Complexo Esportivo Benedito Dourado da Luz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Complexo Esportivo Benedito Dourado da Luz
Toca do Leão
O Estádio Manoel Barradas, a primeira edificação do complexo da Toca do Leão.
Características
Localização Salvador, Bahia, Brasil
Tipo Complexo predial
Gênero Eventos esportivos
Construção
Construído Década de 1970
Inauguração
Outras informações
Proprietário Esporte Clube Vitória

O Complexo Esportivo Benedito Dourado da Luz[1] é um complexo desportivo localizado no bairro de Canabrava, em Salvador, Brasil. Pertence ao Esporte Clube Vitória e voltado ao futebol, o complexo compreende o Estádio Manoel Barradas (Barradão), os três campos do Centro de Treinamento Manoel Pontes Tanajura e dois alojamentos: a Concentração do Futebol Profissional Vidigal Guimarães e a Concentração de Futebol Amador Raimundo Rocha Pires.[2][3][4]

História[editar | editar código-fonte]

Inicialmente chamado de Complexo Esportivo da Toca do Leão,[5] o terreno foi fruto da compra da chácara da família Paiva Lima na década de 1970, do Abrigo dos Padres da Congregação Inácio de Loyola em 2000 e de ação do então prefeito Antônio Imbassahy.[6] A fim de homenagear importante pessoa na captação de dinheiro para a compra do terreno, logo foi dado à Toca do Leão o nome de Benedito Luz.[6] Em 1986, ocorre a inauguração do Barradão.[5] Em 1990, é inaugurada a Concentração Raimundo Rocha Pires após reforma da casa da chácara.[6] Depois da aquisição da área do Abrigo, foi construída a Concentração Vidigal Guimarães.[6]

Uma reforma geral no complexo rubro-negro foi realizada em 2005, melhorando o gramado do Estádio atacado por praga, o acesso a partir da Avenida Artêmio Valente com recuperação asfáltica, os espaços de transmissão televisiva e radiofônica, e pintura do vestiário, do muro e do prédio da cabine de rádio e tribuna de honra.[4]

Em 2010, o refeitório foi ampliado para a capacidade de 500 refeições ao dia e reformado, incluindo dentre outros, duas câmaras frigoríficas, estoque, açougue, área específica para lavagem de prato, outra de panelas e outra de cocção, vestiários e sala de nutrição.[7]

Em seus 300.000 metros quadrados,[8] ao menos em duas oportunidades foram executados projetos de reflorestamento. Em 2011, 300 mudas de árvores plantadas como parte do programa do governo estadual baiano "Floresta Bahia Global" concedeu o selo 'Carbono Zero'. No ano seguinte, a área próxima à chácara do alojamento Vidigal Guimarães foi alvo do projeto do governo municipal soteropolitano de arborização com espécies da Mata Atlântica na cidade por meio da previsão de plantio de 1,3 mil mudas, em sua maioria frutíferas.[9][10]

Envolvido no "Projeto Vitória Cidadania", em 2013, foram aumentadas as vagas para estacionamento e a arquibancada foi acrescida a um dos campo de treinamento, a fim do futebol de base.[1][11] Também está previsto uma via de ligação nas proximidades do complexo, visando facilitar o acesso dos torcedores do Vitória ao Barradão e que beneficiará milhares de pessoas que residem e utilizam o entorno do estádio do clube.[12][13][14][15]

Estrutura[editar | editar código-fonte]

O alojamento profissional dispõe de uma estrutura adequada para as necessidades do clube, o que inclui: piscina térmica, com adaptação para regenerativo e reabilitação; apartamentos duplos e triplos para jogadores e comissão técnica; enfermaria; sala para apoio (administração); capela interna; almoxarifado; rouparia; salões climatizados de vídeo, televisão e som, de jogos e de leitura com biblioteca; business center (computadores de mesa); restaurante climatizado; copa, cozinha e lavanderia.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b ecvitoria.com.br (22 de janeiro de 2013). «Ampliando a infraestrutura». Consultado em 18 de maio de 2014 
  2. leaodabarra.com. «Barradão». Consultado em 18 de maio de 2014 
  3. souvitoria.com. «O Clube». Consultado em 18 de maio de 2014 
  4. a b Lancepress! (29 de dezembro de 2005). «Vitória vai reformar o Complexo Benedito Dourado da Luz». Terra Brasil. Consultado em 18 de maio de 2014 
  5. a b www.jogodebola.net. «ESPORTE CLUBE VITÓRIA». Consultado em 18 de maio de 2014 
  6. a b c d CARNEIRO, Paulo (8 de janeiro de 2013). «A Concentração Vidigal Guimarães». Consultado em 18 de maio de 2014 
  7. ecvitorianoticias.com.br (24 de setembro de 2010). «Novo refeitório é inaugurado com capacidade para 500 refeições/dia e modernas instalações num investimento de R$200 mil». Consultado em 18 de maio de 2014 
  8. «Patrimônio». Consultado em 18 de maio de 2014 
  9. Esporte Nordeste (28 de junho de 2012). «Sustentabilidade:Vitória inicia reflorestamento do seu complexo esportivo». Consultado em 18 de maio de 2014 
  10. Galáticos Online (16 de Junho de 2012). «VITÓRIA PARTICIPA DE PROJETO AMBIENTAL DA PREFEITURA». Consultado em 18 de maio de 2014 
  11. EC Vitoria (17 de fevereiro de 2013). «Obras do projeto "Vitória Cidadania" podem causar transtornos». Consultado em 18 de maio de 2014 
  12. CONDER - Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (14 de fevereiro de 2014). «Autorizada licitação para construção da Via Paralela-Barradão». Consultado em 3 de junho de 2014 
  13. EC Vitória (22 de maio de 2014). «VIA EXPRESSA». Consultado em 3 de junho de 2014 
  14. - CONDER, acessado em 17 de junho de 2014.
  15. - EC Vitória, acessado em 17 de junho de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]