Confederação de Futebol de Associações Independentes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de ConIFA)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Confederation of Independent Football Associations
Tipo Federação das Associações
Fundação 2013
Sede Lula,  Suécia
Membros 54[1]
Presidente Noruega Per-Anders Blind
Sítio oficial www.conifa.org

A Confederação de Futebol de Associações Independentes[2][3] (em inglês: Confederation of Independent Football Associations, ConIFA) é uma federação de futebol fundada em 2013. Ela é composta por equipes que representam nações, dependências, estados não reconhecidos, minorias, povos sem estado, regiões e micronações não filiadas à FIFA. Atualmente, a ConIFA organiza a Copa do Mundo ConIFA[4] e a Copa Europeia ConIFA.

História[editar | editar código-fonte]

Mapa dos torneios da ConIFA
Copa do Mundo: Red pog.svg Copa Europeia: Blue pog.svg

Fundação[editar | editar código-fonte]

A ConIFA foi fundada em 7 de junho de 2013 para supervisionar a competição internacional entre as associações não afiliadas à FIFA em todo o mundo. É baseada em Lula, na Suécia.

Torneios[editar | editar código-fonte]

Membros[editar | editar código-fonte]

Tipos de membros[editar | editar código-fonte]

A ConIFA usa expressamente o termo "membros" em vez de "países" ou "estados". Uma associação de futebol pode ser elegível para se candidatar a membro da ConIFA se ela, ou a entidade (minorias étnicas e/ou linguísticas, grupo indígena, organização cultural, território) que representa, não for afiliada a FIFA e satisfizer um ou mais dos seguintes critérios:

  • O futebol é membro de uma das seis confederações continentais da FIFA, que são: AFC, CAF, CONCACAF, CONMEBOL, OFC e UEFA.
  • A entidade representada pelo futebol é um membro do Comitê Olímpico Internacional.
  • A entidade representada pelo futebol é um membro de uma das federações afiliadas a Associação das Federações Internacionais de Desportos Reconhecidas do COI (ARISF).
  • A entidade representada pelo futebol possui um código de país ISO 3166-1.
  • A entidade representada pelo futebol é um território independente de facto. Um território é considerado independente de facto se satisfizer todos os seguintes critérios: (a) um território bem definido; (b) uma população permanente; (c) um governo autônomo, e (d) reconhecimento diplomático por pelo menos um dos estados-membros das Nações Unidas.
  • A entidade representada pelo futebol está incluída na lista das Nações Unidas de territórios não autônomos.
  • A entidade representada pelo futebol está incluída no diretório de países e territórios do Traveler's Century Club.
  • A entidade representada pelo futebol é um membro da UNPO e/ou da FUEN.
  • A entidade representada pelo futebol é uma minoria incluída no Diretório Mundial de Minorias e Povos Indígenas, mantida e publicada pelo Minority Rights Group International.
  • A entidade representada pelo futebol é uma minoria linguística, cuja linguagem está incluída na Lista de códigos ISO 639-2.

Lista de membros[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Members». Confederação de Futebol de Associações Independentes 
  2. «Abecásia x Tibete: como o futebol fica em 2º plano numa estreia de Copa do Mundo». Globoesporte 
  3. «Como funciona o principal torneio de seleções não vinculado à Fifa». Nexo Jornal 
  4. Martyn-Hemphill, Richard (9 de junho de 2018). «In Alternative World Cup for Would-be Nations, Karpatalya Beats North Cyprus». The New York Times (em inglês) 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]