Composição (linguística)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A composição (do termo latino compositione) é o processo linguístico através do qual uma nova palavra é formada pela união de dois ou mais radicais. A composição pode ocorrer através de justaposição, quando não há alteração nas palavras componentes (exemplos: ''café com leite'', ''vaivém'', "guarda-chuva", "pé de moleque" ,"segunda-feira", "passatempo", ''fim de semana''), ou de aglutinação, quando há perda de sons (exemplos: "pernilongo", "planalto", ''boquiaberta'', ''embora'', ''fidalgo'', ''dessarte'', ''aguardente'').[1]

Referências

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. 2.ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 441.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.