Este é um artigo bom. Clique aqui para mais informações.

Complicated

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela canção de Rihanna, veja Complicated (canção de Rihanna).
"Complicated"
Single de Avril Lavigne
do álbum Let Go
Lado B "Why", "I Don't Give"
Lançamento 14 de maio de 2002 (2002-05-14)
Formato(s)
Gravação 2002
Gênero(s) Pop rock[1]
Duração 4:04
Gravadora(s) Arista
Composição
Produção The Matrix
Certificação(ões) Ver na seção de certificados
Informações sobre o vídeo musical
Gravação 14 de maio de 2002 (2002-05-14)
Diretor(es) The MalloysThe Malloys
Orçamento US$ 1.000,000+[2]
Cronologia de singles de Avril Lavigne
Sk8er Boi
(2003)
Lista de faixas de Let Go
"Losing Grip"
(1)
"Sk8er Boi"
(3)
Amostra de áudio
informação do ficheiro · ajuda

"Complicated" é o primeiro single da cantora canadense Avril Lavigne, contido em seu álbum Let Go, de 2002. A canção foi escrita por Avril e The Matrix (Scott Spock, Lauren Christy, e Graham Edwards).[3] Recebeu a certificação de Disco de Platina Duplo na Austrália, por mais de 140 mil álbuns vendidos, segundo dados da ARIA,[4] e foi premiada com Disco de Platina no Brasil, pela ABPD, pelos mais de 100 mil downloads pagos.[5] O single permaneceu durante onze semanas consecutivas em primeiro lugar no Contemporary Hit Radio.[6]

A revista Billboard criou uma lista dos 100 mais populares hits da década de 2000, no qual a canção "Complicated" atingiu a 83ª posição na categoria Hot 100, a 23ª na Pop Songs e Adult Pop Songs e a 89ª colocação na Radio Songs.[7] Também foi colocada na 20ª posição na lista "As 500 melhores canções da história da música", da revista Blender.[8]

Antecedentes e lançamento[editar | editar código-fonte]

Depois de ter sido assinado com a Arista Records em novembro de 2000, após a autorização da CEO, gravadora de Antonio "L.A." Reid, Lavigne mudou-se para Nova York, com a ajuda de Reid. Lá, ela começou a trabalhar em seu álbum de estréia, Let Go, trabalhando com uma série de compositores e produtores.[9] Durante seis meses, a gravadora colocou Lavigne com dois co-compositores, que trabalharam com ela sob acantando um reprtório que mesclava "baladas" e "música country". No entanto, a equipe falhou em apostar "em uma garota que acabaria cantora e guitarrista de rock".[10] Durante um ano, nada estava funcionando para Lavigne e ela estava à beira de perder seu contrato com a Arista.[11] A gerência a deu músicas escritas por outros compositores, mas ela se recusou grava-las, insistindo que queria cantar canções no qual ela mesma tivesse de alguma forma participado.[12] Lavigne mudou-se para Los Angeles, onde trabalhou com o compositor-produtor Clif Magness, que lhe deu um amplo controle criativo no processo de composição. Lavigne e Magness escreveram "Losing Grip" e "Unwanted", músicas que ela considerou como reflexo sobre sua visão dentro do álbum inteiro.[13] No entanto, Arista não estava entusiasmada com as músicas carregadas de guitarra pesadas que Lavigne estava escrevendo, levando a gravadora a procurar outros produtores para combinar com suas demandas.[14]

Dois anos desde que assinou o acordo, Lavigne chamou a atenção da equipe de produção de três membros The Matrix. A Arista não conseguiu encontrar a direção certa para Lavigne, então a gerente da equipe, Sandy Roberton, sugeriu que eles trabalhassem juntos.[15] De acordo com a membro Lauren Christy, eles estavam ouvindo as primeiras músicas de Lavigne e sentiram que continham "um tipo de vibração de Faith Hill". Assim que viram Lavigne entrar em seu estúdio, The Matrix sentiu que a direção musical era incongruente a sua imagem e atitude.[16] Depois de conversar com Lavigne durante uma hora, a cantora disse que queria músicas com inclinações punk rock.[17] Eles disseram a ela para voltar no dia seguinte, e durante a tarde desse dia, eles escreveram uma música que evoluiu para "Complicad" e outra música chamada "Falling Down". Eles mostraram para Lavigne quando ela voltou no dia seguinte, eles a mostrou o caminho no qual ela deveria seguir.[16]

Quando Josh Sarubin, o executivo da A&R que assinou com Lavigne, para a gravadora, ouviu a música, ele sabia que isso era o certo para ela. Lavigne apresentou a música para Reid, que concordou com a direção musical que Lavigne e The Matrix estavam tomando, e definiu "Complicated" como o carro chefe do álbum.[16]

Composição[editar | editar código-fonte]

"Complicated" é uma música sobre como as pessoas podem fingir ou fugir na frente dos outros. Lavigne comentou sobre a música: "As pessoas às vezes me incomodam como elas não são reais e como elas são, como, colocar um rosto e ser de duas faces". Lavigne afirmou que percebeu isso com ex-namorados e amigas.[18]

Opinião da crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
MSN Music 2 de 5 estrelas.[19]
Allmusic 2.5 de 5 estrelas.[20]
Starpulse 2 de 5 estrelas.[21]
ARTISTdirect 2.5 de 5 estrelas.[22]
Ukmix 5 de 5 estrelas.[23]
EW B-[24]

O site britânico UkMix, dos críticos Matthew Dixon e Neil Fanning, publicou que "foram lançadas boas cantoras de pop rock em 2002 e a que mais se destacou foi Avril Lavigne, com 'Complicated'", uma canção que, em sua visão, "tomava o estilo musical de Alanis Morissette e o renovava, tornando-o ligeiramente mais acessível", e que o single é "mais simples, cativante" e "obteve um bom desempenho nas paradas musicais do mundo todo".[23]

Christina Saraceno, do portal de resenhas Allmusic, a avaliou com três estrelas e meia, dizendo que "esse é um single de pop rock muito precioso, com um refrão 'matador'". Saraceno disse que "ao escutar cuidadosamente, poderá perceber que 'Complicated' é uma melodia quando cantada, além de soar familiar e simpática", e finalizou afirmando que se "parece muito com a música 'Don't Let Me Get Me', da cantora Pink. No entanto, a canção de Avril é um hit que nocauteou as rádios".[25]

Em uma resenha feita no ano de lançamento do single, o site Entertainment Weekly, do conglomerado CNN, deu uma nota "B-" para a música, dizendo que a Avril "não estava brincando com o título da música" e que ela "criava uma novo exemplo de rock feminino" e começava "uma nova competição na música". Disse ainda que "alguns artistas novos falam que não é aconselhável agir como eles, e Lavigne é um deles". Continuou afirmando que a canção está "cheia de memórias recentes", que "o videoclipe se parece muito com o estilo da banda Blink-182" e eles "iniciam um movimento anti-Britney Spears".[24] Em 2010, esse mesmo site escreveu que "Complicated" foi um "hino para todas as meninas do ensino ensino médio daquela época" e que "anos depois, mesmo após Avril ter lançado outros dois álbuns de estúdio e projetado o seu quarto, esse single ainda é o melhor já feito pela canadense".[26]

Já a rede de televisão MTV disse, em 2010, que o single "é uma balada de pop-punk que veio junto com um videoclipe, agora ícone, que definiu tudo o que Avril foi em 2002. Essa canção foi uma revelação, pois apesar de ter sido produzida como o resto da música pop no rádio, tinha uma auto-consciência".[28] Uma opinião semelhante ao do portal brasileiro Pílula Pop, que avaliou "Complicated" como uma das melhores músicas do álbum Let Go.[29]

Produção da canção e videoclipe[editar | editar código-fonte]

Várias capturas do clipe.

A canção foi escrita por Lauren Christy, Graham Edwards, Matrix, Scott Spock, além da própria cantora.[30] Ela não foi composta para alguém em especial, mas com a intenção de falar sobre "os relacionamentos da vida e como algumas pessoas são falsas".[31]

O videoclipe foi dirigido por The Malloys em fevereiro de 2002 e custou mais de um milhão de dólares.[2] Nele, é mostrado Avril em duas situações: uma ao ar livre, tocando com sua banda inicial, entre eles o seu até então guitarrista Evan Taubenfeld e o primeiro integrante a sair do grupo, Mark Spicoluk; a outra parte do vídeo ocorre dentro de um shopping, com atitudes rebeldes, como estragar todos os petiscos grátis, interromper o almoço de um segurança e os meninos do grupo experimentando roupas de mulher. Avril também mostrou seu lado skatista logo no início do clipe.[32]

Desempenho da canção[editar | editar código-fonte]

O hit "Complicated" ficou em primeiro lugar na Canada Airplay BDS do Canadá, na RIANZ da Nova Zelândia (por nove semanas consecutivas), na Austrália por seis semanas, na ARIA Charts, na IRMA da Irlanda, no Brasil, na Argentina e na Espanha.[33] Ficou em segundo lugar no Tokio Hot 100 do Japão, na Ö3 Austria Top 40 da Áustria, e na Suécia na Sverigetopplistan. Além disso, alcançou a segunda posição na Billboard Hot 100 e na Inglaterra na UK Singles Chart, quarto na Holanda, no MegaCharts, e 21º na França.[33]

Um artigo publicado pelo jornal da universidade de "Rhode Island", da Islândia, fez um balanço das melhores músicas de 2002 e "Complicated" foi o 2º melhor, segundo avaliação do jornal, que colocou também "I'm a Slave 4 U", da Britney Spears, entre outros artistas que lançaram canções no ano.[34] A revista Blender fez uma lista das "500 melhores canções de todos os tempos", onde "Complicated" ficou na 182ª posição.[8] O The Province, tablóide do Canadá, elegeu "Complicated" como melhor hit feito por um artista canadense e disse que Avril "obteve mais impacto do que poderia ter sido esperado".[35]

O site Top40-charts fez um top anual das paradas oficiais de cada país em 2002, no qual "Complicated" esteve presente nas mais tocadas no ano. No Brasil, foi a segunda mais tocada,[36] assim como no Canadá,[37] terceira na Itália,[38] oitava no Tokio Hot 100 no Japão[39] e na ARIA Chart da Austrália.[40] Uma parada musical nomeada The Mediabase Top 100, feita pelo site "Pop Rádio" dos Estados Unidos, lista as músicas mais tocadas nas principais rádios desde 1999 até hoje, e "Complicated" está na 18º posição com mais de 980.259 execuções desde sua estreia (2002) até o dia 20 de setembro de 2009.[41] Na parada da Billboard Hot 100 Chart And The Year, "Complicated" ficou na posição 13°.[42] A canção foi certificada com Disco de Ouro na Noruega por mais de 10 mil em vendas, segundo a IFPI Noruega,[43] na Áustria com a mesma premiação pela IFPI Áustria, devido a mais 15 mil exemplares comercializados,[44] e mais de 20 mil CD singles na Suíça, também com Disco de Ouro pela Swiss Charts em 2002.[45]

A revista Rolling Stone, dos Estados Unidos, fez uma lista das 100 melhores músicas entre 2000 e 2009, na qual "Complicated" ficou em 8º lugar.[46] No Canadá, o jornal Winnipeg Press colocou a canção como a melhor da década na categoria de Single Canadense Mainstream.[47]

O site About.com, do conglomerado The New York Times, fez uma lista das 100 melhores músicas da década de 2000. A canção "Complicated" ficou na 11º posição, com o site dizendo que "o hit e a sua composição eram impressionantes no mundo pop".[48] A canção "Complicated" faz parte do álbum nomeado de "101 Power Ballads" lançado nos Estados Unidos em 2008, que contém seis discos ao todo, estando presente no terceiro disco.[49] A música fez parte do jogo nomeado de Lips para karaokê e para Xbox 360, PSP, PlayStation 2,[50] e também do Echochrome, para os mesmos videogames.[51]

"Complicated" venceu na categoria de "Melhor Hit" em 2002, no MTV Video Music Awards[52] e no Juno Awards de 2003.[53] No mesmo ano, nos Estados Unidos, essa canção foi indicada no Grammy Awards nas categorias de "Melhor Vocal Feminino" e "Hit do Ano", porém não levou nenhum dos prêmios.[54] No Brasil, esse hit foi indicado no VMB na categoria do melhor vídeo do ano em 2003.[55]

Em 14 de maio de 2012, a hastag 10 Years Complicated ficou em primeiro lugar nos assuntos mais falados mundialmente no Twitter.[56] No Japão esse single foi certificado com disco de ouro pelas mais de 100 mil cópias vendidas, segundo o RIAJ.[57]

Faixas e versões[editar | editar código-fonte]

Existem duas versões do single "Complicated" para a Europa. Ambas possuem a canção homônima e o b-side "I Don't Give", mas a segunda versão também inclui o videoclipe do single e uma terceira canção: "Why".[58][20] Na Austrália, a Artista lançou a canção "Complicated" de forma mixada pelo grupo musical The Matrix, além de outras duas faixas na versão original.[59] A gravadora lançou, ainda em 2002, uma versão alternativa que contém duas versões remixadas, a primeira pelo grupo musical anterior e a segunda por Tom Lord-Alge, além de cenas extras.[60]

Complicated (versão da Europa)
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Complicated"   Avril Lavigne/The Matrix 4:05
2. "I Don't Give"   Avril Lavigne 3:38
3. "Why"   Avril Lavigne 4:00
4. "Complicated" (videoclipe)    
Complicated (versão da Europa)
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Complicated" (mixada por Tom Lord-Alge) Avril Lavigne/Tom Lord-Alge 4:05
2. "I Don't Give"   Avril Lavigne 3:38
Complicated (versão da Austrália)
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Complicated" (mixada por The Matrix) Avril Lavigne/The Matrix 4:05
2. "I Don't Give"   Avril Lavigne 3:38
3. "Why"   Avril Lavigne 4:00
Complicated (versão alternativa)
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Complicated" (mixada por The Matrix) Avril Lavigne/The Matrix  
2. "Complicated" (mixada por Tom Lord-Alge) Avril Lavigne/Tom Lord-Alge  
3. "Suggested Call Out Research Hook" (cenas extras)    

Posições nas paradas musicais[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Lavigne ganhou o prêmio de Melhor Artista Revelação no MTV Video Music Awards de 2002, por "Complicad".[102] "Complicad" ganhou na categoria Single do Ano no Juno Awards de 2003. Nos Estados Unidos, a música foi nomeada ao Grammy Awards de 2003, por Melhor Desempenho Vocal Pop Feminino e Canção do Ano;[103] Mas perdeu os dois prêmios para "Don't Know Why" de Norah Jones. No Brasil, foi indicado a categoria de melhor videoclipe internacional no MTV Video Music Brasil de 2003.[104]

Ano Cerimônia Nomeação Resultado
2002 MTV Video Music Awards Best New Artist in a Video Venceu
2003 Grammy Awards[105] Best Female Pop Vocal Performance Indicado
Song of the Year Indicado
Juno Awards Single of the Year Venceu
MTV Video Music Awards Japan Best New Artist Video Venceu
Video of the Year Indicado
Best Female Video Indicado
BMI Awards Best Pop Song Venceu
ASCAP Film and Television Music Awards Best Pop Song Venceu
Radio Music Awards Song of the Year (Modern Adult Contemporary Radio) Venceu
Ivor Novello Awards International Hit of the Year Venceu
Canadian Radio Music Awards Best New "CHR" Solo Venceu
Best New Solo "Mainstream AC / Hot AC" Venceu
Socan Awards Pop Music Award Venceu
MTV Video Music Brasil Melhor Videoclipe Internacional Venceu
2011 EVMA 2011 Video of the Decade Venceu
2016 VEVO Certified 100,000,000 views Venceu

Notas e referências

  1. Saraceno, Christina. «Let Go: Avril Lavigne». AllMusic. Consultado em 14 de março de 2009 
  2. a b «Avril Lavigne». kids.sapo. 11 de Março de 2009. Consultado em 13 de fevereiro de 2010 
  3. «Complicated Avril Lavigne». Allmusic (em inglês). 2002. Consultado em 2 de setembro de 2009 
  4. a b «ARIA Charts - Accreditations - 2002 Singles». ARIA Charts (em inglês). 2002. Consultado em 1 de setembro de 2009 
  5. a b Lavigne «Avril Lavigne Certificados» Verifique valor |url= (ajuda). ABPD. Consultado em 1 de setembro de 2009 
  6. Lavigne&tag=search_results;title;1 «Avril Lavigne: Summary» Verifique valor |url= (ajuda). TV.com (em inglês). Consultado em 2 de setembro de 2009 
  7. «hot-100-songs». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. Dezembro de 2009. Consultado em 11 de novembro de 2009 
  8. a b «Blender's top 500 songs since 1980». ohnotheydidnt.livejournal.com (em inglês). Consultado em 10 de novembro de 2013. Cópia arquivada em 2013 
  9. Pak, SuChin; D'Angelo, Joe. «Avril Lavigne: The Real Deal». MTV. Consultado em 2 de setembro de 2009. Arquivado do original em 2 de setembro de 2009 
  10. Willman, Chris (2 de setembro de 2009). «Avril Lavigne The Anti-Britney». Entertainment Weekly. Consultado em 2 de setembro de 2009 
  11. Corey, Moss (2 de setembro de 2009). «Britney Spears, Avril Lavigne Fall into The Matrix». MTV. Consultado em 2 de setembro de 2009. Arquivado do original em 2 de setembro de 2009 
  12. Kaufman, Gil (2 de setembro de 2009). «It's Not 'Complicated' — 17-Year-Old Avril Lavigne Was Born To Rock». MTV. Consultado em 2 de setembro de 2009 
  13. Eliscu, Jenny (2 de setembro de 2009). «Little Miss Can't Be Wrong». Rolling Stone. Consultado em 2 de setembro de 2009 
  14. Jackson, Blair (2 de setembro de 2009). «Recording Vocals». Mixonline.com. Consultado em 2 de setembro de 2009. Arquivado do original em 2 de setembro de 2009 
  15. Buskin, Richard (2 de setembro de 2009). «The Matrix: Writing & Producing in LA». SOS. Consultado em 2 de setembro de 2009 
  16. a b c «"The Matrix: Writing & Producing in LA".» (em Italian). SOS. Consultado em 2 de setembro de 2009 [ligação inativa] 
  17. «"Avril Lavigne The Anti-Britney"». Consultado em 2 de setembro de 2009 [ligação inativa] 
  18. «Avril Lavigne talking about COMPLICATED». Consultado em 23 de maio de 2008 
  19. «Complicated». MSN Music (em inglês). Consultado em 20 de dezembro de 2009 
  20. a b «Complicated». Allmusic (em inglês). 2002. Consultado em 31 de agosto de 2009 
  21. «Avril Lavigne Complicated». Starpulse (em inglês). 2002. Consultado em 30 de novembro de 2009 
  22. «Complicated» (html). ARTISTdirect (em inglês). 2002. Consultado em 2 de novembro de 2009 
  23. a b «Avril Lavigne"Complicated"» (php). Ukmix (em inglês). 2002. Consultado em 5 de janeiro de 2010 
  24. a b «Complicated» (html). ew (em inglês). 5 de agosto de 2002. Consultado em 14 de outubro de 2010 
  25. Saraceno, Christina. «Review». allmusic (em inglês). Consultado em 27 de setembro de 2010 
  26. «sk8er-girl-avril-lavigne-turns-26». popwatch.ew. CNN. Consultado em 27 de setembro de 2010 
  27. Anderson, Kyle. «Avril Lavigne Drops Her Debut: Wake-Up Video». MTV (em inglês). MTV Networks. Consultado em 4 de junho de 2010 
  28. Anderson, Kyle (4 de junho de 2010). «Avril Lavigne Drops Her Debut: Wake-Up Video». MTV (em inglês). MTV Networks. Consultado em 27 de setembro de 2010 
  29. «Brincando de ser punk». pilulapop. 1 de junho de 2007. Consultado em 27 de setembro de 2010 
  30. «Complicated». allmusic (em inglês). Consultado em 21 de novembro de 2010 
  31. «Avril Lavigne - Let Go - CD Review Read more: Avril Lavigne CD Review». kidzworld (em inglês). Consultado em 14 de outubro de 2010 
  32. «Complicated clipe». slack-time (em inglês). Consultado em 27 de setembro de 2010 
  33. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u «Paradas dos países» (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2009 
  34. La Marca, Melissa (6 de novembro de 2009). «Deep cuts of the decade: A look back at the best tracks of 2002» (shtml). National College Advertising and Marketing (em inglês). College Publisher. Consultado em 7 de novembro de 2009 
  35. Harrison, Tom (1 de julho de 2010). «Top Canadian song list gets Complicated» (html). theprovince (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2010 
  36. a b «Brazil Top 20 - 2002 Year-End». Top 40 Charts (em inglês). 2002. Consultado em 1 de setembro de 2009 
  37. a b «TOP 100 OF 2002». c100fm (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2009 
  38. a b «Italy Top 20 - 2002 Year-End». Top 40 Charts (em inglês). 2002. Consultado em 1 de setembro de 2009 
  39. a b «Tokio Hot 100 Chart». J-Wave (em japonês). Consultado em 1 de setembro de 2009 
  40. a b «ARIA Charts - End Of Year Charts - Top 100 Singles 2002». ARIA Charts (em inglês). 2002. Consultado em 1 de setembro de 2009 
  41. «The Mediabase Top 100» (htm). Popradiostop20 (em inglês). 20 de setembro de 2009. Consultado em 5 de outubro de 2009 
  42. a b «The Year in Music 2002». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media. 28 dezembro de 2002. Consultado em 1 de setembro de 2009 
  43. a b «Trofeer» (asp). Ifpi.no (em norueguês). 2002. Consultado em 30 de dezembro de 2009 
  44. a b «IFPI Austria» (em alemão). Consultado em 1 de setembro de 2009 
  45. a b «AWARDS 2002» (asp). Swisscharts (em inglês). Hung Medien. 2002. Consultado em 1 de setembro de 2009 
  46. «Green Day Named Top Artists Of The Decade By Rolling Stone Readers». mtv.com (em inglês). Consultado em 21 de novembro de 2010 
  47. Williams, Rob (19 de dezembro de 2009). «Best of the iDecade: Digital revolution changed music in 2000s» (html). winnipegfreepress (em inglês). Consultado em 20 de dezembro de 2009 
  48. Lamb, Bill. «Top 100 Pop Songs of the 2000s» (html). About.com (em inglês). The New York Times Company. Consultado em 9 de novembro de 2009 
  49. «101 Power Ballads» (php). ukparentslounge (em inglês). UK Families Limited. Consultado em 10 de novembro de 2009 
  50. «'Lips' transforma Xbox 360 em karaokê». Globo. 23 de Outubro de 2008. Consultado em 31 de agosto de 2009 
  51. «"Echochrome" chega à PlayStation Store». UOL. 2 de maio de 2008. Consultado em 3 de setembro de 2009 
  52. «2002 MTV Video Music Awards». MetroLyrics (em inglês). Consultado em 3 de setembro de 2009 
  53. «Juno Awards 2003». Ottawa Start (em inglês). 2003. Consultado em 3 de setembro de 2009 
  54. «Among the nominees for the 46th annual Grammy Awards:» (html). CNN (em inglês). Cable News Network LP, LLLP. 4 de dezembro de 2003. Consultado em 1 de dezembro de 2009 
  55. «Veja quem são os vencedores do VMB 2003» (shtml). Folha Online. UOL. 27 de agosto de 2003. Consultado em 1 de dezembro de 2009 
  56. «Assuntos no Twitter - segunda-feira, 14/05/2012». g1.globo.com. Consultado em 25 de maio de 2012. Cópia arquivada em 2012 
  57. a b «各種統計». riaj.or.jp (em japonês). 2012. Consultado em 16 de julho de 2012. Cópia arquivada em 1 de setembro de 2009 
  58. «Avril Lavigne - Complicated». discogs (em inglês). Consultado em 13 de outubro de 2010 
  59. «Avril Lavigne - Complicated». discogs (em inglês). Consultado em 13 de outubro de 2010 
  60. «Complicated by Avril Lavigne». new.music.yahoo (em inglês). Consultado em 13 de outubro de 2010 
  61. a b «Billbord Avril Lavigne» (amg). Allmusic (em inglês). Macrovision Corporation. Consultado em 16 de outubro de 2009 
  62. a b c d e «Top 40 Charts» (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2009 
  63. a b «2002 Yearly Chart». funky 802 (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2009 
  64. a b c d e f «Avril Lavigne Complicated Song» (em inglês). Consultado em 4 de setembro de 2009 
  65. «Venzuela» (em espanhol). Consultado em 1 de setembro de 2009 
  66. «Top 100 Songs». web archive (em inglês). 7 de dezembro de 2002. Consultado em 8 de outubro de 2009 
  67. «ARIA» (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2009 
  68. «AVRIL LAVIGNE IN ITALIAN CHARTS (TOP 20)» (asp). italiancharts (em inglês). Hung Medien. Consultado em 10 de novembro de 2009 
  69. «40haramiler». radyoodtu (em turco). Consultado em 10 de outubro de 2009 
  70. «Lista-arkisto». YLE (em finlândes). Consultado em 18 de outubro de 2009 
  71. «ANNUAL TOP 50 SINGLES CHART 2002». RIANZ (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2009 
  72. 111 2002. El salvador: [s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda);
  73. «Latvian Airplay Top 500 of 2002». Lanet (em lituâno). Consultado em 1 de setembro de 2009 
  74. «Radio & Records Hot AC». Pop radio top 20 (em inglês). 2002. Consultado em 31 de agosto de 2009 
  75. «TOP 100 SONGS OF 2002» (html). Web archive (em inglês). 2002. Consultado em 8 de outubro de 2009 
  76. «Chile Top 20 - 2002 Year-End». Top40-Charts.com (em inglês). 2002. Consultado em 1 de setembro de 2009 
  77. «Taiwan Top 10 - 2002 Year-End». Top 40 Charts (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2009 
  78. «SWISS YEAR-END CHARTS 2002». swiss charts (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2009 
  79. «2002 LÄÄNE LOOD». r2.err.ee (em estoniano). Consultado em 16 de outubro de 2010 
  80. «Godišnja top lista - inozemna» (aspx). Otvoreni (em croata). 2002. Consultado em 6 de janeiro de 2010 
  81. «Denmark Top 20 - 2002 Year-End». Top 40 Charts (em inglês). 2002. Consultado em 1 de setembro de 2009 
  82. «Argentina Top Ranking - TOP POP SINGLES - Venta & Difusión - Lo Mejor del 2002» (htm). argentinatopranking (em espanhol). 2002. Consultado em 31 de janeiro de 2010 
  83. «Austria Top 40 - 2002 Year-End». Top 40 Chart (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2009 
  84. «Belgium Top 20 - 2002 Year-End». Top 40 Chart (em inglês). 2002. Consultado em 1 de setembro de 2009 
  85. «Norway Top 20 - 2002 Year-End». Top 40 Charts (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2009 
  86. «German Top 20 - The Chart Of 2002». Ki.informatik (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2009 
  87. «Sweden Top 40 - 2002 Year-End». Top 40 Charts (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2009 
  88. «MUSIC CONTROL DENMARK - AIRPLAY CHART SUMMARY 2002» (pdf). ifpi.dk (em inglês). ifpi. 2002. Consultado em 11 de dezembro de 2009 
  89. «Charts Plus YE 2002» (PDF). UK Singles Chart (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2009 
  90. «Spain Top 20 - 2002 Year-End». Top 40 Charts (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2009 
  91. «Greece Top 20 - 2002 Year-End». Top 40 Chart (em inglês). 2002. Consultado em 1 de setembro de 2009 
  92. «Europe Official Top 100 - 2002 Year-End». Top 40 Charts (em inglês). 2002. Consultado em 1 de setembro de 2009 
  93. «Top 100 Songs of 2002». Top Hits Online (em inglês). 2002. Consultado em 1 de setembro de 2009 
  94. «World Adult Top 20 Singles - 2002 Year-End». Top 40 Chart (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2009 
  95. Krebs, Stephan. «Year End Charts Of 2002». Mariah-Chart (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2009 
  96. «TOP 100 SONGS OF 2003» (html). Web.archive (em inglês). 2003. Consultado em 11 de outubro de 2009 
  97. «Search Results». bpi.co.uk. Consultado em 21 de setembro de 2013 
  98. «Top 50 Singles». rianz (em inglês). 19 de janeiro de 2003. Consultado em 30 de julho de 2010 
  99. «chart_facts». rianz (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2010 
  100. «GOLD AND PLATINUM CERTIFICATIONS - SINGLES - 2002» (asp). ultratop (em inglês). 2002. Consultado em 30 de dezembro de 2009 
  101. «Årslista Singlar - Ar 2002». sverigetopplistan (em suéco). 2002. Consultado em 16 de janeiro de 2010 
  102. «MTV Video Music Awards 2002 – Winner». MTV. Consultado em 16 de janeiro de 2010 
  103. «Grammy Awards: ecco le nominations» (em Italian). delrock.it. Consultado em 16 de janeiro de 2010 
  104. «MTV divulga lista de indicados ao VMB 2003». areavip.com. Consultado em 16 de janeiro de 2010. Arquivado do original em 16 de janeiro de 2010 
  105. Cheung, Nadine. «Top 10 Avril Lavigne Songs». AOL Radio. Consultado em 15 de janeiro de 2011. Cópia arquivada em 15 de janeiro de 2011 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um single é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.