Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas (WCRC) é um corpo Cristão ecumênico formado em junho de 2010 pela união da Aliança Mundial de Igrejas Reformadas e o Conselho Ecumênico Reformado. Com mais de 80 milhões de membros,[1] o WCRC é a quarta maior comunhão cristã no mundo, depois da Igreja Católica, da Aliança Batista Mundial e a Igreja Ortodoxa Oriental.[2][3][4] Ele tem 225 denominações de membros em 108 países.[5]

A Aliança Mundial das Igrejas Reformadas (AMIR) e do Conselho Ecumênico Reformado (REC) se fundiram para formar um novo organismo que representa mais de 80 milhões de cristãos reformados em todo o mundo, entre as maiores denominações são o Igreja Presbiteriana da África, Igreja Presbiteriana da Nigéria, Igreja Presbiteriana da África Oriental, Igreja Unida do Canadá, Igreja Presbiteriana (EUA), Igreja Reformada na Hungria, Igreja Reformada na Romênia, Igreja Protestante na Indonésia e Igreja da Escócia.

Depois de uma reunião de dois dias que termina em 1 Fevereiro de 2006, Douwe Visser, presidente do Conselho Ecumênico Reformado e Clifton Kirkpatrick, presidente da Aliança Mundial das Igrejas Reformadas, disseram em uma carta conjunta aos seus membros, "Alegramo-nos com o trabalho de o Espírito Santo, acreditamos que Ele nos levou a reconhecer que chegou o momento de reunir o trabalho da Aliança Mundial das Igrejas Reformadas e do Conselho Ecumênico Reformado em um corpo que irá fortalecer a unidade e testemunho de cristãos reformados. "

Após a primeira ideia para o nome do corpo era "Comunhão Reformada Mundial", este foi modificado para "Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas".

Um Conselho Geral Unida da CMIR, levando a organização à existência, teve lugar de 18-26 junho de 2010 no Calvin College, Grand Rapids, MI, EUA. O conselho focado na "unidade do Espírito no vínculo da paz" mencionado em Efésios como tema principal, estabelecendo um tom de verdadeira compreensão mútua e aceitação entre as igrejas-membros e associados, deixando de lado as diferenças e outras questões como eles embarcam neste jornada compartilhada com o outro como cada um procura discernir a vontade de Deus e continuar sua luta pela justiça e pela paz no mundo.

A Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas é a maior associação de igrejas reformadas do mundo. Suas confissões de membros no seu conjunto pode ser considerado mais liberal do que as denominações membros da Conferência Internacional das Igrejas Reformadas ou Fraternidade Reformada Mundial, que também são grandes organizações reformadas ecumênicos.

Posicionamentos[editar | editar código-fonte]

Em 2017, a CMIR publicou a Declaração de Fé Sobre Ordenação Feminina, na qual apoia a prática da ordenação feminina e incentiva suas 42 denominações membro que não ordenam mulheres a mudarem seu posicionamento.[6][7][8] A Igreja Presbiteriana Nacional do México e União Nacional das Igrejas Protestantes Reformadas Evangélicas da França protestaram contra a declaração, enquanto a Igreja Presbiteriana do Chile se absteve.[9]

No mesmo ano, a CMIR tornou-se a 5ª signatária da Declaração Conjunta sobre a Doutrina da Justificação, depois do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos (da Igreja Católica Romana), Federação Luterana Mundial, Conselho Metodista Mundial e Comunhão Anglicana.[10]

Membros da Comunhão[editar | editar código-fonte]

países vermelhos são o lar de pelo menos um membro da Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas

A partir de novembro de 2016 os membros da Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas são:[11]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «WCRC História». Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas. Consultado em 23 de março de 2012. Arquivado do original em 7 de julho de 2011. A Aliança Mundial das Igrejas Reformadas (AMIR) e do Conselho Ecumênico Reformado (REC) se fundiram para formar um novo organismo que representa mais de 80 milhões de cristãos reformados em todo o mundo. 
  2. «Análise: danos causados ​​à igreja Episcopal». 25 de setembro de 2007. Consultado em 25 de abril de 2010  zero width space character character in |título= at position 25 (ajuda)
  3. # cristianismo Principais Ramos de Religiões
  4. A Comunhão Anglicana Site Oficial do-Bem-vindo
  5. http://wcrc.ch/our[ligação inativa] -história /
  6. «Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas publica declaração de fé que apoia ordenação feminina». Consultado em 22 de julho de 2020 
  7. «Declaração de Fé Sobre Ordenação Feminina da Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas» (PDF). Consultado em 22 de julho de 2020 
  8. «Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas pede que denominações membro aceitem a ordenação feminina». Consultado em 22 de julho de 2020 
  9. «26ª Assembleia da Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas» (PDF). Consultado em 24 de julho de 2020 
  10. «Declaração Conjunta sobre a Doutrina da Justificação» (PDF). 2019. Consultado em 22 de julho de 2020 
  11. «Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas:Igrejas Membros». Consultado em 9 de novembro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]