Competição interespecífica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Competição Interespecífica é uma competição em que espécies diferentes disputam um mesmo nicho ecológico no mesmo sítio. Uma das espécies será favorecida por características edáfoclimáticas, ecofisológicas e de resistência induzida a fatores macro e microbióticos, ou seja, é quando espécies diferentes disputam uma mesma fonte de alimentos, sendo que uma delas inevitavelmente será favorecida e assumirá vantagens em relação à outra, pois uma das espécies está mais apta que a outra.

A consequência gerada pela competição entre espécies é que uma delas sofrerá redução na taxa de sobrevivência, fecundidade ou crescimento. Em geral, as espécies que são excluídas dos locais pela competição interespecífica, poderiam viver bem se não houvesse esse tipo de competição. Como a competição interespecífica afeta as dinâmicas populacionais das espécies envolvidas, a distribuição das espécies e suas evoluções também podem sofrer influências.[1]

Na competição interespecífica, os competidores envolvidos vão se excluir mutuamente ou coexistir se houver diferenciação de seus nichos ecológicos.[2] Entretanto, a competição interespecífica pode não realizar nenhum destes efeitos se, porventura, a heterogeneidade do ambiente impedir o processo de seguimento de curso. [3] As variações espaciais e temporais em ambientes são a regra e não uma exceção nesta competição. Geralmente, os ambientes são a fragmentação de habitats favoráveis e desfavoráveis. Portanto sob as variações de tais condições, raramente a competição pode “seguir seu curso”. Tendo uma visão realista da competição interespecífica, deve-se reconhecer que esta frequentemente não ocorre em isolamento, mas sob a influência, restrições de espaço fragmentado, temporário ou imprevisível. [4]

A competição interespecífica tem potencial de manter afastados ou afastar os nichos de competidores coexistentes. [5]

Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. TOWNSEND, Colin R.; BEGON, Michael; HARPER, John L. (2010). Fundamentos em Ecologia ARTMED EDITORA S.A. [S.l.] p. 212, 215. 
  2. TOWNSEND, Colin R.; BEGON, Michael; HARPER, John L. (2010). Fundamentos em Ecologia ARTMED EDITORA S.A. [S.l.] p. 237. 
  3. TOWNSEND, Colin R.; BEGON, Michael; HARPER, John L. (2010). Fundamentos em Ecologia ARTMED EDITORA S.A. [S.l.] p. 237. 
  4. TOWNSEND, Colin R.; BEGON, Michael; HARPER, John L. (2010). Fundamentos em Ecologia ARTMED EDITORA S.A. [S.l.] p. 222,223. 
  5. TOWNSEND, Colin R.; BEGON, Michael; HARPER, John L. (2010). Fundamentos em Ecologia ARTMED EDITORA S.A. [S.l.] p. 230.