Comparação entre jiu-jítsu e jiu-jítsu brasileiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde novembro de 2016). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde novembro de 2016).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.

Este artigo traz uma breve explanação acerca das diferenças entre o Jiu-jitsu tradicional e o Brazilian jiu-jitsu.[nota 1]

Breve histórico[editar | editar código-fonte]

O Jiu-jitsu (ou Ju-Jutsu), que significa "arte suave", ao contrário do que muito se pregou por anos, não nasceu na Índia. É possível que Monges budistas tenham sido predecessores de uma arte antiga chamada Vajra mushti.[1]

Assim, o chamado Jiu-jitsu tradicional é uma arte marcial que utiliza alavancas, pressões e projeções para derrubar, dominar e submeter o oponente, usando golpes traumáticos, Durante o período dos samurais no Japão (Período Edo) o combate tradicional de jiu jitsu terminava, na maioria dos casos, sempre com a morte de um dos dois competidores. Em 1850 Com a criação do Kano Ju-Jutsu (ou Kodokan Judo), as competições passaram a ter cunho mais esportivo, que mais tarde vieram a se assemelhar às praticadas no judô,[2] Aikido e karate Juntas mesmo nessas condições Alguns competidores chegavam a ficar doentes e com febre devido aos golpes traumáticos, dependendo da intensidade das técnicas, muitos depois morreram ou ficaram com sequelas do combate.

No Brasil, os irmãos Gracie, privilegiaram a luta no solo ensinada por Mitsuyo Maeda (técnicas também conhecidas no Judo como Ne-Waza), e mantiveram vivas muitas técnicas quase extintas e desconhecidos dos praticantes de Judô moderno. Com isso, eles conseguiram dar grande impulso no aperfeiçoamento e desenvolvimento da luta no chão, que acabou sendo por eles denominada erroneamente de Jiu Jitsu, e que se asemelha bastante ao KOSEN JUDO, ainda praticado no Japão.
Para o ensino e a prática, eles adotaram um método alternativo e fragmentado do tradicional Jiu Jitsu, criando-se regras e pontuações que dão ênfase somente a uma das partes do tradicional Jiu Jitsu - a “Luta no Solo”. Desta forma, o chamado Gracie Jiu Jitsu nasceu de uma das partes da luta no solo do antigo jiu jitsu tradicional, (técnicas dominadas por Jigoro Kano, mestre do estilo Tenjin Shin'Yo Ryu e fundador do Judo), visando as competições esportivas.

Já a Familia Morganti manteve-se fiel as tradições japonesas, O sr. Paulo Morganti aprendeu a arte do Ju jitsu com os Irmãos Ono. Paulo treinava com os pioneiros da luta livre no Brasil, o chamado "Telecatch" os reis dos ringues, sendo eles fantomas, homem borracha, entre outros. Mais tarde as técnicas foram ensinadas para o seu Filho, o Shidoshi Ricardo Morganti, no qual desempenhou o papel de divulgar a arte mantendo-se fiel as origens, desenvolvendo não apenas a luta de chão (NE-WAZA), mas as 3 fases de luta, sendo elas traumatizando (técnicas de socos e chutes), desequilibrante (projeções, quedas) e a luta de solo, mostrando ser uma arte marcial completa. Atualmente O shidoshi Ricardo Morganti e o Shihan Alberto nicoleti, tem realizado o treinamento de condicionamento e combate das tropas brasileiras da ONU BRABAT 25 e 26, realizando constantes operações no Haiti.

Diferenças[editar | editar código-fonte]

Regras[editar | editar código-fonte]

O Brazilian jiu-jitsu foi modelado pelas mãos e filosofia dos Praticantes que se desligaram diretamente ou devido ao falecimento de alguns mestres das Linhagens Gracie , Fadda jiu jitsu, Gomes jiu jitsu que visavam principalmente às vitórias nos campeonatos e competições internacionais dentro e fora do brasil, que se tornavam cada vez mais populares. Ao usar uma parte das regras internacionais do jiu-jitsu japonês nas lutas que os Gracie organizavam, com isso foi exportada para o mundo todo, inclusive para o Japão.[3] Porém o Brazilian jiu jitsu Ainda se mistura com a Luta livre esportiva[4] (Submission No Gi) e o Jiu jitsu Esportivo ou jiu jitsu sem pontuação da família Ivan Gomes. existem várias Associações. Federações, Confederações e Conselhos, Chefiadas por Mestres Brasileiros que hoje em dia que trabalham independente em suas instituições devido a uma Leí Brasileira sancionada em 1998. Porém Assim como no MMA,[5] Mantendo uma regra de competição unificada. mas em relação a graus de faixa Preta existem variações de Editais Jurídicos muito grandes, nas quais cada uma trabalha conforme seu edital. Mas algumas instituições restringem a estrangeiros a graduação de faixa preta 4º grau.

.

O jiu-jitsu tradicional vem sendo preservado por mestres espalhados no mundo todo como Judo, JuJutsu, jujitsu & jiu-jitsu,[6]preservam os conhecimentos tradicionais da escola Dai Nippon Butoku Kai,[7] no Brasil há pequenas escolas e a graduação é muito parecida com o jiu jitsu brasileiro porém com tempo diferente, não se usa graus nas faixas coloridas e não tem a faixa preta lisa, e o grau é chamado de DAN[8] do 1º ao 4º dan os praticantes são chamados de SENSEI no 5º e 6º grau os mestres praticantes são chamados de Renshi,[9] no 7º e 8º dan os grão mestres são chamados de Kyoshi, mas todo mestre e grão mestre também pode ser chamado de SHIRAN, todo praticante consegue chegar em vida até a faixa vermelha 9 º Dan, basta ter no mínimo 25 anos de experiência na modalidade com no mínimo 32 anos de idade, mas em respeito aos grandes mestre fundadores, todos usam a faixa coral, porém para chegar a tal graduação deve apresentar um trabalho de experiências e citações de métodos desenvolvidos para ser aceito; sendo aceito ele recebe uma títulação de Kancho[10]ou Hanshi.

*** Mas para chegar ao 10 º Dan é necessário criar um método que deste modo associativo gere várias outras técnicas, explanar uma visão diferente da arte na qual desenvolva técnicas exclusivas, desta forma se consegue o mais alto título de SOKE[11] fundador do estilo ou Menkyo Kaiden.

.

O jiu jitsu tradicional é dividido em escolas de treinamento são elas:

.

Ate waza[12] - tecnicas de socos e chutes sem execução de pontos vitais ou energia,

Koppojutsu[13] - técnicas de quebramento de ossos e articulações,

Atemi waza[14] - técnicas traumáticas aplicadas nos pontos vitais sem energia

Kyusho waza - técnicas diretas de pontos vitais com energia

Tsuki waza[15]- técnicas de exclusivas de socos sem execução de pontos vitais ou energia.

Keri waza - técnicas exclusivas de chutes sem execução de pontos vitais ou energia.

Shime waza[16] - técnicas de estrangulamento.

katame waza[17] - técnicas de submissão

Osaekomi waza[18] - técnicas de imobilização

Nage waza[19] - técnicas de projeção e arremesso.

Tai sabaki[20] , seichusen[21] = técnicas de deslocamentos de cintura com e sem energia

.

Normalmente os praticantes de jiu jitsu tradicional cultivam o Budô & Bujutsu,[22] uma filosofia de vida aliada a profundos estudos em ciência nas artes marciais.

No Brasil existem apenas 7 métodos reconhecidas pela internacional Bujutsu Society, Apresentadas com o nome Dojo[23] Antes do nome da associação ou escola são elas:

- Nagashyima Jiu jitsu tradicional

- teashidokan jiu jitsu

- Nagai ju jutsu

- Yamamura ju jutsu ryu

- Yano ju jutsu ryu

- Yamasaki ryu ju jutsu

- Atualmente em 2009 foi homologado o Jiu Jitsu Tradicional do Brasil, aperfeiçoado pelo Mestre Eduardo Moraes que utiliza uma regra mais aberta, podendo fechar a guarda igual ao Brazilian jiu jitsu, mas também os atletas podem bater no solo desferindo socos e cotoveladas, outra situação do atleta estar no solo e o outro de pé, será permitido chutar o tronco ou pisotear por dentro da guarda, popularmente conhecido como VALE TUDO[24] de kimono,[25] a organização internacional que regulamenta é o Ciam[26] sendo pilar principal nesta nova regra. porém ainda existem poucos praticantes desta modalidade. Este método foi gerado devido a insatisfação de alguns mestres brasileiros que frequentavam competições do Gracie jiu jitsu e gostaria de usar algumas técnicas e não era permitido, devido a esse impasse se desligaram da jiu jitsu internacional.

Criado em 2009 o CIAM - Conselho Internacional de Artes Marciais e em 2014 conquistou o Registro oficial na ONU[27] (organização das nações unidas) em Desenvolvimento e Progresso Social através do Esporte, com o Objetivo de promover Projetos Sociais e eventos que incentivam a pratica do Jiu jitsu Brasileiro e outras Modalidades como também na Arrecadação de Alimentos para beneficiar Escolas, Creches e Abrigos considerados de risco.

um dos Focos do Progresso social no Brasil e no mundo vem Através de um grupo de Médicos e Bombeiros que tentam incentivar a competição com responsabilidade solicitando que os atletas em campeonatos portem exames considerados essenciais para um atendimento de Urgência em casos de lesões e facilitando o atendimento de atletas após as competições.

.

A maior Equipe de jiu jitsu tradicional na atualidade como também há adeptos de Brazilian Jiu jitsu, e outras modalidades como k-1 Kickboxing[28] e Strifecs, tendo mais de 1500 adeptos chefiada pelo Mestre Brasileiro Eduardo Moraes com Menkyo Kaiden em 5 modalidades, que obteve o título Reconhecido em 2009 pela internacional Bujutsu Society é a Dojo Ciam[29] espalhados em mais de 40 países nos continentes Americano, Asiático, Europeu e na Oceania.

.

Graduação e tempo mínimo

**** em algumas escolas tradicionais as faixas coloridas não existem a laranja e verde

Faixa Branca - 6 meses

Faixa Amarela - 6 meses

Faixa Laranja - 6 meses

Faixa Verde - 6 meses

Faixa Azul - 6 meses

Faixa Roxa - 6 meses

Faixa Marrom - 12 meses

Faixa Preta 1º Dan - 2 anos - mínimo 15 anos de idade

Faixa Preta 2º Dan - 2 anos

Faixa Preta 3º Dan - 2 anos

Faixa Preta 4º Dan - 2 anos

faixa Coral 5º Dan - mestre (vermelha & branca ou preta ) - 2 anos (mínimo 21 anos de idade)

Faixa Coral 6º Dan - mestre- 3 anos

Faixa coral 7º Dan - ( mestre) - 3 anos

Faixa coral 8º Dan - (mestre) - 4 anos

Faixa Vermelha 9º Dan (Grande Mestre) - tempo mínimo 25 anos de Praticando (mínimo 32 anos de idade)

Faixa Vermelha 10º Dan (soke) (grande mestre) título exclusivo dado pela International Bujutsu Society.

Principais Características

Jiu-jitsu tradicional Jiu-Jitsu Brasileiro
Permite fechar os pés[30] em meia guarda. pela IJJF

Permite Fechar a guarda com os pés em meia & cintura. pelo CIAM

Permite fechar os pés[30] em meia guarda & cintura
Se um lutador tiver sido imobilizado pelo seu adversário por 25 segundos, finalização por chaves, estrangulamentos, alavancas, nocaute ou desistência, este atleta perde o combate.[30] não existe pontuação de vantagem.

o combate é misto com socos e chutes, técnicas de judô e Jiu jutsu de solo com restrição de combate em Quadra 6 x 6 m (amador) ou Ringue de Cordas(profissional).

vestimenta de combate:

Amador - Kimono, protetor bucal, luvas abertas tipo MMA, coquilha, botinhas ou caneleiras

Profissional - Kimono,luvas tipo MMA, protetor bucal & coquilha.

Não tem restrições de tempo em posições no solo,e existe pontuação específica[30]

local de combate quadra 6x6 até 10x10m

vestimenta para combate: apenas kimono

Técnica[editar | editar código-fonte]

Jiu-jitsu tradicional Jiu-Jitsu Brasileiro
Baseado no Aikijujutsu, dá enfoque praticamente nas finalizações, projeções e técnicas de torção em pé e no solo com pontos vitais,[31] (parecidas com a do aikido, que teve a mesma origem), porém os pontos não se aplicam a competição. Tem foco na luta no chão. [1]
Baseado no Jiu-jitsu japonês e no Judô, para se defender de vários oponentes ao mesmo tempo Baseado no Gracie jiu-jitsu, que foca no levantamento e nas técnicas de auto-defesa contra 01 oponente corpo a corpo.[30]

Variações[editar | editar código-fonte]

Jiu-jitsu tradicional Jiu-Jitsu Brasileiro
ju-jitsu europeu, kempo jiu jitsu, jiu jitsu Tradicional do brasil Morganti ju-jitsu, Gracie jiu jitsu, JJ Fadda, JJ Ivan Gomes, JJLuiz frança, Dárcio lira jj.

Entidades[editar | editar código-fonte]

Jiu-jitsu tradicional Jiu-Jitsu Brasileiro
Ju-Jitsu International Federation, CIAM-Conselho Internacional de artes Marciais[32] International Brazilian Jiu-Jitsu Federation, ITBJJ - International Traditional Brazilian Jiu Jitsu (família Gomes); CIAM - Conselho Internacional de Artes Marciais

Competições Internacionais[editar | editar código-fonte]

Jiu-jitsu tradicional Jiu-Jitsu Brasileiro
Jogos Mundiais, World Combat Games, Jogos Asiáticos de Artes Marciais Campeonato Mundial de Jiu-Jitsu, Internacional Master & Senior de Jiu-Jitsu, Campeonato Pan-Americano de Jiu-Jitsu, Internacional Open Brazilian jiu jitsu,

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. O Brazilian jiu-jitsu é como é chamado o Gracie Jiu-jistu que é ensinado e praticado por academias que se desligaram da família Gracie.

Referências