tempo, em 1963 foi formalizado o Críquete com número limitado de overs chamada one day (a forma mais jogada no mundo atualmente). Em 2003 foi formalizada a forma Twenty20 com 20 overs fazendo o jogo demorar aproximadamente 2 horas. Surgiu de uma variação do Críquete em Nova York, nos Estados Unidos por volta do ano 1800, sendo que as primeiras regras só foram escritas em 1846
É popular na Grã-Bretanha e em ex-colônias britânicas como África do Sul, Austrália e Nova Zelândia também em alguns países do Caribe, sendo que na Índia e no Paquistão é o esporte nacional É popular nos Estados Unidos, Canadá, em vários países da América Central,Caribe, Venezuela, Japão, Taiwan e Coreia
O principal é a Copa do Mundo. Também possui alguns campeonatos nacionais. Atualmente deixou de ser um esporte olímpico, possui copa do mundo, mas o principal evento é o recentemente criado Clássico Mundial de Beisebol.

O campo[editar | editar código-fonte]

Críquete Beisebol
Formato oval, sem dimensões definidas, o tamanho mínimo para partidas internacionais é 128m por 129,8m dando uma área mínima de 145.000m² Formato de 1/4 de círculo com raio mínimo de 76,2m, mas o recomendado é 99,1m
O pitch é uma listra de areia batida que mede 3,05m de largura por 20,12m de comprimento O diamante é um quadrado que tem cada aresta medindo 27,4m de comprimento, sendo os seus vértices as bases. No centro tem o círculo do pitch que fica a 18,39m de de distância de cada uma das bases

O bastão[editar | editar código-fonte]

Críquete Beisebol
Formato achatado, feito de madeira de salgueiro, tem 96,5cm de comprimento, por 10,8cm de largura na parte achatada, pesa entre 1,1kg a 1,4kg Formato arredondado, geralmente feito de madeira fraxinus ou metal, tem 1,067m de comprimento, por 7cm de diâmetro na parte mais larga, pesa no máximo 1kg

A bola[editar | editar código-fonte]

Críquete Beisebol
Cor vermelha, feita de cortiça coberta de couro, tem entre 22,4cm e 22,9cm de circunferência, pesa entre 156g e 163g (mais pesada) Cor branca, feita de cortiça ou borracha coberta de couro, tem aproximadamente 7,4cm de diâmetro, pesa aproximadamente 142g (mais leve)

O time[editar | editar código-fonte]

Críquete Beisebol
11 jogadores 9 jogadores

O jogo[editar | editar código-fonte]

Críquete Beisebol
Um jogo de test Críquete pode durar até 5 dias, mas é mais usada em jogos a forma one-day Críquete (50 overs ou 40 overs) ou a Twenty20 com limite de 20 entradas por jogo. Pode durar entre 2 a 3 horas O jogo é compreendido, normalmente, por 9 entradas (innings), sendo que em cada metade uma equipe é a atacante e a outra a defensora, alternando-se na metade seguinte. Demora normalmente por volta de 3 horas, mas pode se prolongar indefinidamente, por não haver empate, ocasião em que são jogados innings adicionais, até que uma equipe tenha vantagem irreversível sobre a outra

Objetivo primário[editar | editar código-fonte]

Críquete Beisebol
Existem 2 objetivos:
  • A defesa busca eliminar os jogadores adversário "roubando" os wickets. Quando os 10 wickets são roubados a entrada se encerra.
  • O ataque busca marcar mais corridas (runs) pelo pitch. Ao fim das entradas, quem houver marcado mais corridas vence a partida.
O objetivo é marcar mais corridas, que são conseguidos quando um jogador atacante rodeia completamente as 4 bases do diamante. A defesa busca, por sua vez, eliminar 3 jogadores para encerrar sua metade do inning e assim passar à condição de atacante.

Objetivo de defesa (arremesso)[editar | editar código-fonte]

Críquete Beisebol
Arremessar a bola para o wicket eliminando instantaneamente o adversário. Cada arremessador lança 6 arremessos válidos (um over), após o que outro defensor vem assumir a posição de arremessador. Além do arremesso diretamente para o wicket existem outras nove formas de eliminar um rebatedor adversário. Arremessar a bola para o receptor, fazendo-a passar pela área de rebatida, sem deixar o adversário rebatê-la, até eliminá-lo com 3 receptações (strikes)

Objetivo de ataque (rebatida)[editar | editar código-fonte]

Críquete Beisebol
Ao rebatedor cabe rebater a bola arremessada e ganhar o maior número de corridas possíveis pelo pitch antes que a bola seja retornada ao pitch Ao rebatedor cabe rebater a bola arremessada e correr pelo diamante para ganhar bases antes que a bola chegue à mão do adversário que defende aquela base

Arremesso[editar | editar código-fonte]

Críquete Beisebol
Cada arremessador tem uma série de 6 arremessos válidos sucessivos chamada over, dependendo do estilo os jogos tem número limitado de overs, geralmente variando entre 10 e 50 Cada arremessador arremessa até conseguir eliminar 3 rebatedores adversários, encerrando assim a participação de sua equipe na entrada (inning), não havendo limite de tempo nem de pontos anotados pelo adversário
O arremessador corre para pegar impulso e arremessa a bola antes da linha, a bola obrigatoriamente deve tocar no chão antes de ser rebatida O arremessador fica parado com pelo menos um pé sobre a base central para arremessar a bola, que não pode tocar no chão antes de ser rebatida

Rebatida[editar | editar código-fonte]

Críquete Beisebol
Quando a bola é arremessada o rebatedor tem o objetivo de rebater a bola, ele pode rebater a bola para qualquer direção sem restrições, após rebater a bola existe a opção do rebatedor ficar ou não na sua posição, caso ele saia deverá correr até o outro lado do pitch para ganhar uma corrida. Caso algum fielder do time adversário receba a bola sem que ela toque no chão, ou receba e retorne a bola para o pitch, derrubando efetivamente o "wicket" antes que o rebatedor consiga chegar ao outro lado do pitch, o mesmo será eliminado Quando a bola é arremessada dentro da área de rebatida, o rebatedor deve rebatê-la de forma que ela permaneça dentro da região delimitada pelas retas que partem de sua base em direção à 1ª e à 3ª bases, após isso o rebatedor deverá soltar o taco e obrigatoriamente correr à 1ª base para ganhá-la, cedendo seu lugar de rebatedor no próximo arremesso para um companheiro de equipe, e se tornando um corredor. Caso algum adversário consiga interceptar a bola sem que ela toque no chão, ou receba e retorne a bola para o guardião da base antes que o corredor ali chegue, o mesmo será eliminado. Caso o rebatedor não rebata a bola lançada dentro da área de rebatida ou faça o movimento de rebatida (swing) para uma bola lançada fora da área de rebatida, é anotado um strike contra ele, sendo eliminado no 3º.

Pontuação[editar | editar código-fonte]

Críquete Beisebol
A cada rebatida o jogador marca 1 ponto por corrida feita pelo pitch A cada rebatida o jogador percorre 1 ou mais bases. Quando completa a corrida pelas 4 bases, é anotado um ponto
O lance em que o rebatedor joga a bola para fora do campo é chamado de boundary, se a bola tocar no chão marca-se 4 corridas, se não tocar marca-se 6 corridas O lance em que o rebatedor joga a bola para fora do campo é chamado de home run, e faz com que o rebatedor possa percorrer o circuito completo sem ser ameaçado pelos adversários; caso haja corredores nas bases, eles conseqüentemente completam suas corridas, dando à equipe o número equivalente de pontos (no máximo 4)
Geralmente mostra-se no placar: Número de corridas ganhas/Número de wickets perdidos. Por exemplo: 120/5 significa 120 corridas ganhas e 5 wickets perdidos. Para estar em vantagem o time precisa ter uma alta pontuação de corridas e uma baixa pontuação de wickets.

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências