Comunidade Económica Africana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
  Membros pilares da CEA - blocos
  Estados signatários do Tratado da CEA, mas não participam em nenhum dos pilares

A Comunidade Económica Africana (sigla CEA) é uma organização de Estados da União Africana, que estabelece fundamentos para o desenvolvimento económico mútuo entre a maioria dos estados africanos. Os Estados-membros montam esforços para colaborar economicamente, mas é impedida por guerras civis em partes de África. Os objetivos da organização são: incluir a criação de zonas de comércio livre, uniões aduaneiras, de um mercado único, um banco central, uma moeda comum e, assim, estabelecer uma união económica e monetária.

Pilares da Comunidade Econômica Africana[editar | editar código-fonte]

Atualmente, existem vários blocos regionais em África, também conhecidos como Comunidades Econômicas Regionais (CER, abreviada), muitos dos quais têm sobreposição de afiliações. O CER consiste, principalmente, em blocos comerciais e, em alguns casos, alguma cooperação política e militar. A maioria destas CER's formam os "pilares" da CEA, muitos dos quais têm também uma sobreposição em alguns dos seus estados-membros. Devido a esta elevada porcentagem de sobreposição, é provável que alguns estados com várias associações acabará por cair fora de um ou mais CER's. Vários destes pilares, igualmente, podem conter subgrupos.

Estes pilares e os respectivos subgrupos são os seguintes:

Pilares Subgrupos
Comunidade dos Estados Sahel-saarianos (CEN-SAD)
Mercado Comum da África Oriental e Austral (COMESA)
Comunidade da África Oriental (em inglês: East African Community - EAC)
Comunidade Econômica dos Estados da África Central (ECCAS / CEEAC) Comunidade Econômica e Monetária da África Central (CEMAC)
Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) União Económica e Monetária da África Ocidental (UEMOA)

Zona Monetária da África Ocidental (ZMAO)

Autoridade Intergovernamental para o Desenvolvimento (IGAD)
Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC) União Aduaneira da África Austral (UAAA)
União Árabe do Magrebe (UAM)

Em 10/06/2015, foi ratificado, em encontro da UA no Cairo, a união dos países que formam a COMESA, EAC e SADC para a formação de uma zona de livre comércio única, buscando um Mercado comum. Essa comunidade deve entrar em vigor em 2017, a chamada,[1]

Esse é, portanto, o primeiro passo de união dos pilares antes existentes, visando a unificação geral dos mercados africanos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da África, integrado no Projeto África é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. http://g1.globo.com/economia/noticia/2015/06/dirigentes-de-26-paises-africanos-assinam-tratado-de-livre-comercio.html