Concerto para Violino (Brahms)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Concerto para Violino e Orquestra em Ré maior, Op. 77 é um concerto em três movimentos composto por Johannes Brahms em 1878 e dedicado a seu amigo, o violinista Joseph Joachim. É o único concerto para violino de Brahms e, de acordo com Joachim, é um dos quatro maiores concertos para violino de compositores alemães:

Instrumentação[editar | editar código-fonte]

Violino solo e orquestra composta por flautas, oboés, clarinetes, fagotes; 4 trompas em Ré, Fá e Mi, 2 trompetes em Ré, tímpano e cordas.

Estrutura[editar | editar código-fonte]

O concerto segue a forma padrão, com três movimentos (rápido-lento-rápido):

  1. Allegro non troppo (Ré maior)
  2. Adagio (Fá maior)
  3. Allegro giocoso, ma non troppo vivace - Poco più presto (Ré maior)

Estreia[editar | editar código-fonte]

A obra teve sua estreia em Leipzig, no dia 1° de janeiro de 1879, e foi executada por Joachim, que insistiu em abrir o concerto com o Concerto para Violino de Beethoven e fechar com o de Brahms.[1] O próprio Brahms regeu a estreia. Várias modificações foram feitas entre a estreia e entre a publicação da obra por Fritz Simrock mais tarde naquele ano.

Dificuldades técnicas[editar | editar código-fonte]

As dificuldades técnicas em relação ao solista são formidáveis, com muito uso de paradas múltiplas, arpejos, rápidas passagens de escalas e variações rítmicas. A dificuldade pode, até certo ponto, ser atribuída pelo fato do compositor ser um pianista virtuoso. Apesar disso, Brahms escolheu a clave de Ré maior, que favorece a execução no violino.

Referências

  1. Steinberg, 121

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]